Alimentos com ácido linoleico

Ácido Linoleico – O Que é, Para Que Serve, Alimentos, Benefícios e Dicas

Ter uma alimentação completa e saudável é fundamental para garantir o bom funcionamento dos diversos processos do metabolismo, ajudando também na prevenção de inúmeros problemas de saúde. Pesquisas científicas mostram que muitos alimentos e ingredientes alimentícios desempenham papel preponderante na redução do risco de doenças e no tratamento de diversos problemas de saúde. Existem diversos nutrientes que precisam ser adquiridos através dos alimentos e que não são produzidos no organismo, como é o caso de alguns ácidos graxos.

Conheça o que é o ácido linoleico, saiba para que serve este ácido graxo e entenda mais sobre os benefícios deste nutriente.

O que são os ácidos graxos e o que é o ácido linoleico?

Os ácidos graxos são componentes lipídicos presentes em diversos alimentos e que desempenham funções muito importantes na estrutura das membranas celulares e também nos processos metabólicos. Eles são chamados de essenciais porque não são sintetizados pelo organismo.

O ácido linoleico e o ácido alfa-linolênico estão presentes tanto em espécies vegetais quanto animais dentro da alimentação. As hortaliças com folhas de coloração verde-escura, os cereais e as leguminosas são exemplos de ótimas fontes destes ácidos graxos.

Embora as hortaliças apresentem pequenas quantidades do ácido alfa-linolênico, o consumo de vegetais pode contribuir bastante na ingestão deste ácido graxo, sendo encontrado no agrião, na couve, no espinafre, no brócolis e na alface. Entre os cereais e leguminosas, a aveia, o arroz, o feijão, a ervilha e a soja são ótimas fontes deste ácido. Os óleos vegetais também contêm bons teores de ácido alfa-linolênico, assim como os alimentos de origem animal como peixes e aves.

O ácido linoleico, conhecido como 18:2 n-6 AL, e o ácido alfa-linolênico, conhecido como 18:3 n-3 AAL, são fundamentais para manter as membranas celulares com funcionamento normal, além de serem importantes para a manutenção das funções cerebrais e a transmissão dos impulsos nervosos. Estes ácidos graxos também atuam na transferência do oxigênio atmosférico para o plasma sanguíneo, na síntese da hemoglobina e da divisão celular. Este ácido graxo é usado na biossíntese de ácido araquidônico e, portanto, algumas prostaglandinas, leucotrienos e o tromboxano.

Em relação ao número de insaturações, o ácido linoleico e o ácido alfa-linolênico são denominados genericamente de ácidos graxos poli-insaturados, assim como os outros ácidos que apresentam duas ou mais insaturações na sua estrutura química.

Os ácidos graxos poli-insaturados não podem ser sintetizados pelo organismo, aumentando sua necessidade diária. As duas principais famílias de ácidos graxos são representadas, cada uma, por um ácido essencial, o ácido linoleico na família ômega-6 e o ácido alfa-linolênico na família ômega-3.

Quais os benefícios dos ácidos graxos?

Muitas organizações como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Aliança Global pela Melhoria da Nutrição (GAIN) estão lançando programas de alcance mundial para fortificar alimentos básicos, a fim de tratar doenças causadas por problemas de desnutrição. Inúmeros ingredientes podem retardar o surgimento de doenças como o câncer, a diabetes e a osteoporose, entre eles os ácidos graxos como o ácido linoleico.

Existem vários tipos diferentes de ácidos graxos ômega-6, sendo boa parte deles encontrados na dieta. O ácido linoleico pode ser encontrado especialmente em azeites vegetais, entre eles o girassol, o milho, a soja, e em alimentos que são feitos em conservas de azeites. O ácido linoleico é convertido no organismo em outro ácido da família ômega 6, chamado de ácido gama-linoleico, sendo depois transformado no organismo em ácido graxo araquidônico.

