MundoBoaForma.com.br http://www.mundoboaforma.com.br O Melhor Conteúdo do Mundo da Boa Forma Wed, 22 Feb 2017 18:41:12 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Truque Genial de 5 Segundos para Mandar Embora o Desejo por Doce http://www.mundoboaforma.com.br/truque-genial-de-5-segundos-para-mandar-embora-o-desejo-por-doce/ http://www.mundoboaforma.com.br/truque-genial-de-5-segundos-para-mandar-embora-o-desejo-por-doce/#respond Wed, 22 Feb 2017 18:39:18 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26095 Sharon Moalem, MD e PhD, encontrou uma estratégia genial para te ajudar a deixar a barra de chocolate dentro da despensa quando bater aquela vontade de devorá-la. O truque é chamado Salty Sweet Visualization Exercise (algo como Exercício de Imaginação do Doce Salgado), e aqui está como Moalem o descreve em seu livro: Se você simplesmente não ...]]>

Sharon Moalem, MD e PhD, encontrou uma estratégia genial para te ajudar a deixar a barra de chocolate dentro da despensa quando bater aquela vontade de devorá-la.

O truque é chamado Salty Sweet Visualization Exercise (algo como Exercício de Imaginação do Doce Salgado), e aqui está como Moalem o descreve em seu livro:

Se você simplesmente não consegue parar de comer mais um docinho, imagine-se colocando uma colher de sopa de sal grosso sobre ele e pense em como seria mordida após mordida, pedaço após pedaço com toda a sua língua super salgada. Faça esta imaginação sempre que o desejo de consumir um doce vier, e você terá sérios problemas apenas pensando em comer um docinho.

Moalem fala da experiência. “A primeira vez que eu tentei fazer isso, eu estava num jantar na casa de um amigo, e eles fizeram donuts caseiros cobertos com Nutella para a sobremesa”, lembra ela.

“Eu fiz esta imaginação com o saleiro, me imaginei abrindo-o, despejando-o inteiro na rosquinha e dando uma mordida, e imediatamente isso me provocou um pouco de enjoo. Eu acho que eu não conseguiria ter comido um depois disso nem se eu fosse forçada.”

A razão pela qual este truque funciona é porque, embora a maioria de nós goste de alimentos salgados, os seres humanos têm uma aversão natural a algo excessivamente salgado (pense em algo tão salgado que seu rosto até se contorce depois de comer).

Isso pode ocorrer porque alimentos extremamente salgados ou amargos sinalizavam o perigo para nossos antepassados, porque aqueles alimentos tinham maior probabilidade de serem venenosos, diz Moalem, que é neurogeneticista e bióloga evolucionária. Basta pensar sobre como um biscoito coberto de sal gosto é o suficiente para fazer você recusá-lo.

E isso não se limita a doces, o truque deve funcionar com qualquer tipo de alimento que você está tentando evitar, como algum tipo de queijo.

Para desejos realmente difíceis de quebrar, você pode até mesmo levar este truque para um próximo nível e realmente despejar sal sobre o alimento em questão e dar uma mordida. Moalem afirma que fez isso para curar o seu vício em sorvete.

Uma vez que você toma uma mordida desse alimento agora salgado e repugnante, seu cérebro sempre recordará de quanto você não gostou daquilo. Assim, nas próximas visões de doces, sorvetes, biscoitos ou quaisquer alimentos que vierem à sua mente, você será muito menos propenso a ceder ao desejo.

Você acredita que esse truque pode funcionar realmente com você? Geralmente você tem muitos desejos por doce e sofre com isso? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/truque-genial-de-5-segundos-para-mandar-embora-o-desejo-por-doce/feed/ 0
5 Benefícios Inesperados de Bebidas Alcóolicas em Moderação http://www.mundoboaforma.com.br/5-beneficios-inesperados-de-bebidas-alcoolicas-em-moderacao/ http://www.mundoboaforma.com.br/5-beneficios-inesperados-de-bebidas-alcoolicas-em-moderacao/#respond Wed, 22 Feb 2017 18:16:08 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26092 Todos nós já ouvimos isso: Beba com moderação, ou então isso te fará mais mal do que bem. Isso porque, embora pesquisas sugiram que pequenas quantidades de bebida pode até ser bom para nós, beber em excesso pode prejudicar o nosso coração, cérebro e boa forma. De acordo com a American Heart Association, os benefícios para ...]]>

Todos nós já ouvimos isso: Beba com moderação, ou então isso te fará mais mal do que bem.

