Produto para pele

Ácido Kójico – Para Que Serve, Antes e Depois, Concentração, Manipulado e Dicas

As manchas na pele, principalmente aquelas presentes no rosto, podem causar muitos transtornos ao bem-estar das pessoas, criando problemas psicológicos e também de relacionamentos.

Estas manchas podem estar associadas ao excesso de pigmentação na pele, que é caracterizado pelo aumento da melanina e outras substâncias envolvidas na pigmentação. Manchas podem ser causadas por problemas hereditários, por excesso de sol, alergias ou mesmo pelo envelhecimento precoce.

O ácido kójico é um dos produtos usados para o tratamento deste problema atualmente. Vamos conhecer melhor o que é e para que serve o ácido kójico, mais informações sobre qual a melhor concentração deste produto, saber onde comprar e como conseguir o produto manipulado para utilização em casa.

O que é o ácido kójico?

É possível verificar que nosso corpo possui pequenas diferenças de coloração em várias partes de forma natural. Estas diferenças estão relacionadas à espessura da pele, à presença de vasos sanguíneos superficiais que podem alterar a coloração da mesma, além da presença de pigmentos como carotenoides, que afetam a percepção da cor.

A quantidade de melanina que é produzida pelos melanócitos é um dos fatores determinantes da coloração. Estas células são especializadas na pigmentação da epiderme, sendo responsáveis pela produção de melanina e por sua distribuição e possuindo fundamental importância na pigmentação cutânea.

Em função do aumento de problemas de pele, houve também um aumento considerável de pesquisas que ajudassem no desenvolvimento de produtos clareadores que pudessem, principalmente, promover a redução da produção de melanina nos melanócitos.

Um dos produtos utilizados atualmente é o ácido kójico, que é produzido por um cogumelo japonês chamado Koji e que também é utilizado na fermentação do arroz, possuindo diversos benefícios e aplicações. Este ácido foi isolado pela primeira vez em 1907 e sua estrutura química somente foi descrita em meados de 1920.

O ácido kójico é considerado um poderoso despigmentante natural que atua de forma a inibir a produção de tirosinase, uma enzima que é fundamental para a produção da melanina, reduzindo de forma considerável as manchas na pele. Além do seu efeito redutor de manchas, o ácido kójico também atua como antisséptico, impedindo a proliferação de fungos e bactérias na epiderme, e possuindo ação antioxidante, atuando de forma a prevenir o envelhecimento precoce.

O ácido kójico age inibindo a ação da enzima tirosinase, que atua como quelante de íons, promovendo, assim, a diminuição da formação da melanina. O efeito de atuação deste ácido ocorrerá após duas a quatro semanas de uso contínuo, apresentando resultados expressivos de antes e depois, podendo variar conforme o tipo de pele, como nos casos de pessoas com pele muito oleosa ou muito espessa.

Este ácido é considerado de uso bastante seguro, sendo menos irritante e mais suave que outros produtos vendidos no mercado.

Para que serve o ácido kójico?

O ácido kójico é muito utilizado nos tratamentos para a pele devido aos seus vários benefícios, por ser menos irritante que outras substâncias. Ele pode ser utilizado durante o dia, pois não causa fotossensibilização no paciente, o que significa que este produto pode ser usado sem restrições de horário ou local.

Além disso, este ácido não oxida, podendo ser associado também a outros agentes despigmentantes como o ácido glicólico, que é um dos produtos mais usados para tratamento dermatológicos atualmente.

O principal uso do ácido kójico está relacionado ao tratamento de manchas na pele, reduzindo os sinais de envelhecimento precoce e também cicatrizes causadas por ferimentos, acne e espinhas. No entanto, além de ser muito usado como clareador da pele, este ácido também possui propriedades antimicrobianas, ajudando no combate de algumas bactérias que podem ser nocivas ao organismo.

Este ácido também é considerado um excelente antifúngico, ajudando no tratamento de infecções de pele causadas por fungos. Pode ser útil no tratamento de doenças como a candidíase, a micose, o pé de atleta, entre outras. Alguns produtos de higiene, como sabonetes, podem conter este ácido na sua composição, atuando de forma a prevenir a proliferação de fungos e bactérias.

Como usar o ácido kójico? 

O ácido kójico possui efeitos bastante expressivos depois do seu uso, com tratamento mínimo após duas semanas. Um estudo realizado com 80 pacientes possuindo hipercromia facial moderada mostrou resultados significativos de melhoria em comparação com uma preparação de hidroquinona com 4% de concentração. Foi testada uma solução contendo ácido kójico, extrato de emblica e ácido glicólico em comparação com outro grupo utilizando hidroquinona.

Este ácido é uma excelente opção para quem precisa realizar um clareamento facial, podendo ser aplicado com uma concentração mais baixa, em torno de 0,005%, ou com uma concentração mais alta, de até 4%. Ele pode ser manipulado, e é muito utilizado na composição de diversos produtos, como cremes, loções não iônicas, loções aquosas clareadoras, géis-creme, entre muitos outros produtos.

O tratamento feito com este ácido deve ser feito de forma contínua, por até seis meses, podendo variar conforme o tipo de problema e conforme a recomendação médica.

Devido às suas características, este ácido pode ser usado como substituto da hidroquinona, sendo mais eficiente quando associado a outros ativos. O produto manipulado pode ser feito em diferentes concentrações, dependendo do tipo de pele, e também pode ser encontrado com outras substâncias em conjunto, como é o caso da vitamina C, que é antioxidante e também auxilia na regeneração celular, com o ácido glicólico, que é muito usado para a redução de marcas e manchas nos tratamentos de pele, ou com outros produtos.

Embora o tratamento com este ativo não seja muito rápido em relação a outras substâncias, ele é o mais indicado, principalmente devido ao preço. É possível comprar o produto em formato de pó com coloração castanho claro, sendo solúvel em água e em etanol, e devendo ser mantido em recipientes herméticos ou em lugares sem calor, luz ou umidade. Ele pode também ser encontrado na composição de produtos em gel creme, loções, entre outros.

O preço desses produtos pode variar bastante conforme a marca, com valores entre R$ 35,00 e R$ 98,00.

Quais os efeitos colaterais do ácido kójico?

Apesar de não haver relatos sobre efeitos colaterais com o uso deste produto, em alguns casos, podem acontecer problemas de irritação e dermatite de contato alérgico.

Quando é utilizado em concentrações muito altas durante um período de tempo prolongado, isto pode deixar a pele muito sensível e suscetível a queimaduras solares. Portanto, proteja o rosto e a pele com roupas e utilize protetores solares. Caso o paciente tenha algum efeito colateral com o uso deste ácido, deve suspender imediatamente o tratamento e procurar um médico responsável para verificar o ocorrido.

Mulheres grávidas e em amamentação não devem usar esta substância sem a recomendação de um médico. 

Antes e depois

Conclusão

O ácido kójico é um dos produtos mais utilizados para tratamentos faciais de manchas. Este ácido é um produto obtido através da fermentação do arroz e que é considerado um poderoso despigmentante natural, atuando de forma a inibir a produção de tirosinase, uma enzima que é fundamental para a produção da melanina, reduzindo de forma considerável as manchas.

O efeito de atuação deste ácido ocorrerá após duas a quatro semanas de uso contínuo, apresentando resultados expressivos, podendo variar conforme o tipo de pele. Este ácido é considerado de uso bastante seguro, sendo menos irritante e mais suave que outros produtos no mercado.

Referências adicionais: 

Você já tinha ouvido falar do ácido kójico e já utilizou algum produto que o contenha? Quais foram os resultados para a sua pele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*