Milho

8 Benefícios do Milho – Para Que Serve e Propriedades

Publicidade

O milho é um dos cereais mais consumidos pelos seres humanos desde o surgimento da agricultura. São os antioxidantes carotenoides como a luteína e zeaxantina que dão a cor amarela aos grãos de milho. Estas substâncias servem principalmente para promover a saúde dos olhos.

As diferentes variedades de milho também são ricas em fibras que auxiliam no emagrecimento e fortalecem a saúde do nosso trato digestivo inferior.

O milho é uma fonte rica de muitas vitaminas e minerais e por este motivo o consumo das suas diferentes variedades, assim como dos seus derivados, encaixa-se perfeitamente em uma dieta saudável e nutritiva.

Entre os benefícios do milho para a saúde podemos citar a prevenção de doenças digestivas e do coração, a redução da hipertensão e a prevenção de defeitos do tubo neural em bebês.

Para que serve o milho: 6 principais propriedades

1. O milho é rico em antioxidantes

Todas as variedades de milho fornecem fitonutrientes antioxidantes que trazem diferentes benefícios do milho à saúde. A combinação exata dos fitonutrientes, no entanto, depende da variedade. O milho de grãos amarelos é mais rico em luteína e zeaxantina. O milho azul tem concentrações únicas de antocianinas e o milho roxo fornece quantidades incomuns do ácido protocatecuico.

Antioxidantes são substâncias que podem proteger as células do nosso corpo de danos causados por radicais livres que podem ocorrer como consequência normal de alguns processos metabólicos, ou ainda a partir da exposição a certos produtos químicos, tabagismo, poluição e radiação.

Consumir alimentos ricos em antioxidantes serve para garantir a saúde do coração e pode também ajudar a reduzir o risco de infecções e algumas formas de câncer.

2. O grão representa boa fonte de proteínas

Uma porção de um copo de milho fornece 5 gramas de proteína, o que representa cerca de 10% da dose diária recomendada por nutricionistas. As proteínas obtidas a partir do consumo do milho contêm praticamente todos os aminoácidos essenciais à nossa saúde diária, com exceção apenas à lisina, o que pode ser resolvido adicionando feijão, ovos, aves ou carne magra à refeição.

O nosso organismo precisa de proteínas completas em cada refeição para que possamos obter a dose diária recomendada e assim garantir a saúde das nossas células e órgãos, dos nossos músculos, do nosso tecido conjuntivo e dos nossos ossos. As mulheres devem consumir 46 gramas de proteína por dia, enquanto os homens precisam de 56 gramas.

3. Milho contém fibras em abundância

As fibras do tipo insolúveis são benéficas porque ajudam na formação do bolo fecal e previnem a constipação no intestino. As do tipo solúvel se ligam às moléculas de colesterol e ajudam a arrastá-las para fora do organismo, o que ajuda a reduzir os níveis de gordura no sangue e reduz o risco de doença cardiovascular.

O milho contém uma boa quantidade de fibras, sendo a maior parte do tipo insolúvel. Em cerca de 100 gramas da adorada pipoca de cinema há cerca de 20 gramas de fibra. Este montante é cerca de metade da ingestão diária adequada para homens e mulheres.

Pesquisas estabeleceram a ingestão recomendada de fibras baseando-se no total necessário para proteger a saúde do coração. Em um copo de milho cozido há cerca de 4 gramas de fibras, o que é cerca de 15% do total que devemos ingerir diariamente. 

4. O cereal contém ácido fólico

O nosso corpo depende de ácido fólico para metabolizar DNA (Ácido Desoxirribonucleico) e proteínas. Este ácido é uma vitamina do complexo B e precisa estar presente no nosso organismo, especialmente nas mulheres em idade fértil porque previne eventuais defeitos de nascença no feto que podem ocorrer nas primeiras semanas após a concepção. Ela também ajuda a proteger o coração uma vez que converte um aminoácido chamado homocisteína cujos níveis elevados podem danificar os vasos sanguíneos.

Além disso, ele é vital para outros processos metabólicos como a produção de neurotransmissores cerebrais. Um copo de milho cozido contém 34 microgramas de ácido fólico, nove por cento da dose diária recomendada por especialistas.

5. O milho é uma fonte rica de calorias

O milho é uma fonte rica em calorias e por isso é a base da alimentação de muitas populações e tem papel vital para a sobrevivência de dezenas de países de base agrícola. Cada 100 gramas milho cozido contém 90 calorias, um dos valores mais elevados entre os cereais. Seu alto teor calórico garante a saciedade, mas pode ser um vilão para o ganho de peso rápido quando ingerido em excesso. 

6. Seus grãos contêm muitas vitaminas e minerais

O milho é fonte de muitas vitaminas e minerais, o que lhe garante propriedades nutricionais únicas. A quantidade destes nutrientes varia de acordo com o tipo de grão. O milho de pipoca tende a ter quantidades maiores de minerais, enquanto o milho verde tende a ser mais rico em vitaminas.

