Aspargos

14 Benefícios do Aspargo – Para Que Serve e Propriedades

Com 20 calorias a cada porção de 100 g e nutrientes como potássio, carboidratos, fibras, proteínas, vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C, vitamina E, vitamina K, cálcio, ferro e magnésio em sua composição, o aspargo já dá uma ideia de que se trata de um alimento saudável.

Mas quais exatamente são as suas propriedades? E para que serve o alimento? Vamos descobrir abaixo junto com alguns dos benefícios do aspargo.

Propriedades do aspargo

A verdura é dotada de propriedades anti-inflamatórias, anticâncer, antioxidantes, diuréticas e drenantes. Na antiguidade, os aspargo também era conhecido por suas propriedades afrodisíacas.

Para que serve o vegetal? 14 benefícios do aspargo 

A partir de agora, vamos conhecer 14 benefícios do aspargo que você pode obter ao consumir regularmente a verdura.

1. Auxílio ao emagrecimento

Inserir alimentos poucos calóricos e ao mesmo tempo nutritivos como o aspargo na dieta é uma boa alternativa para quem deseja emagrecer. Isso porque eles oferecem parte dos nutrientes que o corpo necessita para funcionar corretamente e não causa o acúmulo de calorias.

Outra vantagem do vegetal é que ele é fonte de fibras, um nutriente que promove a sensação de saciedade ao organismo. Isso faz com que ele ajude a controlar o apetite e consumir uma quantidade controlada e mais baixa de calorias seja mais fácil.

Além disso, a vitamina K encontrada nos aspargos age como um diurético natural, promovendo a eliminação do excesso de líquido no corpo. Isso combate a retenção de líquido assim como a sensação de inchaço causada pela condição.

Acredita-se ainda que algumas vitaminas do complexo B – presentes nos aspargos – trabalhem juntas para regular os níveis de açúcar no sangue. Isso é importante porque a manutenção de taxas estáveis de glicose ajuda a evitar a elevação do apetite.

Obviamente, apenas comer aspargos não emagrece, apesar de ajudar na perder peso. Para emagrecer, ainda é necessário ter toda uma alimentação saudável, equilibrada, controlada e nutritiva e praticar atividades físicas com frequência como forma de maximizar a queima de calorias.

2. Saúde do coração

Suas vitaminas do complexo B ajudam a regular o aminoácido homocisteína, que quando é encontrado em altas doses, torna-se um fator de risco para o desenvolvimento de doenças no coração, conforme informou a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Os elevados níveis de antioxidantes, suas propriedades anti-inflamatórias e suas altas taxas de fibras também trazem benefícios do aspargo para auxiliar a prevenir as doenças do coração.

Além disso, seu aminoácido chamado asparagina ajuda a limpar o excesso de sal presente no organismo. Segundo o Portal Brasil, no Governo Federal, o exagero na ingestão de sal está associado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

3. Regulação dos níveis de açúcar no sangue

Para as pessoas que não sofrem com diabetes ou baixas taxas de açúcar no sangue e possuem índices saudáveis de glicose no sangue, o consumo de aspargo pode contribuir com o controle desses níveis, graças à presença da vitamina B6 em sua composição.

4. Diminuição dos riscos de diabetes tipo 2

O risco de desenvolver a doença aumenta com a inflamação, algo que pode ser combatido pelo aspargo, que possui justamente propriedades anti-inflamatórias.

Aliado a isso, está uma pesquisa de 2011 publicada no British Journal of Nutrition (Jornal Britânico de Nutrição, tradução livre). Ela apontou que o efeito que o aspargo tem de melhorar a secreção da insulina e o funcionamento das células beta (encontradas no pâncreas e que produzem, armazenam e liberam o hormônio) também ajuda a reduzir as chances de ter diabetes do tipo 2.

5. Antienvelhecimento

O antioxidante glutationa, encontrada nos aspargos, é conhecido por desacelerar o processo de envelhecimento. A informação é de um artigo do ano de 1998 do jornal The Lancet, uma publicação da área médica.

Ao lado da vitamina B12, a vitamina B9 – também chamada de folato ou ácido fólico – e que também está presente no vegetal, previne o declínio cognitivo.

Uma pesquisa da Universidade Tufts, nos Estados Unidos, identificou que adultos que apresentavam níveis saudáveis de folato e vitamina B12, tiveram um desempenho melhor no que se refere à velocidade de reação e flexibilidade mental do que aqueles que tinham taxas menores das vitaminas.

