Publicidade

 

Prato vazio

Existe um Único Alimento com o Qual Você Possa Sobreviver para Sempre?

Durante todo o ano de 2016, Andrew Taylor comeu apenas batatas. Houve somente algumas advertências: ele comeu batatas brancas e doces, e às vezes misturadas com leite de soja, molho de tomate, sal e ervas. Ele também tomou suplementos de vitamina B12. Mas, no geral, ele comeu batatas no café da manhã, almoço e jantar.

Publicidade

Andrew fez quatro exames de sangue ao longo do ano, que ele afirma que apresentaram tudo normal. Ele mesmo perdeu peso e se sentiu mais energizado.

“Se você tiver que escolher um alimento, se você é uma pessoa que está sendo enviada a Marte, escolha batatas”, diz Taylor. “Eu não estou tentando ser o defensor das batatas, mas foi uma experiência realmente boa para mim”.

Em primeiro lugar, vale deixar claro que não é uma boa idéia comer apenas um tipo de comida. Para sobreviver, precisamos de 20 aminoácidos – dos quais 9 são essenciais, o que significa que não podemos produzi-los nós mesmos e devemos obtê-los de alimentos – bem como uma infinidade de minerais e vitaminas. E, obviamente, precisamos de água além da comida para manter nossas células hidratadas para que elas não murchem parem de funcionar.

Ao longo da história, muitas vezes combinamos alimentos, como arroz e feijão, iogurte e nozes, e até macarrão com queijo, em uma tentativa, mesmo que por acidente, de absorver o equilíbrio adequado de nutrientes que você geralmente não consegue obter de um único alimento. No entanto, em tempos de fome ou jejum, seja qual for o motivo, há alguns tipos de alimento que um ser humano poderia sobreviver… pelo menos por algum tempo.

A batata é um bom exemplo. Andrew Taylor não é a única pessoa na história que confiou quase exclusivamente em batatas para seu sustento. No início dos anos 1800, cerca de um terço da população irlandesa obteve a maior parte de suas calorias de batatas. O americano médio consumiu cerca de 51 kg desses tubérculos amiláceos em 2015. “Pelo seu bolso e sua pressão sanguínea, nada pode vencer uma batata assada”, diz Joan Salge Blake, professora de nutrição clínica da Universidade de Boston.

Tecnicamente, a batata branca tradicional contém todos os aminoácidos essenciais que você precisa para construir proteínas, reparar células e combater doenças. E comer apenas cinco delas por dia o faria alcançar isso.

Publicidade

No entanto, se você consumisse apenas essas batatas brancas, você acabaria encontrando deficiências de vitaminas e minerais. É aí que vêm as batatas-doces. Incluindo-as na dieta, tecnicamente, eles pertencem a uma família taxonômica diferente das batatas brancas – aumentando a probabilidade do consumidor obter a dose diária recomendada de vitamina A, o composto orgânico nas cenouras que faz tão bem para a vista, e a vitamina E.

Ninguém com uma dieta exclusiva de batata doce e batata branca teria escorbuto, por exemplo, uma doença horrível que acontece devido à falta de vitamina C e provoca a queda dos dentes.

Mesmo com este combo, você ainda precisaria comer muitas batatas para receber os níveis certos de todos os nutrientes. Como dissemos acima, cinco batatas por dia lhe daria todos os aminoácidos essenciais que você precisa, mas você precisaria comer 34 batatas doces por dia, ou 84 batatas brancas, para não sofrer uma deficiência de cálcio.

Você também precisaria de 25 batatas brancas por dia para obter a quantidade recomendada de proteína. A soja tem mais proteína e cálcio – mas não tem vitamina E ou beta-caroteno.

Claro, as batatas, especialmente quando você as come em grandes quantidades, também podem trazer alguns malefícios à saúde. As batatas brancas são ricas em um tipo de carboidrato que faz com que o açúcar no sangue tenha um pico e depois despenque, o que coloca uma pressão sobre o sistema de insulina. As pessoas que comem muito desses tubérculos são mais propensas a ter diabetes e se tornarem obesas, de acordo com múltiplos estudos.

Publicidade

Andrew Taylor realmente perdeu peso – provavelmente por comer menos no geral e eliminar o açúcar – o que não era seu objetivo final. Ele deixou de comer a maioria dos alimentos para se treinar para obter conforto e alegria de outras áreas de sua vida. Mas agora, mesmo que o experimento dele tenha terminado, ele ainda está muito contente com as batatas. “Foi apenas um experimento e acabou por ser exatamente como eu queria”, diz ele.

Nenhum nutricionista apoiaria a ideia de uma dieta exclusivamente de batata. Assim como não recomendariam uma composta somente por coco, couve, algas marinhas ou iogurte, também. Existe uma razão pela qual as diretrizes dietéticas dos mundo todo recomendem comer uma variedade de vegetais, grãos, proteínas, frutas e óleos.

Comer exclusivamente qualquer um destes alimentos logo desencadeará as mesmas deficiências nutricionais que você teria comendo só batata. A variedade na dieta é importante e, neste caso, é vital. Então, não coma apenas batata assada, invista em outras coisas saudáveis, também.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você imaginaria que as batatas podem ser um alimento que permitiria uma pessoa sobreviver, mesmo com deficiências? Você apostaria em algo do tipo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×