Calorias da Pizza – Tipos, Porções e Dicas

Se existe alguém que não gosta de pizza, essa pessoa provavelmente não vive em nosso planeta, não é mesmo? Afinal de contas, a pizza reúne os alimentos favoritos da humanidade: queijo, massa, carne e uma outra infinidade de recheios apetitosos.

Sempre que pensamos na pizza pensamos em um alimento calórico e pouco saudável, que deve ser praticamente abolido do cardápio de quem está fazendo dieta para emagrecer. Embora a pizza não seja exatamente um alimento light, a boa notícia é que é possível comer pizza sem engordar, não sendo preciso cortar o alimento para sempre do cardápio.

Além das calorias da pizza em seus tipos mais consumidos, vamos conhecer também algumas dicas para saborear uma deliciosa pizza sem precisar ficar com peso na consciência.

Pizza engorda?

A verdade exata é que não existem alimentos que engordam, pois tudo irá depender do saldo final de calorias que você consome ao longo de um dia. Se você consumiu a mesma quantidade de energia que gastou, seu peso não irá aumentar. Agora, se você consumiu mais calorias do que seu metabolismo utilizou para realizar suas funções, você vai engordar.

Portanto, se você gosta de pizza e não quer riscá-la da sua dieta, a dica principal (além de consumir com moderação) é prestar atenção no seu consumo de calorias ao longo do dia e ver se ao chegar a noite você já não ultrapassou sua cota diária.

Um exemplo prático: entre seu metabolismo basal e os exercícios que você fez, você queimou 1700 calorias em um determinado dia. Somando as calorias do café-da-manhã, do lanche da manhã, do almoço e do lanche da tarde, você já consumiu 1500 calorias antes do jantar. Você decide então pedir uma pizza, e muito provavelmente não vai comer somente um pedaço com 200 calorias. Você come dois ou três, e ainda toma um copo de suco “natural”, que contém pelo menos 100 calorias.

Resultado: você acabou consumindo mais de 2.000 calorias ao longo do dia, e na manhã seguinte a balança acusa o estrago. E quem leva a culpa? Sim, a pizza.

É por esse motivo que muitas pessoas acreditam que tudo o que comem à noite engorda, quando na verdade o que ocorre é exatamente a mesma situação acima: a soma de calorias extrapola aquilo que o organismo tem a capacidade de queimar e o excedente acaba sendo estocado como gordura. Se você tivesse chegado à pizzaria tendo consumido somente 1.000 calorias ao longo do dia, poderia comer tranquilamente duas fatias, que seu peso não iria se alterar no dia seguinte.

Portanto, agora você já sabe: a pizza não engorda desde que se encaixe no seu gasto energético e seja consumida com moderação. Se você já sabe que vai sair para comer pizza à noite, coma menos durante o dia, privilegiando alimentos pouco calóricos, como verduras e legumes. E, ao chegar na pizzaria, peça as pizzas mais leves, sem borda recheada e sem coberturas calóricas.

E quais são as calorias da pizza?

Além dos ingredientes da cobertura, o tipo e a espessura da massa são os fatores que irão determinar a quantidade de calorias da pizza. Os sabores de pizza que levam verduras e legumes tendem a ser menos calóricos, embora essa não seja uma regra: a pizza pode até levar rúcula, mas se for acompanhada de mussarela e tomate seco, as calorias ultrapassam aquelas da pizza de pepperoni (que contém 320 kcal por fatia).

Veja as calorias dos principais componentes da pizza:

– Massa

Apesar de ser vista como a grande vilã responsável pela maior parte das calorias da pizza, a massa de uma fatia média tem, aproximadamente, 130 kcal. Esse valor, no entanto, sobe para 280 kcal somente com a adição de mussarela, sem levarmos em consideração os demais ingredientes da cobertura.

Para uma pizza menos calórica, escolha as massas mais finas e sempre que possível feitas com ingredientes integrais. E, é claro, fuja da borda recheada!

– Molho

Além do tomate ser pouco calórico, a quantidade de molho em cada fatia de pizza é muito pequena para fazer diferença na contagem total de calorias da pizza.

– Cobertura

Chegamos até aqui com aproximadamente 135 calorias entre massa e molho, mas esse valor pode subir consideravelmente dependendo do recheio escolhido. Opções como calabresa, diferentes tipos de queijo e presunto costumam ser ricas em gordura e bastante calóricas. Somente o recheio de uma fatia de pizza de calabresa sem queijo tem em torno de 240 calorias.

Já a cobertura de uma única fatia de pizza quatro queijos chega a ter espantosas 290 calorias. Somadas às calorias da massa, temos que uma única fatia de pizza quatro queijos passa das 400 calorias.

