Salmão: fonte de ômega 3

A Importância de Ácidos Graxos Essenciais Ômega 3

Publicidade

Os ácidos graxos poliinsaturados da série n-3, ou mais popularmente conhecido como Ômega 3, têm recebido muita atenção conforme mais e mais pessoas se dão conta dos benefícios que eles fornecem. Por isso, têm sido colocados como ácidos graxos essenciais.

O ômega 3 é um tipo de gordura poliinsaturada essencial para boa saúde. Ele se divide em ácido alfa linolênico (ALA), ácido docosahexaenóico (DHA) e ácido eicosapentaenóico (EPA).

Os ácidos graxos essenciais DHA e EPA possuem muitos benefícios. Eles ajudam a manter o cérebro, o coração e o sistema imunológico saudáveis. Eles melhoram os vasos sanguíneos e a pressão sanguínea. Reduzem triglicerídeos (tipo de gordura encontrado no sangue), reduzem a inflamação das juntas e dores em outras áreas do corpo. Eles ajudam a regular os níveis de açúcar e reduzir a resistência de insulina. Eles melhoram o metabolismo e aumentam a queima de gordura durante o treino físico.

Também há uma forte evidência que o DHA e EPA podem reduzir o risco de desenvolver demência e Alzheimer, ajudando no tratamento do transtorno do déficit de atenção e na depressão, além de prevenir degeneração macular relacionada ao envelhecimento (uma doença que acomete os olhos).

Os benefícios do ALA não são tão bem documentados como os do DHA e EPA. Há evidência que o ALA melhora a saúde do coração, reduz a inflamação do corpo, mas muitos estudos e pesquisas são necessários para determinar que outros benefícios em potencial o ALA  pode fornecer.

Também, como o corpo consegue converter parcialmente ALA em DHA e EPA não é ainda sabido se o ALA possui benefícios substanciais de saúde, ou se deve ser convertido nos ácidos graxos essenciais DHA e EPA para produzir a maior parte dos seus benefícios na saúde. Há também a questão de o quão eficaz é a conversão do ALA em DHA e EPA, já que o processo de conversão é altamente afetado por fatores como idade, gênero e dieta.

As melhores fontes de DHA e EPA são peixes como salmão, sardinhas e óleo de peixe. As melhores fontes de ALA são sementes de linhaça, óleo de linhaça, nozes, soja e óleo de soja.

Muitas pessoas têm deficiência de ácidos graxos essenciais ômega 3 sem perceber, já que os sintomas são comumente atribuídos a outras condições de saúde ou deficiências de nutrientes. Sintomas de deficiência de ômega 3 incluem doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, cansaço, resfriados frequentes, falta de concentração, alteração de humor, depressão, dores nas juntas, pele seca e unhas e cabelos quebradiços.

Muitas pessoas recorrem aos suplementos de óleo de peixe para suprir as necessidades de DHA e EPA como alternativa ao consumo de peixe. Isso também acontece devido ao risco do peixe ser contaminado por mercúrio, PCBs e outras toxinas ambientais.

Não há como ter certeza de que o peixe que você come contém DHA e/ou EPA suficiente para garantir máximos benefícios de saúde. Os suplementos de óleo de peixe de alta qualidade não contem substâncias contaminadas e possuem alta concentração de DHA e EPA.

Em conclusão, agora que você sabe o quão importante os ácidos graxos essenciais da série do ômega 3 são, faça deles uma parte regular de sua dieta.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você costuma consumir bastante os alimentos que são as principais fontes do ômega 3? Como e com que frequência você costuma incluí-los na sua alimentação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Publicidade

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*