Publicidade

 

Pimenta do reino

10 Benefícios da Pimenta do Reino – Como Plantar, Curtir e Preparar

Também conhecida como pimenta-preta e pimenta-redonda, a pimenta do reino é oriunda da Índia. A especiaria, entretanto, é popular em todo o mundo por trazer aroma e sabor a preparações culinárias.

Publicidade

10 benefícios da pimenta do reino: Para que serve?

Além de incrementar pratos culinários, para que serve o ingrediente? Vamos descobrir agora, ao conhecer alguns dos benefícios da pimenta do reino:

1. Auxílio ao sistema digestivo

A pimenta do reino aumenta a secreção do ácido clorídrico no estômago, o que favorece a digestão. Uma digestão apropriada evita problemas como prisão de ventre, diarreia e cólica. O ingrediente também possui ação carminativa, ou seja, promove a eliminação de gases do corpo de uma maneira saudável, inibindo a formação de mais gases.

2. Pimenta do reino emagrece

A camada externa dos grãos de pimenta auxilia a quebra das células de gordura. Quando essas células são partidas, elas são processadas pelo corpo e aplicadas em processos como reações enzimáticas no lugar de ficarem armazenadas.

Segundo estudo publicado no periódico “Physiology and Behavior” em 2006, a pimenta do reino age como termogênico no organismo. Isso ajuda seu corpo a queimar mais calorias.

Obviamente, a pimenta do reino não emagrece magicamente. Sua adição à alimentação apenas dá um auxílio. Para perder peso de verdade ainda é fundamental seguir uma dieta saudável, equilibrada, controlada e nutritiva, além de praticar atividades físicas com frequência como maneira de maximizar a queima de calorias por parte do corpo.

3. Propriedades antibacterianas

Mais um dos benefícios da pimenta do reino refere-se aos seus efeitos antibacterianos. Essas propriedades da especiaria contribuem com o combate a infecções e mordidas de insetos.

Publicidade

4. Saúde neurológica e combate à deficiência cognitiva

Pesquisas já mostraram que a piperina, uma das substâncias principais da pimenta preta, auxilia a diminuição do enfraquecimento da memória e do mau funcionamento cognitivo. A hipótese é que isso aconteça devido ao fato de que caminhos químicos do cérebro aparentam ser estimulados pelo componente.

5. Auxílio ao tratamento da asma e de tosse convulsa

Tal efeito é creditado às propriedades anti-inflamatórias e antiexpectorantes que as pimentas possuem, que podem contribuir com o tratamento de problemas respiratórios como a asma e a tosse convulsa (coqueluche).

Obviamente, tais problemas não devem ser tratados somente com a pimenta. O médico deve ser consultado e as orientações dele em relação ao tratamento prescrito devem ser obedecidas.

6. Melhoria da absorção de nutrientes

A piperina também melhora a biodisponibilidade de nutrientes como selênio, vitamina A, vitamina C e betacaroteno no organismo. A biodisponibilidade refere-se à quantidade de determinado nutriente que o corpo consegue absorver.

Além disso, o composto da pimenta do reino estimula o transporte de aminoácidos no revestimento do intestino e inibe as enzimas que trabalham na metabolização de substâncias nutritivas. A piperina ainda previne a remoção de substâncias das células e diminui a atividade intestinal, de modo que mais compostos entrem no organismo e permaneçam disponíveis para serem utilizados.

Publicidade

7. Estimula o apetite

Se por um lado, a pimenta do reino pode dar uma forcinha para quem deseja emagrecer, ela também age como um estimulante do apetite. Apesar disso não ser uma vantagem para quem está acima do peso, para as pessoas que sofrem por estarem com o peso abaixo do ideal, há benefícios da pimenta do reino importantes para conseguirem comer mais.

8. Melhoria da circulação

Acredita-se ainda que a pimenta preta colabora com a melhoria da circulação, prevenindo ou diminuindo as dores nas articulações que são provenientes justamente de problemas na qualidade da circulação.

9. Ajuda o tratamento de artrite

Há benefícios da pimenta do reino no auxílio ao tratamento de artrite por conta de suas propriedades anti-inflamatórias e antiartríticas. Pesquisas já identificaram que a pimenta do reino age na diminuição da percepção de dores e sintomas da artrite.

É claro que a pimenta não cura a doença, apesar de ser apresentada como algo que auxilia no tratamento e na diminuição das dores. É importante lembra que para lidar corretamente com a condição é necessário seguir as instruções do médico em relação ao tratamento completo.

10. Melhoria do humor

A piperina encontrada na especiaria também está associada ao crescimento da produção de serotonina. O neurotransmissor exerce um importante papel na regulação do humor e níveis reduzidos de serotonina estão relacionados à depressão.

Como plantar pimenta do reino

O clima ideal para o plantio da pimenta fica entre 23º C e 28º C, é quente e úmido, com umidade relativa do ar entre 80% e 88% durante seis meses do ano, no mínimo. A pimenta do reino é capaz de se adaptar a diferentes tipos de solos, porém, os mais indicados são os de textura mediana, porosos, profundos, friáveis (que se fragmentem com facilidade), arenosos ou levemente argilosos.