Isso porque, embora pesquisas sugiram que pequenas quantidades de bebida pode até ser bom para nós, beber em excesso pode prejudicar o nosso coração, cérebro e boa forma. De acordo com a American Heart Association, os benefícios para a saúde vão embora depois de uma bebida por dia para as mulheres e duas por dia para os homens.

A verdade é que, se você não é um grande apreciador de bebidas alcólicas, os benefícios potenciais por si só não são razão suficiente para começar, segundo o Dr. Michael Levy, um psicólogo clínico de Massachusetts e autor de “Take Control of Your Drinking… and You May Not Need to Quit“.

Se você está bebendo mais do que o recomendado, considere reduzir o consumo, Levy recomenda.

Dito isto, você ainda pode se sentir bem ao desfrutar de um copo ou dois de uma bebida num happy hour. Aqui está o porquê:

Vinho

Pode ser bom para: Seu cérebro.

Ser um bebedor moderado de vinho está associado a um risco reduzido de demência e de doença de Alzheimer (particularmente para as pessoas que não têm o gene que faz você mais propenso a ter Alzheimer), de acordo com uma pesquisa de 2012 publicada no International Journal of Geriatric Psychiatry.

Os pesquisadores observaram que o vinho – que é carregado de de antioxidantes polifenóis anti-inflamatórios – parece oferecer os melhores benefícios dentre todos os tipos de bebidas.

Cerveja

Pode ser bom para: Seus ossos.

A cerveja é uma rica fonte de silício, um mineral que desempenha um papel importante na formação óssea, um estudo de 2010 do Journal of Science and Food Agriculture sugere.

Fontes de silício como cerveja (cereais e feijão verde são outros) podem ajudar a manter a força óssea, um estudo de 2013 publicado no International Journal of Endocrinology feito com mulheres  no período pós-menopausa. No entanto, beber acima do recomendado de qualquer bebida alcóolica já está associado à osteoporose – então, neste caso, mais definitivamente não significa melhor.

Vodka

Pode ser bom para: Seu coração.

O vinho recebe todos os holofotes devido a sua quantidade e polifenóis, mas é o etanol (álcool) que faz metade do trabalho, uma pesquisa de 2012 na revista Nutrients sugere. O etanol ajuda a manter as plaquetas de sangue juntas (e potencialmente a coagulação) e aumenta os níveis de colesterol HDL, o colesterol bom, de acordo com a pesquisa.

Uísque

Pode ser bom para: Seu humor.

Não há dúvidas de que um pouco de álcool pode ajudá-lo a aliviar o estresse. “Isso coloca você em um espaço diferente”, disse Levy. No entanto, o álcool deprime seu sistema nervoso central, e beber mais do que o recomendado claramente aumenta o risco de depressão, ele observou.

Se uma única dose do seu uísque favorito ajuda você a relaxar à noite, tudo bem, mas ultrapassar essa dose pode levar a problemas de humor – não exatamente aquela melhora que você estava procurando.

Champanhe

Pode ser bom para: Seus laços sociais.

Hora de um brinde! Aqueles que bebem socialmente tendem a ter mais amizades, provavelmente porque o álcool desencadeia a liberação de endorfinas, revela a pesquisa de 2016 do Adaptive Human Behavior and Physiology. E um grupo de amigos sempre fornece uma forte fonte de apoio emocional. Tim tim!

Você costuma beber moderada e socialmente, ou passa dos limites? Qual destas bebidas costuma consumir com mais frequência? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/5-beneficios-inesperados-de-bebidas-alcoolicas-em-moderacao/feed/ 0
6 Receitas de Mousse de Laranja Light http://www.mundoboaforma.com.br/6-receitas-de-mousse-de-laranja-light/ http://www.mundoboaforma.com.br/6-receitas-de-mousse-de-laranja-light/#respond Wed, 22 Feb 2017 17:06:21 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26086 Que tal preparar uma mousse de laranja light? A laranja é uma fruta de preço acessível, sempre encontrada em feiras e mercados no ano todo e muito refrescante para o verão. Além disso, trata-se de uma fruta super saudável, rica em vitamina C, fibras e que pode ajudar a prevenir resfriados e fortalecer o sistema ...]]>

Que tal preparar uma mousse de laranja light? A laranja é uma fruta de preço acessível, sempre encontrada em feiras e mercados no ano todo e muito refrescante para o verão. Além disso, trata-se de uma fruta super saudável, rica em vitamina C, fibras e que pode ajudar a prevenir resfriados e fortalecer o sistema imunológico. A fruta pode ser consumida ao natural, em sucos ou em receitas variadas.

