Comer Quinoa Diariamente Pode Salvar Sua Vida, Segundo a Universidade de Harvard

Esta é a grande notícia que as pessoas preocupadas com a alimentação estavam esperando: a quinoa pode salvar a sua vida.

Um estudo realizado pela Havard Public School of Health dos Estados Unidos descobriu que comer uma tigela diária de quinoa reduz o risco de morte prematura por câncer, doenças cardíacas, doenças respiratórias e diabetes em 17%.

Na verdade, todos os cereais integrais, como o trigo e a aveia, têm se mostrado benéficos para afastar doenças e manter os órgãos saudáveis, pois são ricos em fibra alimentar, minerais e antioxidantes.

Pesquisadores estudaram mais de 367.000 pessoas em oito estados dos Estados Unidos, registrando suas dietas e saúde durante uma média de 14 anos. Eles descobriram que aqueles que comiam cerca de 34 gramas de grãos integrais em uma dieta de 1.000 calorias diária reduziram seu risco de morte prematura em 17%.

As descobertas mantiveram-se independente da idade das pessoas, tabagismo, índice de massa corporal e atividades físicas.

O líder do estudo, Dr. Lu Qi, disse: “Nosso estudo indica que a ingestão de grãos integrais e fibras de cereais pode reduzir o risco de mortalidade por qualquer causa, e morte por doenças crônicas, como câncer, doenças cardíacas, diabetes e doenças respiratórias.”

“Nossos resultados devem motivar estudos futuros, especialmente clínicos e estudos experimentais, a testemunharem ainda mais os efeitos benéficos de grãos inteiros e componentes potencialmente eficazes, tais como fibras e outros nutrientes, e explorar seus mecanismos.”

Quando a pesquisa foi discriminada para doenças crônicas individuais, ela demonstrou que a ingestão de grãos integrais e cereais teve um efeito protetor significativo. O alto consumo de grãos inteiros foi associado a um risco 11% menor de morte por doenças respiratórias e 48% por diabetes, e 15% de redução no risco de câncer.

A equipe acredita que os grãos integrais podem conter propriedades de proteção anti-inflamatórias.

Grãos integrais como a quinoa, nos quais o farelo e o gérmen permanecem, contêm 25% mais proteína do que os grãos refinados, como os da farinha branca, massas e arroz branco.

Estudos anteriores demonstraram que os grãos integrais podem aumentar a densidade mineral óssea, baixar a pressão arterial, promover bactérias intestinais saudáveis e reduzir o risco de diabetes.

Uma fibra especial, encontrada apenas na aveia – chamada betaglucana – foi estudada e descobriu-se que ela atua baixando o colesterol e que pode ajudar a proteger as pessoas contra as doenças cardíacas. Um composto bioativo chamado avenanthramide também é estudado devido ao seu efeito de interromper a gordura formada nas artérias, impedindo ataques cardíacos e derrames.

Os cereais integrais também são amplamente recomendados em muitas orientações dietéticas, pois eles contêm altos níveis de nutrientes como o zinco, cobre, manganês, ferro e tiamina. Também acredita-se que servem para aumentar os níveis de antioxidantes que combatem os radicais livres.

Você tem o costume de consumir diariamente a quinoa ou outros grãos integrais em sua dieta? Passaria a consumi-los mais agora, com essa comprovação científica? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,40 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

4 comentários

  1. maura aparecida leandro pereira

    Quero saber por uma nutrucionista como usar a flocos quinoa em minhas alimentaçoes, porque só diabética.

  2. Reportagem esclarecedora para quem procura uma alimentação saudável. Obrigada.

  3. João Daniel Almeida de Morais

    Sim, consumo aveia e agora a um mês estou consumido a quinoa ou kinua.

  4. uso muito ela misturado com água de pepino .ou tira as casca do pepino ,pica ele numa vasilha de água uns 2 litros ,jogo um pouco de quinoa e tomo está água durante todo o dia ,tinha gastrite feroz e acabou ,cada dois dias troco os mesmo ,e uso a sobras nas plantas e elas crecem maravilhas

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*