É por esse motivo que de nada adianta deixar de comer as bordas (sem recheio) da massa na tentativa de diminuir as calorias: você provavelmente acabará comendo mais pedaços e as calorias do recheio são bem maiores que as calorias da massa. O segredo é escolher as coberturas com ingredientes mais leves, e evitar combinar muitos ingredientes em uma única pizza.

– Borda Recheada

borda recheada

Tradicionalmente feita com queijo catupiry, a borda recheada pode colocar qualquer dieta a perder: cada vez que você responde “sim” à pergunta “Borda recheada?”, são 200 calorias a mais por fatia! Ou seja, é praticamente um pedaço a mais, mas muitas vezes é difícil levar essa informação em consideração, e você acredita que comeu somente um pedaço, quando na verdade foram quase dois em um.

Porções

Atualmente, uma parte das pizzarias oferece somente pizzas de tamanho pequeno e grande, e quando colocam a média no cardápio o preço acaba sendo semelhante ao da grande, o que leva as pessoas a optaram pela de tamanho maior. Aliás, o mesmo ocorre muitas vezes com a pizza pequena, que não possui preço proporcional à pizza grande. Em termos comerciais, o tempo gasto para fazer os três tamanhos de pizza é praticamente o mesmo, assim como o serviço do garçom.

Por esse motivo, muitas pessoas acabam optando por uma pizza maior e quando percebem já consumiram oito pedaços sem se dar conta, o que ocorre com uma frequência ainda maior nas casas em que o garçom passa a todo instante oferecendo mais um pedaço.

Em geral, uma pizza pequena seria equivalente a quatro pedaços, a pizza média a 6 fatias e a pizza grande a 8 fatias. O tamanho de cada fatia pode variar com o diâmetro do disco e a espessura da massa, por isso as calorias da pizza podem variar entre os estabelecimentos, ainda que o tipo de pizza seja o mesmo.

Para quem está de olho na balança, uma porção com dois pedaços de pizza, ou o equivalente a 500 calorias, está de bom tamanho para quem está fazendo dieta mas não quer deixar de comer seu prato favorito. É claro que esse número pode ser maior ou menor de acordo com seus objetivos e seu gasto energético ao longo do dia (homens costumam ter um gasto energético maior), mas duas fatias de pizza de escarola ou atum feitas com farinha de trigo integral são uma boa pedida para manter uma alimentação saudável e não engordar.

Tipos de pizza

Somente na cidade de São Paulo, são consumidas todos os meses 43 milhões de pizza, em um total de mais de 230 sabores. Além das tradicionais pizzas de mussarela, portuguesa, calabresa e marguerita, existem as variedades mais exóticas, com os mais diferentes recheios.

São versões com estrogonofe, frango assado, cachorro quente, sushi, caranguejo, churrasco, entre outros sabores que podem tornar a pizza bastante calórica. Como regra geral, quanto maior a quantidade de ingredientes (sobretudo queijo), maior será o total de calorias da pizza.

Veja os tipos de pizza mais consumidos e as calorias de cada um deles:

– Calorias da Pizza de Mussarela

Mais consumida e talvez a mais simples das pizzas, a pizza de mussarela leva em sua receita tradicional somente molho de tomate e queijo. Uma fatia de pizza de mussarela tem 280 kcal, valor que pode ser maior ou menor dependendo da espessura da massa e da quantidade de queijo na cobertura.

Se acrescentarmos bacon à pizza de mussarela, as calorias passam de 280 para 463 kcal por fatia de tamanho médio. Já a pizza de mussarela com palmito contém 284 calorias por fatia, sendo uma boa opção para quem gosta de mussarela e não quer atrapalhar a dieta, já que o palmito é nutritivo e rico em fibras.

– Calorias da Pizza Marguerita

Inventada há mais de 100 anos na Itália como uma homenagem à rainha Margherita di Savoia, seus ingredientes fazem uma referência às cores da bandeira italiana: a mussarela de búfala representando o branco, o tomate o vermelho e por fim o manjericão lembrando o verde.

Uma fatia de pizza marguerita fornece, aproximadamente, 252 calorias.

– Calorias da Pizza de Calabresa

calabresa

Recheada com fatias de cebola e linguiça calabresa, cada fatia da pizza contém 370 calorias, número que sobe para 415 se houver o acréscimo de queijo mussarela.

– Calorias da Pizza Portuguesa

portugusa

Com ovo, presunto, queijo, azeitonas, cebola e azeite, a pizza portuguesa (que foi inventada no Brasil e por sinal não existe em Portugal) tem generosas 450 calorias por fatia de tamanho médio.

– Calorias da Pizza de Atum

atum

Se não levar queijo no recheio, a pizza de atum é uma das opções menos calóricas e também a mais saudável do cardápio: são 205 calorias por pedaço de tamanho médio.

