Publicidade

 

Stevia adoçante

Adoçante Stevia Faz Mal?

À medida em que os consumidores se tornam conscientes dos muitos efeitos negativos para a sua saúde do excesso de consumo de açúcar em sua dieta, cresce a busca por um bom substituto para adoçar alimentos. É aí que surge a opção de usar um adoçante para acompanhar as receitas.

Publicidade

Um desses adoçantes é o Stevia, feito a partir de uma planta nativa da América do Sul. Mas será que, apesar de ser preparado à base de um produto natural, o adoçante Stevia faz mal à saúde?

O que é Stevia?

Na América do Sul existem aproximadamente 200 espécies da planta Stevia. Ela contém duas substâncias – a estevioside e reubadiosídeo – que são responsáveis pelo gosto doce obtido com a planta. Enquanto a primeira possui um sabor mais amargo, a segunda tem um gosto melhor, mais doce e não tão amargo.

Existem os adoçantes que mantêm a forma mais natural da Stevia, deixando as duas substâncias na composição do produto, e outros que são mais industrializados e processados, permanecendo apenas o reubadiosídeo, por ser a parte mais doce da planta. E é justamente a maneira como o produto é fabricado que vai determinar se a Stevia faz mal ou não, como poderemos ver a seguir.

Stevia Faz Mal?

Como abordamos anteriormente, os benefícios ou malefícios do Stevia para a saúde irão depender do seu processo de produção. Em sua forma natural, a planta oferece benefícios à saúde, como a inibição de fatores que podem causar doenças como diabetes, obesidade e problemas no coração.

Por exemplo, a forma mais segura do produto é aquela mais próxima do natural, em que as folhas da planta são desidratadas e moídas em forma de pó. Mesmo não tendo o mesmo efeito que outras formas da Stevia, ela é a que sofre menos processos industriais e não deixa de oferecer o gosto doce aos consumidores.

Apesar de ser a mais segura e a forma usada por japoneses e sul-americanos como adoçante natural e planta medicinal, ela ainda deve ser usada com moderação.

Publicidade

Há também o extrato de Stevia, em que é usada somente a parte mais doce e menos amarga da planta – o reubadiosídeo – e é deixada a estevioside de lado, o que causa também a perda dos benefícios à saúde que podem ser obtidos na forma natural da planta. Esse é um adoçante que pode ser em torno de 200 vezes mais doce que o açúcar.

A pior e mais perigosa forma da planta é aquela que passa por muitos processos de industrialização, como é o caso do adoçante Truvia. Entre a extração do reubadiosídeo e a adição de substâncias como solventes químicos, a fabricação é feita em 42 etapas, que servem para deixar o produto mais doce, deixando-o 400 vezes mais doce que o açúcar. Com tantas modificações, o adoçante nem pode mais ser considerado uma Stevia. 

Outros problemas

Alguns pesquisadores defendem a seguinte posição: A parte negativa dos adoçantes de maneira geral é que nossos corpos não são projetados para lidar com esses produtos sem calorias, sejam eles naturais ou artificiais. Experimentando um sabor doce de uma comida que não vai fornecer glicose, o processo de tratamento de açúcar do nosso corpo acaba sendo confundido. Consumir um adoçante sem açúcar como Stevia faz mal por enganar o corpo, já que ele é doce na boca, de modo que o organismo assume que está recebendo açúcar e prepara-se para esta recepção.

Com isso, a glicose é eliminada da corrente sanguínea, que se prepara para receber uma nova dose de glicose, o que na realidade não ocorre. Quando isto acontece, a adrenalina e cortisol mobilizam o açúcar a partir de outras fontes (fígado e glicogênio muscular, proteínas, ou os tecidos do corpo) e o organismo acaba por utilizar outras fontes de energia, que não estavam previstas.

A liberação frequente desses hormônios (adrenalina e cortisol) em resposta à hipoglicemia induzida por adoçantes como Stevia é prejudicial para nossas glândulas suprarrenais e saúde em geral e podem causar estresse. Esses hormônios do estresse não são projetados para serem utilizados quando estamos comendo uma refeição. As consequências do excesso de hormônios do estresse é um sistema imunológico suprimido e o uso de energia de fontes que não deveriam ser utilizadas naquele momento.

Publicidade

Considerações

Adoçantes de Stevia não vão afetar o açúcar no sangue de todos da mesma forma ou com a mesma intensidade. Além disso, se você está utilizando adoçante de Stevia com outras fontes de açúcar ou carboidrato, as consequências no sangue não serão tão prejudiciais, já que você está fornecendo células com alguma glicose em resposta ao sabor doce.

Vale ressaltar que esta visão de que Stevia faz mal, assim como adoçantes em geral, não é generalizada e sim uma corrente dos profissionais da área. A principal mensagem deles é que todo tipo de adoçante, natural como Stevia ou com sabor sintético, pode ser prejudicial para a saúde se consumido de maneira exagerada e incorreta, assim como o uso de açúcar.

A recomendação é falar com seu nutricionista antes do consumo de qualquer um desses produtos como regra, pois um estudo aprofundado do corpo e dos hábitos de cada um é necessário para a construção de uma dieta saudável.

Fontes adicionais:

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você já tentou utilizar o adoçante Stevia em sua dieta? De que tipo era ele? Há algum outro adoçante de que você goste? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (55 votos, média: 3,96 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

4 comentários

  1. Uma merda, o objeto que é a matéria a ser vista, é carregada de propaganda, o que impede uma leitura saudável. Desisti, de uma próxima vez, coloque menos propaganda.

  2. Olá, gostaria de trocar o açúcar por stevia, mas lendo sua matéria fiquei com algumas dúvidas. Eu não quero eliminar totalmente o açúcar da minha dieta, completamente, somente diminuir, assim eu posso comer bolos e biscoito maizena por exemplo moderadamente e ficar dentro dos níveis de açúcar processado recomendado. Não sou acima do peso, na verdade tenho dificuldade pra ganhar peso, não tenho nenhuma doença ou alergia, só quero ser um pouco mais saudável. Eu não bebo café, só uso açúcar no leite e sucos de fruta(não bebo sucos prontos, pra mim tem gosto de corante, somente de frutas frescas feitos na hora), e polvilhado em frutas, algumas vezes quando quero comer algo doce, como banana ou mamão. Então gostaria de saber se elevaria os níveis de cortisol e adrenalina já que, no leite eu estaria obtendo glicose da mesma forma depois da quebra da lactose. E no suco, ou polvilhadas em frutas eu teria frutose. Ou seja estaria obtendo glicose de formas naturais, somente mantendo o doce que meu paladar prefere.

  3. Tudo que pesquiso sobre boa forma olho nesse site, gosto bastante

  4. A stevia tem que ser tomada com cautela, pois tomei O Stevita e tive hipoglicemia. Tive que tomar açúcar pra não morrer, isso é sério. Não tenho diabetes e nem sobrepeso, mas queria eliminar o açúcar branco da minha vida. A sorte é que eu sou do tipo que pesquisa tudo, e isso salvou a minha vida.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×