Pular corda

3 Passos Básicos para Aprender a Pular Corda

Se você acredita que pular corda é uma atividade só para os treinos dos lutadores, está enganado. Elas não foram feitas apenas para eles. Aprender os movimentos básicos dessa simples atividade pode ser essencial, pois ela queima uma enorme quantidade de calorias, deixa seu corpo atlético e pode ser bastante divertida – isso tudo se você fizer da maneira correta. Se você está tropeçando a cada pulada de corda, vai acabar não impressionando ninguém… Você precisa começar a treinar de alguma forma, e a melhor forma de começar, obviamente, é o mais básico possível.

A maior dificuldade que os iniciantes em pular corda tendem a ter é sincronizar o ritmo da rotação da corda com seus pulos. Muitas pessoas pulam aleatoriamente, onde quer que a corda esteja, e isso nunca acaba bem. Mantenha seus movimentos os mais básicos possíveis de início e você terá poucas variáveis que possam dificultar a coordenação.

Os passos abaixo podem fazer do iniciante com absolutamente zero experiência em pular corda alguém com uma coordenação básica de timing e ritmo. O bom é que assim que você compreende esse básico, pode progredir rapidamente para variações diferentes, desafiadores e sessões mais longas da atividade.

  1. Gire a corda o mais devagar possível assim que começar. Se sua corda for levemente pesada, você poderá sentir quando ela estiver quase tocando o chão.
  2. Quando ela tocar o chão, pule sobre a corda. Aqui, algumas pessoas principiantes na atividade tendem a dar mais meio salto. Não pule até que uma nova rotação seja completa.
  3. Gradualmente, vá aumentando o ritmo da rotação. Isso é vital para que você deixe de ser um iniciante, se não, não haverá progresso. Se o seu timing para pular dessincronizar ou você começar a dar dois pulos a cada rotação, pare e volte ao início novamente, com a velocidade mais baixa.

Quando você começar a praticar com o movimento da corda ainda devagar, vai parecer um pouco chato o longo tempo que você estará no chão entre os saltos, mas não há problema pois você ainda estará aprendendo a pular somente quando a corda passar por debaixo de seus pés, ou seja, no momento certo.

Uma vez que esses pontos básicos tenham sido compreendidos, você poderá se concentrar mais nos mecanismos, fazendo um salto menor e usando mais seus pulsos do que todo o braço para gerar a rotação.

Você tem vontade de aprender a pular corda para este ser um de seus exercícios aeróbicos? Quais são suas maiores dificuldades nesta atividade? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*