– Calorias da Pizza Quatro Queijos

Se um queijo já é calórico, imagine quatro, não é mesmo? O problema com a pizza quatro queijos é que, além de calórica, seu sabor é intenso e raramente as pessoas comem somente um pedaço. Com 420 calorias por fatia, a pizza quatro queijos é rica em gordura saturada e seu consumo deve ser feito com uma dose extra de atenção, sobretudo por quem está fazendo dieta.

– Calorias da Pizza de Escarola

escarola

Essa não chega a ser exatamente a pizza mais pedida do cardápio, mas deveria: além de nutritiva, é rica em fibras e traz saciedade com uma quantidade menor de calorias. São apenas 220 por pedaço, ou um pouco mais da metade das calorias da pizza quatro queijos.

– Calorias da Pizza de Frango com Catupiry

pizza de frango com catupiry

Embora o nome catupiry esteja associado ao tradicional requeijão mineiro, a verdade é que atualmente o nome vem sendo utilizado para designar qualquer requeijão feito com amido de milho, que é rico em gordura e carboidratos.

São 450 calorias em cada fatia de pizza de frango com catupiry, valor esse que pode variar de acordo com o tipo e a quantidade de “requeijão” na cobertura.

– Calorias da Pizza de Rúcula com Tomate Seco

De receita tradicionalmente italiana, essa variedade de pizza tinha tudo para ser saudável e pouco calórica, se não fosse pelo tomate seco, que joga a quantidade de calorias lá para o alto: são 340 por fatia, valor que poderia ser até 30% menor sem o tomate em conserva.

– Calorias da Pizza de Lombo Canadense

A pizza de lombo canadense com catupiry, cebola e azeitonas contém 320 kcal por fatia, o que a torna uma das pizzas com queijo menos calóricas (mas não necessariamente das mais saudáveis, já que o lombinho é um embutido, e como tal é rico em gorduras saturadas e sódio, dois dos maiores inimigos de quem quer emagrecer comendo pizza).

– Calorias da Pizza Doce

pizza de M&M's

Tudo começou com a Califórnia, a pizza doce que leva frutas frescas e leite condensado, e que fornece 320 calorias por pedaço. E eis que aqui estamos hoje com pizzas doces de brigadeiro, doce de leite, beijinho, goiabada, e até de M & M’s. A quantidade de calorias de cada uma varia de acordo com a quantidade de recheio, mas em média todas que levam mussarela têm acima de 300 kcal por fatia de tamanho médio.

Se você não consegue ficar sem a pizza doce da sobremesa, a dica é diminuir a quantidade de pizza salgada e comer somente uma fatia pequena de sabor doce após a refeição. 

Dicas

Para continuar comendo pizza sem prejudicar a dieta, siga as dicas abaixo:

  • Na maioria das vezes, o que determina o número de calorias da pizza é a quantidade de queijo utilizado no recheio. Agora que você já sabe disso, na próxima vez que estiver assando pizza em casa ou estiver na pizzaria, dê preferência à mussarela de búfala ou ao queijo branco, que são menos calóricos, e evite combinar quatro tipos de queijo ao mesmo tempo;
  • Rodízio de pizzas e dieta são duas palavras que não deveriam estar na mesma frase. Se você está tentando emagrecer, fuja das tentações e peça a pizza à la carte, limitando-se a no máximo dois pedaços por refeição;
  • Para diminuir as calorias da pizza, utilize no máximo dois ingredientes na cobertura, e preferencialmente aqueles com menos calorias, como atum, queijo branco, ricota, escarola, berinjela e rúcula, por exemplo;
  • Prefira as pizzas de massa fina, e caso esteja preparando a pizza em casa, troque a farinha branca pela versão integral;
  • Embora o azeite seja um alimento muito saudável, evite espalhá-lo por cima da pizza se o seu intuito for perder peso;
  • Os embutidos (como a calabresa, presunto, pepperoni) são ricos em gordura saturada, sal e nitritos (substâncias comprovadamente cancerígenas), motivo pelo qual seu uso deve ser feito com moderação;
  • Uma ótima dica para diminuir as calorias da pizza é substituir o queijo pelo tofu, o “queijo de soja”. Menos calórico, o tofu pode até substituir o catupiry, bastando apenas batê-lo no liquidificador com um pouco de azeite;
  • Evite pedir vários sabores em uma única pizza, pois você provavelmente acabará querendo experimentar cada um deles;
  • O que os olhos não vêem, a balança não sente: se você já sabe que é difícil se controlar diante da sua pizza favorita, evite ir à pizzaria enquanto estiver fazendo dieta.

Você é um daqueles viciados em pizza, e mesmo tentando emagrecer não consegue fica sem sua comida preferida? Qual saída você encontrou para isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Eu sou viciada em pizza, sim! Antigamente eu comia todos os fins de semana. Agora, como de 15 em 15 dias, e isso tem me ajudado bastante. Depois do artigo de vcs eu vou passar a pedir pizzas com menos sabores! Estou louca pra provar a pizza de alho! Obrigada pela dica!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*