6. Pele

Mais um dos benefícios do aspargo está relacionado à saúde da pele. Tudo por conta novamente do antioxidante glutationa: o componente colabora com a proteção da pele dos danos causados pelo sol e da poluição.

7. Saúde da gestação

O folato encontrado no alimento é fundamental para as mulheres grávidas. Isso porque a deficiência de folato logo nas primeiras etapas da gestação pode resultar em anomalias no tubo neural do recém-nascido.

O tubo neural é constituído por estruturas que dão origem ao eixo central do sistema nervoso, na cabeça e na coluna vertebral do feto. Seu desenvolvimento adequado é fundamental para que o sistema nervoso seja formado por completo. 

8. Saúde digestiva

De acordo com o que a nutricionista Laura Flores relatou, há benefícios do aspargo para estabilizar a digestão graças a seu teor de fibras e proteínas. Os nutrientes auxiliam a movimentação do alimento dentro do intestino e a aliviar o desconforto que pode surgir durante a digestão.

Além disso, segundo informações da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, o aspargo possui uma fibra alimentar que está associada à melhoria da digestão. Ela só é destruída e digerida até chegar ao intestino grosso e atua na melhoria da absorção de nutrientes, na diminuição de alergias e na redução de riscos de desenvolvimento de câncer de cólon.

9. Fonte de antioxidantes

O aspargo é rico em antioxidantes, substâncias que fazem muito bem ao organismo por combaterem os radicais livres causadores de doenças degenerativas e que promovem o envelhecimento.

Entretanto, para garantir que os antioxidantes, assim como suas vitaminas, não sejam perdidos, é necessário não cozinhar demais os aspargos na hora de prepará-los.

10. Fortalecimento do sistema imunológico

O vegetal também é fonte de vitamina E, que além de proteger o corpo contra os radicais livres, fortalece o sistema imunológico. Existe a orientação de consumir os aspargos com azeite de oliva porque o corpo absorve melhor a vitamina E quando ela vem acompanhada de um pouco de gordura.

11. Vida sexual

Como vimos acima, o alimento possui propriedades afrodisíacas. Seu folato e sua vitamina B6 estimulam a excitação. Além disso, a vitamina E presente no aspargo estimula os hormônios sexuais de homens e mulheres.

12. Ressaca

Uma pesquisa de 2009 publicada no Journal of Food Science (Jornal de Ciência Alimentar, tradução livre), realizada com células cultivadas em laboratório, indicou que os minerais e aminoácidos encontrados no aspargo podem ajudar a aliviar a ressaca e proteger as células do fígado das toxinas presentes no álcool.

13. Fonte de vitamina K

A vitamina K presente no vegetal é responsável por benefícios do aspargo aos ossos por auxiliar o corpo a absorver cálcio, um mineral importante para a saúde dos ossos.

Já que estamos falando da vitamina K, ela também é importante para equilibrar a coagulação do sangue, necessária para o corpo parar de sangrar depois de sofrer um ferimento ou um corte, por exemplo.

14. Melhoria do humor

Junto à vitamina B12, o folato ajuda a evitar a irritabilidade. Pesquisadores identificaram que pessoas que sofrem com depressão podem apresentar baixas taxas dessas vitaminas. O aspargo também possui bastante triptofano, um aminoácido que também já foi associado à melhoria do humor.

Cuidados com o aspargo

Conforme recomendação dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH, sigla em inglês), dos Estados Unidos, o aspargo não deve ser consumido por pessoas que sofrem com ácido úrico e cálculo renal (pedras nos rins).

Pessoas com diabetes ou níveis alterados de taxas de açúcar no sangue também deve ter cuidado, pois o alimento pode afetar os índices de glicose no sangue. O ideal é consultar o médico para saber se deve ou não inserir o alimento na dieta.

Quem possui alergia a cebolas, alho, cebolinha e outros componentes da família do lírio, deve ficar atento pois possui tendência a alergia ao aspargo.

Por conta da presença do ácido asparagúsico em sua composição, o alimento pode fazer com que a urina emita um cheiro desagradável. Entretanto, o fato de produzir ou sentir o odor não traz efeitos prejudiciais.

Referências adicionais:

O que você achou dos benefícios do aspargo? Agora que sabe para que serve e conhece suas propriedades, irá incluí-lo mais no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 4,46 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*