A laranja é tão versátil que o seu sabor cítrico pode ser usado até em receitas salgadas. É comum preparar molhos à base de laranja para regar frangos, coelhos e outras carnes brancas, além de peixes. Além disso, as raspas de laranja podem ser usadas para dar um toque cítrico a massas e diversos pratos.

Sobremesas no geral também são muito apreciadas com laranja, sejam tortas, bolos, muffins, cupcakes, flans e mousses. Abaixo estão receitas de mousse de laranja light para você se deliciar! O melhor de tudo é que são receitas super fáceis de preparar. Não acredita? Confira abaixo!

1. Receita de mousse de laranja light com leite em pó

Ingredientes:

  • 50 ml de água fria;
  • 50 ml de água quente;
  • 1 colher de café de essência de baunilha;
  • 40 gramas de gelatina diet;
  • 8 cubos de gelo;
  • 4 laranjas;
  • 10 colheres de sopa de leite em pó desnatado;
  • 1 colher de café de raspas de limão.

Modo de preparo:

No liquidificador bata a gelatina com a água fria. Junte a água quente, o leite em pó, 3 laranjas descascadas e separadas em gomos, raspas do limão, a baunilha e o gelo. Bata até obter um creme homogêneo. Divida em 4 taças e leve à geladeira até gelar bem. Sirva.

2. Receita de mousse de laranja light

Ingredientes:

  • 300 ml de suco de laranja;
  • 10 colheres de sopa de leite em pó desnatado;
  • 15 envelopes de adoçante;
  • 18 gramas de gelatina sem sabor.

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a gelatina. Dissolva a gelatina em 2 colheres de água morna e incorpore com a mistura do liquidificador. Despeje em uma refratário untado e leve para gelar por pelo menos 1 hora. Sirva.

3. Receita de mousse de laranja light com creme de leite de soja

Ingredientes:

  • 1 xícara de suco de laranja pera;
  • 1 caixinha de creme de leite de soja;
  • 1 sachê de gelatina em pó sem sabor;
  • 1/2 xícara de chá de água fria;
  • 1/2 xícara de chá de água quente;
  • 5 colheres de sopa de adoçante culinário.

Calda

  • 1 xícara de chá de suco de laranja pera;
  • 2 colheres de sopa de mel.

Modo de preparo:

Dissolva a gelatina em 5 colheres de sopa de água fria e misture bem. Deixe descansar por 5 minutos. Depois leve para aquecer em fogo baixo, misturando bem. Então leve essa mistura para bater no liquidificador com o suco de laranja, creme de leite de soja e adoçante. Bata até ficar homogêneo e distribua em taças. Leve para gelar. Enquanto isso prepare a calda levando os dois ingredientes à panela até incorporar bem e ficar espessa. Sirva por cima da mousse.

4. Receita de mousse de laranja light do Edu Guedes

Ingredientes:

  • 1 xícara de leite condensado light;
  • 1 xícara de suco de laranja;
  • 1 xícara de creme de leite light;
  • 2 colheres de sopa de gelatina incolor;
  • 1/2 xícara de água.

Calda

  • 1 xícara de suco de laranja;
  • 1 colher de açúcar demerara;
  • 1 colher de amido;
  • raspas de laranja para enfeitar.

Modo de preparo:

Comece por hidratar a gelatina na água. No liquidificador bata o leite condensado com o suco de laranja e creme de leite. Misture a gelatina e bata por 3 minutos. Despeje numa taça e leve para gelar por 3 horas. Leve todos os ingredientes da calda numa panela em fogo baixo, deixe engrossar. Cubra a mousse com a calda e decore com raspas de laranja. Prontinho!

5. Receita de mousse de laranja light com morangos

Ingredientes:

  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor;
  • 1 pote de iogurte natural;
  • 1 xícara de morangos picados;
  • 1 copo de suco de laranja;
  • raspas da casca de laranja;
  • 3 claras em neve.

Modo de preparo:

Junte seis colheres de sopa de água fria à gelatina e leve ao banho-maria até dissolver. Bata no liquidificador iogurte, os morangos, o suco e a gelatina dissolvida. Incorpore as raspas de laranja, misture bem e reserve. Bata as claras em ponto de neve e misture-as delicadamente ao creme. Despeje a mousse em taças individuais e leve à geladeira por cerca de 6 horas. Sirva!