Minerais em destaque no milho de pipoca

  • Cobre: ​​Um antioxidante cuja ingestão inadequada pode ter efeitos negativos na saúde do coração;
  • Fósforo: Encontrado em quantidades aceitáveis tanto na pipoca quanto no milho verde. Ele desempenha um papel importante no crescimento e manutenção dos tecidos do corpo;
  • Magnésio: A carência de magnésio no organismo pode aumentar o risco de muitas doenças crônicas como doenças do coração;
  • Manganês: Um mineral essencial encontrado em quantidades elevadas em grãos integrais, frutas e legumes;
  • Zinco: Elemento essencial para o bom funcionamento do sistema imunológico;

Vitaminas presentes no milho verde

  • Ácido pantotênico: Também chamado de vitamina B5, ele pode ser encontrada em certa medida, em quase todos os alimentos e sua deficiência é, portanto, rara;
  • Ácido Fólico: Também conhecido como vitamina B9, é um nutriente essencial, especialmente importante durante a gravidez;
  • Niacina: Também chamada de vitamina B3, é mais bem absorvida a partir do milho quando este é cozido junto com uma substância alcalina como a cal hidratada. A niacina pode prevenir e tratar o colesterol alto;
  • Potássio: um nutriente essencial importante para o controle da pressão arterial e que pode melhorar a saúde do coração;
  • Vitamina B6: Também conhecida como piridoxina. Ela favorece a respiração celular e ajuda no metabolismo das proteínas.

Informações Nutricionais do Milho

Porçãopor 100 g
Energia90 calorias
Carboidratos19 g
Açúcar3,2 g
Proteínas3,2 g
Gorduras1,2 g
Fibras2,7 g

8 Benefícios do milho para a saúde e boa forma

O milho não só fornece as calorias necessárias para um metabolismo diário saudável, mas também é uma fonte rica de vitaminas A, B, E e muitos minerais.

Veja a seguir os principais benefícios do milho à saúde. Vamos entender como suas propriedades são positivas para nosso corpo. Então, para que serve o milho?

1. Prevenção de doenças do coração

De acordo com pesquisas recentes, o óleo de milho pode ter propriedades antiaterogênicas, ou seja, pode reduzir o excesso de colesterol das paredes vasculares, diminuindo assim o risco de várias doenças cardiovasculares. O óleo de milho, em particular, é a melhor maneira de aumentar a saúde do coração, por causa da sua combinação de ácidos graxos, entre eles o ômega 3, que tem capacidade de diminuir o colesterol “ruim” reduzindo as chances de obstrução das artérias e também da pressão arterial. Fatores que podem desencadear ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

2. O consumo de milho pode ajudar no controle do diabetes

Acredita-se que o aumento da ingestão de frutas e vegetais orgânicos, como o milho, pode ser associado à redução do diabetes na última década, uma doença epidêmica no mundo todo. Estudos têm mostrado que um dos benefícios do milho é o auxílio no tratamento de diabetes em pacientes não dependentes da insulina, sendo que também é eficaz contra a hipertensão devido à presença dos fitoquímicos fenólicos que contém.

Fitoquímicos podem regular a absorção e a libertação de insulina no corpo, o que pode reduzir a possibilidade de picos de açúcar no sangue e evitar gota em pacientes diabéticos, ajudando-os a manter um estilo de vida mais normal. No entanto, é preciso estar atento à quantidade a ser consumida.

3. Milho pode ajudar na prevenção de doenças do trato digestivo

Consumir milho cozido ou pipoca satisfaz por causa do teor de fibras alimentares presentes nos grãos. Os benefícios do milho provenientes das fibras para o sistema digestivo são muito bem documentados. Pesquisas recentes mostram que as fibras presentes no milho ajudam na proliferação de bactérias benéficas ao nosso intestino grosso. Tais bactérias processam os ácidos graxos de cadeia curta, responsáveis por fornecer energia para as nossas células intestinais e, assim, ajudam a reduzir o risco de doenças, incluindo o risco de desenvolver câncer de cólon.

4. O cereal oferece proteção aos olhos 

A ingestão de antioxidantes, principalmente carotenoides como a luteína e a zeaxantina, pode promover benefícios do milho consideráveis ​​para a saúde dos olhos.

Estes carotenoides estão mais presentes na variedade amarela do milho e são conhecidos como pigmentos maculares. Eles estão presentes na superfície interna da retina, a parte do olho sensível à luz. Sua função é proteger a retina contra danos oxidativos causados ​​pela luz.

Pesquisas mostram que garantir altos níveis de carotenoides no sangue pode reduzir o risco tanto da degeneração macular como da ocorrência de catarata.

Podemos citar como exemplo um estudo feito com 356 pessoas entre jovens e idosos onde houve uma redução de 43% no risco de degeneração macular entre aqueles com maior ingestão de carotenoides, especialmente luteína e zeaxantina, em relação aos demais indivíduos.

