Publicidade

 

chocolate engorda

Chocolate Engorda ou Emagrece? Dicas e Análise

Alguns estudos científicos sobre o chocolate emergiram nos últimos anos. Também existe muita confusão sobre se o chocolate engorda, sobre qual tipo comer, sobre qual tipo evitar, quantidades e etc. Então, eu espero conseguir desmitificar um pouco este assunto. Chocolate pode ser usado como terapia, mas só se for o tipo certo.

Publicidade

O chocolate é como qualquer outra coisa: o que entra é o que sai. Chocolate faz você engordar se você ingerir os de má qualidade, com uma composição ruim, como aqueles cheios de açúcar e química. Eles serão tão bons para o seu corpo quanto beber refrigerante.

Comer chocolate, especialmente o amargo, pode ajudar a diminuir o risco de hipertensão, colesterol alto e doenças cardíacas, além de poder ajudar a melhorar o seu humor. Entretanto, tais benefícios dependem do tipo de chocolate que você escolhe. Comer chocolate engorda se você comer muito e se forem os com composição ruim, nutricionalmente falando.

Fatores Nutritivos

Trinta gramas de chocolate geralmente contêm por volta de 8.5 gramas de gordura e 150 calorias. Chocolate ao leite e chocolate branco costumam ter mais calorias graças à adição de açúcar para ficar mais doce que o chocolate amargo, que tem mais cacau. Nesse sentido, se você estiver consumindo o amargo, podemos dizer que o chocolate emagrece,  por estar substituindo uma versão bem mais gordurosa e maléfica.

Pureza

Chocolates com muito açúcar a mais, como barras recheadas de caramelo ou amêndoas, ou envoltos por bala, tem mais calorias e menos benefícios nutricionais que chocolate puro. Coma o chocolate puro com alto teor de cacau – 60 a 70 por cento – para mais benefícios e menos calorias.

Complicações com o açúcar

Chocolate tem muito açúcar. Sem o açúcar provavelmente iria ser muito amargo para a maior parte da população. Grandes quantidades de açúcar na sua dieta podem gerar problemas dentais como gengivite e cáries. Outra preocupação sobre o consumo de quantidades grandes de açúcar todo dia é o aumento do risco de diabetes. Se você é diabético, o chocolate pode aumentar a sua glicemia ao te dar mais açúcar do que aquele consumido em uma refeição.

Ganho de peso

O chocolate tem muitas calorias e o consumo excessivo delas causa aumento de peso. Estar acima do peso pode resultar em vários problemas de saúde. Mas se você só comer um ou dois pedaços, ao invés da barra inteira, você será capaz de controlar seu peso, enquanto satisfaz sua vontade de chocolate.

Como comer chocolate para perder peso

É difícil afirmarmos que o chocolate emagrece, entretanto, se você apreciar o chocolate com moderação, e escolher o tipo certo, eles podem te ajudar a perder peso, sem causar abstinência. Acrescente os benefícios que o chocolate pode ter em seu humor, e uma dieta que te permite comer chocolate, pode ser perfeita para você.

Publicidade
  • Coma uma porção diária de chocolate. Criar limites para si mesmo pode te ajudar a perder peso. Lembre-se que chocolate engorda mesmo quando em quantidade.
  • Escolhe chocolate amargo ao invés de ao leite. O chocolate ao leite não só tem mais calorias que o amargo, mas um artigo recente publicado na revista americana Science Daily disse que o chocolate amargo também enche mais que chocolate ao leite, por tanto você pode comer menos e se satisfazer. Também, o chocolate amargo é conhecido por ter propriedades que suprimem o apetite, fazendo com que seja ideal para quem está de dieta.
  • Faça a sua dieta com comidas saudáveis para que possa colocar as calorias no chocolate. Escolha frutas e vegetais, produtos integrais e proteína magra. Comer uma variedade de refeições além do chocolate mantém sua contagem de calorias baixa e a de nutrientes alta.
  • Lembre que uma dieta com chocolate só tem o poder que você dá a ela. Comer chocolate com moderação enquanto se corta outras calorias, pode funcionar para você. Empanturrar-se de chocolate não vai te fazer perder peso.

Benefícios impressionantes do cacau

Mesmo que você não ache que o chocolate emagrece, o número de vantagens associadas ao cacau é impressionante, você precisa considerar todos os benefícios do cacau, que inclui benefícios para as veias sanguíneas e cardíacas, sistema nervoso e cérebro, aumento de sensibilidade à insulina e talvez até desacelerar o envelhecimento. Os benefícios do cacau estão relacionados a compostos naturalmente encontrados na semente, inclusive catequina e resveratrol, ambos antioxidantes poderosos.

A catequina ajuda a proteger suas células nervosas. Norman Hollenberg, um professor de Medicina de Harvard passou anos estudando o povo Kuna do Panamá, que consome o equivalente a 40 copos de cacau por semana, acredita que a catequina devia ser considerada uma vitamina. Os Kuna têm menos de 10% de risco de derrame, falha no coração, câncer e diabetes, as doenças mais comuns no mundo ocidental.

Além da quetadina, o cacau também tem dose alta de resvaratrol, um forte antioxidante encontrado no vinho tinto, conhecido por ser capaz de atravessar a barreira entre seu sangue e cérebro e proteger os sistema nervoso.

Uma meta-análise de 2012 indicou que comer chocolate pode diminuir o seu risco de ter uma doença cardiovascular em 37% e o risco de derrame em 29%.

Outra meta-análise feita em 2012, esta na Inglaterra, vai contra a idéia que chocolate engorda. Ela indicou que o chocolate reduz a resistência a insulina, aumenta a elasticidade dos vasos sanguíneos e diminui um pouco o LDL. Dr. Golomb explica como os benefícios do cacau requerem um intervalo de dose estreito. É como um gráfico em formato em curva – muito ou pouco significa que não há benefícios.