6. Receita de mousse de laranja light

Ingredientes:

  • 2 g de gelatina em pó sem sabor;
  • 1/4 de xícara de chá de água;
  • 1 xícara de chá de sumo de laranja;
  • adoçante em pó a gosto;
  • 150 g de geleia de laranja light;
  • 1/2 xícara de chá de iogurte grego;
  • 2 claras.

Modo de preparo:

Coloque a gelatina numa panela com água e deixe aquecer por 5 minutos até começar a dissolver. Quando derreter completamente, retire do fogo. Em uma batedeira adicione sumo da laranja, adoçante, geleia, iogurte e gelatina reservada. Bata por 3 minutos. Coloque essa mistura em uma tigela, cubra com papel alumínio e leve à geladeira para gelar até ficar firme. Depois bata as claras em neve e incorpore ao creme da geladeira. Distribua em taças e leve para gelar por 2 horas. Sirva.

O que você achou dessas receitas de mousse de laranja light que separamos acima? Qual delas mais despertou sua atenção para experimentar? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/6-receitas-de-mousse-de-laranja-light/feed/ 0
8 Tipos de Adoçantes Naturais – Análise e Cuidados http://www.mundoboaforma.com.br/8-tipos-de-adocantes-naturais-analise-e-cuidados/ http://www.mundoboaforma.com.br/8-tipos-de-adocantes-naturais-analise-e-cuidados/#respond Wed, 22 Feb 2017 15:00:51 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26082 Uma forma de proporcionar um gostinho doce às preparações culinárias, sem utilizar o açúcar, é fazer uso dos chamados adoçantes, que não causam a elevação dos níveis de glicose no sangue e carregam uma quantidade mais baixa de calorias que o açúcar. Quem passa pelas prateleiras dos supermercados em busca de opções de adoçantes para ...]]>

Uma forma de proporcionar um gostinho doce às preparações culinárias, sem utilizar o açúcar, é fazer uso dos chamados adoçantes, que não causam a elevação dos níveis de glicose no sangue e carregam uma quantidade mais baixa de calorias que o açúcar.

Quem passa pelas prateleiras dos supermercados em busca de opções de adoçantes para a sua dieta, provavelmente já percebeu que existem diversas variedades do produto. Entre elas, estão os adoçantes naturais, aqueles que são extraídos a partir de vegetais e frutas.

Os adoçantes artificiais, produzidos em laboratório, já foram associados a efeitos colaterais como dores de cabeça, enxaqueca, encolhimento da glândula timo, que faz parte do sistema imunológico e atua na produção dos glóbulos brancos do sangue, enfraquecimento dos rins e do fígado e distúrbios de humor.

Existe uma grande controvérsia sobre a segurança dos adoçantes artificiais. Alguns institutos e pesquisadores afirmam que alguns dos artificiais são seguros, mesmo em quantidade e frequência mais elevada (ex: Sucralose), enquanto outros são mais arriscados (ex: Sacarina).

Veja também:

  1. Adoçante sucralose faz mal?
  2. Adoçante sacarina faz mal?
  3. Adoçante xilitol faz mal?
  4. Adoçante aspartame faz mal?

Você pode estar no grupo de pessoas que prefere não arriscar e ficar somente com os adoçantes naturais. Então, veremos as principais opções mais abaixo.

Uma curiosidade interessante é que um estudo publicado no Journal of the American Dietetic Association (Jornal da Associação Americana de Dietética, tradução livre) mostrou que utilizar adoçantes naturais como mel e xarope de ácer pode aumentar a ingestão de antioxidantes.

Os antioxidantes são compostos que combatem a ação dos radicais livres no organismo, que causam doenças como câncer e resultam no envelhecimento precoce.

8 tipos de adoçantes naturais 

Vamos conhecer a partir de agora alguns tipos de adoçantes naturais que podem ser utilizados em substituição ao açúcar de mesa e aos adoçantes artificiais:

1 . Sorbitol

É o açúcar extraído de algas marinhas e frutas como a maçã e a ameixa. Ele tem um poder adoçante 50% maior do que a sacarose e carrega 2,6 calorias a cada grama. Lembrando que o açúcar traz 4 calorias. É possível aplicar o sorbitol em geleias, biscoitos, gomas de mascar, balas, refrigerantes e panetones.

Entretanto, este adoçante natural apresenta algumas desvantagens: ele pode não ser o ideal para ser utilizado por pessoas com diabetes e apresenta uma ação laxativa se consumido em concentrações elevadas. Outros possíveis efeitos colaterais associados ao sorbitol são a náusea, desconforto estomacal e desidratação.