5. Quando consumido com moderação, o milho pode ajudar no controle do peso

O milho possui diversas propriedades que dão suporte ao controle de peso, mas também tem uma desvantagem em potencial. Uma vantagem é que cerca de 70% do milho é constituído de água e isto ajuda a controlar o peso porque a água acrescenta volume sem adicionar calorias ao alimento.

Mais um dos benefícios do milho é proveniente do volume de proteínas e fibras do grão. Ambos nutrientes que ajudam a manter a saciedade durante um período mais longo de tempo. A desvantagem, no entanto, é alta concentração de carboidratos que causa o aumento do açúcar no sangue. Uma porção de um copo de milho tem 31 gramas de carboidratos, ou quase um quarto da ingestão recomendada para um dia inteiro.

6. Os benefícios do milho como cosmético

O amido de milho é utilizado na fabricação de muitos produtos cosméticos e também serve para ser aplicado topicamente para aliviar diferentes tipos de irritação da pele e erupções cutâneas. Produtos de milho são indicados para substituir produtos petrolíferos cancerígenos que são os principais componentes de muitas preparações cosméticas. Muitos dos tradicionais cremes para a pele contêm vaselina como base, um material que muitas vezes pode bloquear os poros da pele e piorar determinadas condições.

7. A vitamina A traz benefícios do milho para a pele e sistema imunológico

O milho é uma fonte rica de betacaroteno, que forma a vitamina A no nosso organismo. Esta vitamina é essencial e serve para a manutenção de uma boa visão, de uma pele saudável, da saúde das membranas mucosas e para o bom funcionamento do sistema imunológico.

A Vitamina A pode ser tóxica se suplementada em excesso, por isso o ideal é consumi-la na forma de betacaroteno. A quantidade de betacaroteno ingerida que não é convertida em vitamina A, atua como um antioxidante muito forte, como todos os carotenoides, e pode combater doenças como o câncer e males do coração.

8. Estudos recentes associam a ingestão de milho ao combate ao vírus da AIDS

Muitos estudos recentes têm analisado a capacidade do milho em melhorar a nutrição de certos grupos de pessoas especialmente quando combinado com legumes e consumido na forma de mingau.

Os pesquisadores envolvidos notaram uma melhora na absorção de minerais como zinco, cálcio e ferro, assim como de carboidratos e proteínas dessa mistura rica em nutrientes.

Uma nova área de pesquisa relacionada ao milho envolve a sua atividade potencial contra o vírus HIV, o vírus da AIDS. Uma proteína específica encontrada no milho, chamada GNAmaize, demonstrou possuir capacidade de inibição do HIV.

Em palavras simples, esta proteína pode se ligar aos carboidratos ou aos seus receptores que são encontrados nas membranas celulares. No caso de alguns microrganismos, incluindo o vírus HIV, a GNAmaize se liga aos seus açúcares, impedindo suas atividades. Embora mais pesquisas sejam necessárias para determinar a relação entre o consumo diário de milho e o combate ao risco de infecção pelo HIV, este é um passo importante na valorização dos benefícios do milho para a saúde.

O que é o xarope de milho presente nos alimentos industrializados?

Tanto o xarope de glicose, geralmente feito a partir de amido de milho, quanto o xarope de milho propriamente dito são adoçantes líquidos usados em alimentos industrializados em geral, como bolachas, sorvetes, refrigerantes, temperos prontos para salada, entre muitos outros.

Nutricionalmente falando, ambos variam dependendo do fabricante, mas são fontes concentradas de calorias com muito pouco valor nutricional. Uma porção de uma colher de sopa de xarope de glicose à base de milho tem 70 calorias, 17 gramas de carboidratos e 6 miligramas de sódio. A mesma porção de xarope de milho light tem 62 calorias, 17 gramas de carboidratos e 14 miligramas de sódio.

Os xaropes são amplamente usados, principalmente em sobremesas congeladas, porque sua consistência ajuda a evitar a cristalização. Eles também são usados em produtos de panificação para adoçar e manter úmidas e macias certas receitas.

Para muitos especialistas, o xarope de milho, ou corn syrup, é um dos grandes vilões da obesidade mundial, uma vez que cada vez mais consumimos produtos industrializados cujas receitas estão cheias deste produto.

É importante verificar a sua presença nos alimentos, já que ele é usado como um substituto do açúcar, mas pode ter um efeito tão negativo ou até pior que este no organismo.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

O que achou dos benefícios do milho? Agora que sabe para que serve e conhece suas propriedades, irá incluí-lo mais no seu cardápio? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Publicidade
RECOMENDADOS PARA VOCÊ

ARTIGOS RELACIONADOS

3 comentários

  1. Adoro milho!!! Agora então depois dessas informações sou mais fã ainda

  2. programa ótimo, ensinamentos para todos nós que gostamos de conhecer sobre alimentos saudáveis a saúde

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*