Publicidade

 

Drenagem Linfática Facial – Benefícios e Como Fazer

A drenagem linfática facial é um procedimento que ajuda a estimular o fluxo linfático. Os gânglios linfáticos atuam na regulação das gorduras, no envio de glóbulos brancos para agir em processos de cura no organismo, na eliminação de bactérias e na proteção do corpo contra agentes patogênicos (causadores de doenças) que entram no corpo através dos olhos, nariz e boca.

Publicidade

Entretanto, nem sempre o organismo é capaz de, por conta própria, fazer com que seu sistema linfático funcione corretamente. E quando o corpo tem dificuldades para realizar a remoção das linfas, surgem sintomas como inchaço, retenção de líquido e desconforto.

Benefícios da drenagem linfática facial 

Fazer uma drenagem linfática facial é uma alternativa para amenizar problemas como o inchaço, além de dores de cabeça e congestão sinusal, que é uma espécie de agravamento da congestão nasal. O procedimento também contribui com o alívio de dores e estimula o sistema imunológico, ao melhorar a circulação dos glóbulos brancos.

O objetivo de uma drenagem linfática facial também é o de transferir fluidos dos tecidos para os gânglios linfáticos, onde bactérias, vírus e outros microrganismos que causam prejuízos ao organismo são destruídos.

Outra ação associada ao procedimento é a eliminação de toxinas do corpo. Ele também reduz bolsas nos olhos e manchas escuras em formato de círculos, deflaciona a pele para promover a drenagem dos fluidos, melhora a circulação do sangue e nutrientes e repara as células.

Benefícios como a melhoria da aparência da pele, o aumento do fornecimento de oxigênio, a redução de cicatrizes causadas pela acne, assim como o aparecimento de novos surtos do problema, além de trazer um efeito relaxante e sedativo, que pode ser útil para pessoas que sofrem com estresse, insônia e ansiedade.

Como fazer a drenagem linfática facial 

O procedimento imita a ação dos vasos linfáticos e é iniciado com a execução de pressões leves no rosto, somente para movimentar a pele, porém, sem pressioná-la de maneira muito profunda. Isso serve para abrir pequenos vasos linfáticos, permitindo assim que o fluido dos tecidos seja transferido para o sistema linfático.

Publicidade

O movimento básico da drenagem é em forma de círculos, que começam com uma pressão ligeiramente menor em direção aos gânglios linfáticos e são finalizados com um nível menor de pressão. O objetivo disso é empurrar os fluidos que estão dentro dos vasos linfáticos para os gânglios linfáticos.

Entretanto, antes de partimos para o passo a passo de como fazer o procedimento, precisamos conhecer a localização dos gânglios linfáticos. Eles estão presentes no rosto próximo aos olhos e às orelhas.

Existe uma cadeia de gânglios linfáticos que abrange desde o canto interior até o nariz. Além disso, ao redor da parte inferior, os gânglios também são encontrados. Eles estão na base do crânio, abaixo e atrás das orelhas e abaixo do queixo e da linha da mandíbula.

Já os fluidos linfáticos saem da cabeça e chegam até esses gânglios linfáticos, formando duas cadeias de gânglios no pescoço, descendo em direção à clavícula.

O passo a passo da drenagem linfática facial

  1. O procedimento inicia no pescoço, logo acima da clavícula em frente ao pescoço. Deve ser feita uma massagem lenta, composto por círculos suaves ao longo de um minuto;
  2. Então, subir em uma linha que vai da clavícula até as orelhas, massageando cada 2,5 cm ou 5 cm durante um minuto;
  3. Passar para a região abaixo do queixo, massageando devagar, por meio de círculos, durante um minuto;
  4. Empurrar levemente o as linfas localizadas abaixo do queixo para os gânglios linfáticos do pescoço;
  5. Massagear cada lado da linha mandibular durante um minuto;
  6. Massagear abaixo das orelhas por mais um minuto e, então, passar para a base do crânio;
  7. Continuar o procedimento na face, movimentado a pele através de círculos, aumentando subitamente a pressão para levar as linfas para baixo, em direção a linha mandibular, e diminuindo a pressão ao completar o círculo;
  8. Massagear todo o rosto, começando a partir do queixo e da linha mandibular, até chegar à testa. Sempre fazendo movimentos circulares;
  9. Depois, colocar as mãos na parte de trás da cabeça e massagear de maneira leve, formando círculos grandes durante um minuto;
  10. Repetir o mesmo procedimento nas têmporas acima das orelhas e, em seguida, na parte de cima do couro cabeludo;
  11. Finalizar massageando os gânglios localizados abaixo do queixo, das orelhas, da linha mandibular e na base do crânio. Massagear ainda as cadeias de gânglios localizadas desde as orelhas até a clavícula, abaixo do pescoço.

O vídeo a seguir também mostra o passo a passo da drenagem linfática facial:

Publicidade

Antes e depois da drenagem linfática facial

15bboaforma  15aboaforma

Contraindicações da drenagem linfática facial

O procedimento é contraindicado para pessoas que sofrem com condições de saúde como pressão arterial alta, reumatismo, asma, lúpus, câncer, trombose e problemas na tireoide.

Cuidados importantes 

Para garantir a eficiência e a segurança do seu procedimento, procure uma boa clínica de estética e realize a sua drenagem linfática facial com um bom profissional, certificando-se de que o tratamento é o mais indicado para o seu caso.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você gostaria de fazer uma drenagem linfática facial? Conhecia os benefícios da prática? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×