Publicidade

 

3 Técnicas de Motivação que Ajudarão a Superar os Dias Difíceis no Treino e Dieta

Quando começamos a seguir um plano de exercícios e a mudar a alimentação, para cuidar da boa forma e da saúde, é normal que prometamos a si mesmos que não vamos deixar que nenhuma complicação entre no caminho e que faça com que oscilemos em nossa frequência na academia ou que falhemos na tarefa de comer de forma mais saudável e equilibrada.

Publicidade

Entretanto, quando a realidade bate à nossa porta e surgem os problemas e compromissos no dia a dia, e nos sentimos estressados, desanimados e sobrecarregados, é difícil encontrar uma motivação para não faltar a academia, e cumprir a promessa feita lá atrás pode se tornar uma tarefa bastante difícil.

Difícil, mas não impossível. Conhecendo as técnicas corretas, é possível parar, pensar e reverter a situação. Confira mais abaixo três métodos de motivação que você pode utilizar para melhor o seu foco, sua energia e sua vontade de seguir em frente com o programa de exercícios e a dieta.

1. Comemorar as pequenas vitórias

Uma das razões para a falta de motivação em relação ao treino é o fato do objetivo final parecer muito longe de ser alcançado. No entanto, olhar para aquele algo maior que se deseja alcançar pode desviar o foco das pequenas conquistas alcançadas que deveriam ser motivos de comemoração.

Por exemplo, pode ser que você ainda não tenha eliminado todo o peso que deseja ou que não tenha construído todos os músculos que estabeleceu como meta, mas se já está malhando há um tempo certamente se sente com mais disposição e está com um condicionamento físico melhor do que quando era sedentário, não é mesmo?

Então, por que não celebrar essas pequenas conquistas? Afinal, é a cada pequeno passo concretizado que você fica cada vez mais perto do seu objetivo final. Aprender a fazer isso é uma das chaves para ficar mais estimulado.

Uma dica da PhD e autora do livro The Diet Trap Solution (A Solução para a Armadilha da Dieta, tradução livre) Judith S. Beck é dar feedbacks positivos a si mesmo. “Dê a si próprio o dobro de crédito quando você fizer algo positivo em direção ao seu objetivo, mesmo quando você não estiver a fim”, completou.

Publicidade

A especialista também explicou que ao reconhecer as pequenas vitórias alcançadas, você ativa o centro de recompensa do seu cérebro, o que reforça a sua autoconfiança e, por consequência, te deixará mais motivado a seguir em frente com o que propôs a fazer com o seu corpo.

2. Aprender a dizer não

Ter uma alimentação mais saudável não significa nunca mais saborear aquele quitute ou guloseima que não é tão amigo assim da saúde e boa forma que a gente tanto ama. Mas isso também não significa que você pode ceder à tentação todas as vezes que a vontade aparecer.

A mesma ideia vale para o treino. Enquanto existem situações em que realmente não dá para comparecer à sessão de exercícios, como compromissos importantes no trabalho ou problemas de saúde, não se pode para usar qualquer atividade que pode ser feita em outro horário como desculpa para não ir malhar.

É preciso aprender a dizer não a si mesmo quando aquela vontade de deixar a malhação ou a disciplina em relação à alimentação insistir em aparecer e manter-se firme à meta que foi traçada lá no início. “Dizer a si mesmo que não é certo ignorar os seus objetivos envia uma poderosa mensagem ao seu cérebro que o seu compromisso com a sua saúde e boa forma não é negociável”, afirmou a especialista Judith S. Beck.

Ao não se permitir deixar a promessa que fez a si próprio de lado por razões superficiais, você não tem alternativa a não ser seguir em frente e abandonar o comportamento de autossabotagem.

Publicidade

3. Buscar ajuda

Uma pesquisa publicada no ano de 2010 no International Journal of Behavorial and Physical Activity (Jornal Internacional de Comportamento e Atividade Física, tradução livre) mostrou como a motivação e o aconselhamento são importantes na hora de mudar a alimentação.

No estudo, metade de um grupo formado por 80 mulheres recebeu conselhos sobre técnicas para estabelecer metas, de como redigir um diário e orientação em relação à perda de peso, enquanto o restante das participantes apenas recebeu dicas de dieta.

Todas as mulheres perderam peso, porém, aquelas que receberam o maior aconselhamento tiveram um sucesso significativamente maior do que as outras.

Sendo assim, para seguir firme vale a pena ter um amigo com quem conversar sobre a evolução com os exercícios e a dieta e buscar ajuda profissional para receber as melhores recomendações em relação a como obter sucesso na jornada.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você já se sentiu desmotivado alguma vez em meio a um processo de perda de peso ou crescimento muscular, acreditando que não daria resultado? Como conseguiu se reanimar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. faça uma matéria para pessoas que querem emagrecer acima dos 45 anos… não se vê isso em sites e mostra a dificuldades que elas enfremtam.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×