O óleo de prímula é a forma mais popular de suplemento encontrado de ácido graxo essencial ômega-6, sendo rico em ácido linolênico e ácido gama-linolênico (GLA). Este óleo vem aumentando sua popularidade em função dos inúmeros benefícios que contém, podendo ajudar na redução da tensão pré-menstrual, na prevenção das doenças cardiovasculares, na redução das inflamações e no tratamento de problemas de pele.

O ômega-6 oferece diversos benefícios à saúde e é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Esta família de ácidos graxos atua na formação das membranas celulares, na síntese hormonal, na adequada formação da retina, no funcionamento das funções cerebrais, na transmissão dos impulsos nervosos, entre outras funções. Veja, a seguir, alguns dos benefícios da família ômega-6:

– Ajuda na prevenção da osteoporose

Diversas pesquisas mostram que pessoas com deficiência nutricional de ácidos graxos têm maior chance de desenvolver osteoporose. Um grupo de mulheres com mais de 65 anos que utilizaram suplementos com ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 tiveram menor perda óssea em três anos em comparação com um grupo que utilizou um placebo.

– Estimula a redução da pressão arterial

Estudos mostram que o consumo de ômega-3 combinado com ômega-6 ajuda na redução da pressão sanguínea. Estes ácidos graxos reduzem as placas de gorduras nas artérias, auxiliando no tratamento da hipertensão e também na prevenção de inúmeros problemas cardiovasculares.

– Melhora a concentração e o foco

O ácido linoleico atua em diversas funções no organismo, incluindo as funções cerebrais e as funções do sistema nervoso, melhorando o foco, a concentração e a memória. Além disso, alguns estudos mostram que crianças com a síndrome de hiperatividade e déficit de atenção apresentam níveis mais baixos de ácidos graxos essenciais no organismo, tanto da família ômega-3 quanto da família ômega-6.

– Reduzem as taxas de colesterol

Estudos mostram que é importante que exista um equilíbrio entre os ácidos graxos ômega-6 e os ácidos graxos ômega-3. Estes ácidos atuam de forma a auxiliar na redução dos níveis de colesterol total e do colesterol ruim (LDL).

Os ácidos poli-insaturados não formam depósitos de gorduras que obstruam as artérias, como acontece com o consumo de ácidos graxos saturados que estão presentes nos alimentos de origem animal.

– Ajudam a prevenir a obesidade

O ácido linoleico, assim como outros ácidos graxos da dieta, normalmente estão conectados a dois ou três gliceróis, sendo classificados como diglicerídeos ou triglicerídeos, dependendo do número de gliceróis presentes.

Uma pesquisa realizada com um grupo com 177 pessoas obesas que utilizaram um suplemento de ácido alfa-linolênico mostrou que estas reduziram a massa gorda nos órgãos internos, o peso corporal, a medida da cintura e as taxas de triglicerídeos no sangue. Acredita-se que este ácido graxo possa quebrar a gordura e aumentar a produção de calor no intestino, aumentando o gasto calórico.

– Melhora o aspecto da pele

A baixa quantidade de ácidos graxos no organismo está associada à pele seca e ao aspecto envelhecido. O óleo de linhaça, por exemplo, é rico em ácido alfa-linolênico, podendo auxiliar na diminuição da inflamação das células da pele, promover a regeneração do tecido e melhorar o aspecto físico.

Um estudo mostrou que a suplementação com este óleo melhorou de forma significativa a sensibilidade, a hidratação e o aspecto da pele.

Conclusão

Os ácidos graxos são componentes lipídicos presentes em diversos alimentos e desempenham funções muito importantes na estrutura das membranas celulares e nos processos metabólicos. Eles são chamados de essenciais pois não são sintetizados pelo organismo.

As hortaliças com folhas de coloração verde-escura, os cereais, as leguminosas, os peixes e as aves são exemplos de ótimas fontes destes ácidos graxos, e com isso trazem inúmeros benefícios à saúde, ajudando na redução das taxas de colesterol, prevenindo a osteoporose, melhorando a concentração e o foco, entre muitos outros.

Referências adicionais:

Você já conhecia os benefícios e as funções do ácido linoleico no organismo? Tem o costume de consumir alimentos ricos neste nutriente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*