Os solos muito argilosos não servem porque facilitam o encharcamento, favorecendo a entrada de fungos causadores de doenças. A pimenta não aguenta solos sujeitos a inundações de tempos em tempos e para seu bom desenvolvimento, o solo precisa ter boa drenagem, porém, apresentar capacidade de reter a umidade.

Como os solos de várzea sofrem encharcamento e excesso de umidade, que tornam o cultivo impróprio, eles não são utilizados. O ideal para a pimenta são os terrenos e terra firme.

Confira a seguir o passo a passo de como plantar a pimenta do reino:

  1. O primeiro passo é selecionar os materiais necessários para o plantio da pimenta. São eles: vaso fundo, terra preta, argila, areia de rio e muda ou estaca de pimenta do reino;
  2. Fazer uma mistura composta por duas partes de terra preta, uma parte de argila e outra parte de areia do rio. O objetivo da mistura é auxiliar a drenagem;
  3. Plantar a muda ou estaca no centro do vaso e colocar um tutor de apoio para planta para orientar o crescimento;
  4. Posicionar o vaso em um local de meia sombra. Ele não deve ser exposto diretamente ao sol pois os raios solares prejudicam a planta;
  5. Regar moderadamente para manter o solo bem úmido. Entretanto, tomar cuidado para não encharcar, o que facilita a proliferação de fungos e bactérias;
  6. Fazer podas durante os primeiros quatro anos. Isso ajuda a conduzir o crescimento da planta e estimula a geração de frutos;
  7. Conforme o amadurecimento das espigas for ocorrendo, colher cuidadosamente, tendo atenção para não quebrar os ramos ou estolões (os caules que crescem paralelamente ao chão);
  8. A sua pimenta do reino poderá ser preta, vermelha, verde ou branca. A cor depende do nível de amadurecimento e do processamento utilizado em seu cultivo.

Como curtir: aprenda a fazer conserva de pimenta do reino

Ingredientes:

  • 300 g de pimenta do reino em grãos;
  • 300 g de vinagre de álcool branco;
  • 2 colheres de sopa de sal refinado comum;
  • Folhas de louro a gosto;
  • Dentes de alho a gosto.

Modo de preparo:

  1. Escolher um pote de vidro com tampa que ofereça boa vedação e higienizar bem, esterilizando-o;
  2. Espalhar bastante óleo e azeite nas mãos. Selecionar os grãos de pimenta do reino, lavar uma a uma em água corrente e colocar em uma peneira ou utilizar um pano seco para secar por completo;
  3. Colocar as pimentas dentro do pote de vidro esterilizado, arrumando-as do jeito que desejar com o auxílio de um palito de churrasco. Adicionar as folhas de louro e os dentes de alho;
  4. Separadamente, misturar o vinagre e o sal. Após, despejar a mistura até a boca e tampar o pote com uma rolha. Fechada, a conserva tem duração de até um ano.

Como preparar molho de pimenta do reino

Para aproveitar os benefícios da pimenta do reino, ela pode ser utilizada no preparo de molhos e temperos que acompanham diversos pratos salgados. Agora vamos aprender como preparar um molho de pimenta do reino verde. Confira:

Publicidade

Ingredientes:

  • 6 colheres de sopa de rum;
  • ½ xícara de chá de caldo de carne;
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1 caixinha de creme de leite;
  • Sal a gosto;
  • 3 colheres de sopa de pimenta do reino verde em grãos.

Modo de preparo:

  1. Colocar os grãos de pimenta em uma frigideira e levar ao fogo baixo. Mexer sem parar durante dois minutos ou até as pimentas ficarem secas;
  2. Amassar os grãos e adicionar o rum. Deixar ferver durante mais dois minutos;
  3. Acrescentar o azeite de oliva e o caldo de carne. Cozinhar durante três minutos, mexendo de vez em quando;
  4. Adicionar o sal eu creme de leite. Misturar e deixar no fogo por mais um minuto, mexendo sem parar. Desligar o fogo e servir.

Cuidados com a pimenta do reino

 A nutricionista Katia Terumi explicou que a ingestão frequente e excessiva da pimenta do reino pode causar irritação nas mucosas que revestem órgãos como o estômago e o intestino. Ela também afirmou que pessoas que sofrem com gastrite, úlcera ou diverticulite devem evitar o consumo da pimenta.

Entretanto, em pequenas quantidades não espera-se que a pimenta do reino cause grandes problemas.

Referencias Adicionais:

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você já conhecia todos esses benefícios da pimenta do reino para a saúde e boa forma? Tem o costume de consumi-la com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Adoro usá-la em assados de porco. Uso inteiras e ficam deliciosas … meu filho de 7 anos aprovou o sabor. Grande abraço e obrigado!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×