Benefícios para a saúde que a ciência sugere que vem da semente do cacau

  • Anti-inflamatório
  • Anti-diabético e anti obesidade.
  • Protetor neurológico.
  • Desacelera a progressão da periodontite
  • Anticancerígeno.
  • Aumenta a flora gastrointestinal.
  • Melhora a duração dos exercícios.
  • Antitrombose.
  • Cardioprotetor
  • Reduz o estresse hormonal
  • Pode ajudar a aumentar a expectativa de vida.
  • Diminui o risco de Alzheimer
  • Melhoramento do fígado
  • Reduz sintomas de glaucoma e cataratas.
  • Proteção contra Pré-eclâmpsia para mulheres grávidas

O que procurar quando for escolher o chocolate

Quanto mais perto o cacau estiver de seu estado natural, maior é o valor nutricional. O ideal é que o seu chocolate seja consumido cru (cacau). Ao selecionar o chocolate, você pode aperfeiçoar seu potencial nutricional ao procurar por mais cacau e menos açúcar. Na composição inadequada o chocolate engorda, especialmente em quantidade. Mas é possível fazer uma boa escolha. Geralmente, quanto mais escuro o chocolate, maior o teor de cacau. Entretanto, o cacau é bem amargo, e quanto maior a sua porcentagem, mais amargo é o chocolate. São os flavonóis que tornam o chocolate amargo, então são geralmente removidos pelas indústrias. Mas, são esses flavonóis os responsáveis por muitos dos benefícios do chocolate para a saúde.

Pra compensar a amargura, a maioria dos chocolates são adocicados, logo, é uma questão de balancear benefício nutricional com paladar. Apesar do cacau cru ser a forma mais nutritiva, a maioria dos estudos feitos até hoje trata do consumo de chocolate, não cacau cru. Mas AINDA ASSIM os resultados têm relevância positiva. Esse fator sugere que uma boa porção do benefício nutricional do chocolate permanece após ser processado.

Sua meta é encontrar o chocolate com o mínimo possível de processamento, sem perder o sabor. Você não vai querer eliminar muitos benefícios comendo um produto que contenha muito açúcar e produtos químicos. Escolha um chocolate com a porcentagem de cacau de 70% ou mais. Se você consegue tolerar o gosto de cacau cru, então essa é definitivamente a melhor opção. Chocolate ao leite não é uma boa escolha porque contém leite pasteurizado, que não é bom pra você e contém alta dosagem de açúcar. Chocolate branco também tem alta dosagem de açúcar e não contém nenhum fitonutriente, portanto não é uma boa escolha. Chocolate amargo é a melhor opção.

Publicidade

Ingredientes que devem ser evitados

Leia as etiquetas com cuidado e analise cada produto, procurando pelo seguinte:

  • Tipo de açúcar: Você não deve só escolher o chocolate com baixo teor de açúcar, mas deve procurar também por qual tipo é utilizado. O mel é usado algumas vezes para adoçar produtos de chocolate, sendo esta uma boa escolha (com moderação). Se você puder encontrar chocolate adoçado com Stevia ou Io Han (um adoçante natural derivado do Fruto dos Monges), vai ser melhor do que cana de açúcar, frutose ou xarope de milho com alto teor de frutose. Evite totalmente qualquer produto que tenha adoçantes artificiais.
  • Sementes de cacau alteradas geneticamente: Escolha produtos de chocolate que tenham certificado de ‘orgânico’, para ter certeza de que não são geneticamente alterados. A maior parte dos chocolates hoje em dia (até o amargo), infelizmente são geneticamente alterados. Opte também por produtos de comércio justo.
  • Tipo de gordura: A gordura no chocolate, desde que seja o tipo certo, é boa. Diminui a absorção de açúcar, diminuindo o pico de insulina. O ideal é o que o tipo de gordura no seu chocolate seja o mesmo da planta – manteiga de cacau. A gordura primária na manteiga do cacau é composta por ácido esteárico, que é a única gordura saturada que favorece o HDL, sem atingir o LDL, de acordo com o Dr. Golomb.

Óleo de coco é a segunda melhor gordura no chocolate. Certifique-se de evitar óleo de soja (e qualquer outro tipo de soja), outros óleos vegetais e gorduras trans.

Qual a quantidade de chocolate que se deve comer e com que frequência?

No geral, é melhor consumir quantidades pequenas de chocolate em intervalos frequentes, assim como se faz com suplementos, para garantir uma distribuição regular de nutrientes em seu organismo. De acordo com o Dr. Golomb, estudos indicam que pessoas que comem chocolate mais de cinco vezes durante a semana têm um índice de massa corporal menor.

Obviamente, chocolate engorda se você o comer 20 vezes por dia e certamente vai ter problemas por causa da grande quantidade que está consumindo! O consumo diário em pequenas doses (duas a três vezes por dia) provavelmente é benéfica, desde que não se exagere na quantidade e se coma o chocolate de boa qualidade.

De acordo com Ori Hofmekler, para se ter o benefício completo do chocolate, deve-se comer de 100 a 200 gramas por dia. Ele diz:

“O problema é que mesmo as marcas de chocolate amargo mais saudáveis hoje em dia não são feitas para consumo em grande quantidade. Sim, uma quantidade moderada de 90 a 120 gramas de chocolate amargo por dia pode ser o suficiente para afetar sua glicemia ou seu manequim.”

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você sente que chocolate engorda e é o grande vilão da sua dieta? Você consegue comer só um pouco ou quando decide comer não resiste a tentação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 4,43 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×