Ela Perdeu 37,5 Kg ao Seguir Conselhos de Treinadora que Agora é sua Amiga

No ano passado, Holly VonDemfange estava de férias com sua família e sentia-se muito infeliz. Ela estava mais pesada do que nunca e em vez de curtir o tempo com sua família, ela ficava se escondendo.

“Eu estava em Palm Springs me sentindo gorda e nojenta e não queria sair”, disse Holly, de 43 anos, de San Jose, na Califórnia, EUA.

Ela começou a fuçar a Internet e tropeçou em um artigo de Jennifer Joffe. No artigo, Joffe, uma treinadora holístico de saúde e fundadora do Project Healthy Body, compartilhou suas lutas sobre ser uma comedora compulsiva e Holly sentiu uma conexão instantânea.

“Passei toda a noite navegando no site de Jennifer”, disse Holly. “Sua honestidade ressoou comigo”.

Naquela época, Holly pesava 147,5 kg em seus 1,70 m de altura. Ela sabia que tinha que perder peso e parecia que Joffe descobriu uma maneira de parar de comer demais e viver uma vida saudável. Holly enviou-lhe um e-mail e cruzou os dedos para que Joffe a ajudasse.

Joffe concordou em assumir Holly como cliente e elas começaram a trabalhar juntas em janeiro. Ela se identificava com Holly. Depois que o pai de Joffe morreu quando tinha 7 anos, ela se virou para a comida. Ela começou a fazer dieta quando tinha 12 anos, o que começou um ciclo perigoso de privação para excesso de comida.

“Isso se transforma em compulsão por comida”, disse Joffe, de 44 anos, de Portland, em Oregon, EUA.

Cerca de oito anos atrás, Joffe, que tinha cerca de 112 kg, estava colocando sua filha, de 3 anos, para dormir. De repente, sentiu-se tonta apenas depois de subir os degraus com sua filha.

“Eu olhei no espelho e disse: ‘Você nunca vai ser magra, mas tem que haver uma maneira de se sentir melhor’. Não havia nenhuma razão para eu me sentir do jeito que eu sentia”.

Ela começou a ler mais sobre alimentos saudáveis e passou a trocar alimentos processados por frutas, vegetais, proteínas magra e grãos integrais.

Em quatro anos, ela perdeu 30 kg e chegou aos 81,5 kg. Depois que uma emergência familiar trouxe de volta seu problema de compulsão alimentar, ela recondicionou sua atenção e começou a se exercitar.

“Comecei a lutar pela minha saúde”, disse ela.

Hoje, Joffe pesa cerca de 70,5 kg em 1,72 m de altura e leva o que aprendeu com a experiência de perda de peso para ajudar os outros. Quando ela conversou pela primeira vez com Holly, percebeu que ela precisava desesperadamente de ajuda.

“Uma das coisas mais emocionais para mim foi quando Jennifer olhou meu IMC (índice de massa corporal) e me disse que eu ia morrer”, disse Holly. “Mesmo sabendo que eu era obesa, isso não tinha me atingido até Jennifer me dizer”.

Holly começou analisando a sua alimentação, considerando se era algo que uma pessoa saudável comeria. Ela anda 10 mil passos todos os dias e tenta integrar mais atividade física em sua vida. Ela perdeu os primeiros 18 quilos facilmente, mas atingiu um platô e mudou para a dieta do protocolo autoimune. Ela possui dois distúrbios autoimunes.

Holly agora pesa 109 kg. Ela ainda quer perder mais peso para alcançar um IMC saudável, mas agora gosta de como se sente.

“Eu conscientemente acordo todos os dias e vejo que agora sou uma pessoa saudável”, disse ela. “Eu quero estar neste planeta o maior tempo possível”.

Essa mesma atitude positiva ajudou Joffe a perder o peso, manter a perda e dar um bom exemplo para seus clientes.

“Eu posso fazer e ser qualquer coisa que eu quiser ser. Não há absolutamente nenhum limite”, disse Joffe.

Hoje, as duas se tornaram amigos íntimos. Aqui, elas compartilham as dicas que as ajudaram a perder peso:

1. “Coma o arco-íris”

“Nós comemos o arco-íris”, disse Holly, fazendo referência à importância da variedade de cores em suas refeições. Ela adiciona muitas frutas e vegetais em suas refeições, o que faz com que ela sinta que não está se privando.

2. Dormir o suficiente

Até pouco tempo atrás, Holly dormia uma média de cinco horas por noite. Ter hoje pelo menos sete horas de sono significa que ela tem energia suficiente para se movimentar mais e fazer melhores escolhas alimentares.

3. Mantenha-se hidratado

Joffe toma muita água e aconselha seus clientes a fazerem o mesmo. Ser hidratado ajuda as pessoas a evitar comer demais ou comer sem pensar.

“Muitas vezes, confundimos fome com sede”, disse ela.

4. O que uma pessoa saudável faz?

Joffe pede aos clientes que pensem se suas escolhas são saudáveis. Uma pessoa saudável come batatas fritas com uma refeição? Uma pessoa saudável faz escolhas razoáveis equilibradas.

“São as pequenas escolhas que fazemos habitualmente, que somam grandes mudanças ao longo do tempo e, no final, nos definem”, disse ela.

5. Não guarde as roupas grandes

“Tudo o que fica muito grande, tem que ir embora”, disse Joffe. “Se as únicas roupas que você tem no armário são as roupas que se encaixam, você não vai voltar para a direção contrária”.

Você conhece ou tem alguma história parecida com a de Holly? Tem alguma companhia para perder peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*