Recomenda-se não misturar o adoçante com bebidas alcoólicas para não piorar sintomas como náusea, vômito, desidratação e boca seca. Ele também não é considerado seguro para mulheres que estejam grávidas e amamentando os seus bebês.

Além disso, é importante ter cuidado porque apesar de estar na lista de adoçantes naturais, sendo encontrado nas algas e nas frutas de forma natural, o sorbitol também pode ser produzido em laboratório, sendo assim um adoçante artificial. Ele ainda foi apontado em uma lista do Dr. Axe sobre os cinco piores tipos de adoçantes.

2. Stévia

Também chamado de esteviosídeo, trata-se de um adoçante extraído a partir de uma planta nativa da América do Sul conhecida como stevia rebaudiana. Ele adoça mais de 200 vezes mais do que o açúcar e pode ser utilizado em altas temperaturas como em alimentos que vão ao fogo.

Disponível em gotinhas, pacotes e tabletes dissolúveis, o adoçante contém zero calorias e zero carboidratos. A stévia pode ser utilizada por diabéticos e não apresenta efeitos colaterais. O único problema é que ela pode deixar um gostinho amargo nos alimentos.

Ao procurar pelo adoçante, é preciso tomar cuidado para não levar uma versão associado a um adoçante artificial como o ciclamato de sódio, mas sim sua versão verdadeiramente natural.

3. Agave

Ele é extraído a partir de uma planta mexicana e apresenta um poder adoçante maior que o do açúcar convencional. Apesar de apresentar um baixo índice glicêmico, que significa que não causa uma elevação rápida nos níveis de açúcar no sangue, ele não deve ser utilizado por indivíduos diabéticos.

No entanto, o agave comercializado é bem diferente do adoçante natural feito pelos mexicanos. Isso porque na indústria ele passa por um processo em que o seu fluido de açúcar é exposto ao calor e a enzimas, que destrói as propriedades saudáveis da planta e dá origem a uma espécie de xarope.

Outro problema é que esse agave processado é rico em frutose – 85% de sua composição corresponde a esse açúcar. O perigo de incluir muita frutose na dieta é o de acumular gordura abdominal, aumentar a taxa de triglicerídeos, elevar o colesterol ruim (LDL) e contribuir com a resistência à insulina, que está associada à diabetes.

4. Mel puro

Ele é um dos adoçantes naturais mais conhecidos, tendo 64 calorias a cada porção equivalente a uma colher de sopa, porém fornece enzimas, antioxidantes, ferro, zinco, potássio, cálcio, fósforo, vitamina B2, vitamina B3 e vitamina B6. Juntos, esses nutrientes neutralizam os radicais livres e promovem o crescimento das bactérias do bem (flora intestinal) que fazem parte do trato digestivo.

Ou seja, ao mesmo tempo em que adoça, o mel faz bem para a saúde. Entretanto, para obter esses benefícios é preciso certificar-se de que trata do mel puro e não do pasteurizado, que perde boa parte das vantagens da versão natural deste adoçante. O mel não é a melhor opção para diabéticos.

5. Açúcar de coco 

Ele é obtido por meio de um processo de extração da seiva das flores do coco, seguido de um aquecimento e de uma evaporação. Cada colher de sopa de açúcar de coco é composta por 45 calorias.

O ingrediente também apresenta um índice glicêmico baixo e serve como fonte de antioxidantes, ferro, zinco, cálcio, potássio e fósforo. Diabéticos também não deve fazer uso do açúcar de coco em quantidade.

6. Xarope de ácer ou xarope de bordo (maple syrup)

O produto é nativo da América do Norte e passa por processos de perfuração da árvore para obter a seiva, ebulição e filtragem para ser adquirido. Rico em antioxidantes, é mais um dos adoçantes naturais que oferece boas doses de manganês, além de conter potássio, cálcio e zinco em sua composição.

Recomenda-se comprar o xarope de ácer ou bordo de classe B, que é dotado de mais antioxidantes benéficos para o organismo.

7. Xilitol

O xilitol é um açúcar proveniente do álcool que apresenta 2,4 calorias a cada grama e adoça de maneira similar ao açúcar tradicional. Segundo o Authority Nutrition, ele pode ajudar a diminuir os riscos de cáries dentárias e a prevenir a osteoporose.

O adoçante ainda não aumenta os níveis de glicose no sangue ou as taxas de insulina. Porém, ele pode causar problemas digestivos caso seja ingerido em altas doses.

Ele não é considerado seguro para ser consumido por mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês.

8. Eritritol

O eritritol tem ficando um pouco mais conhecido recentemente. Ele é menos calórico do que outros adoçantes naturais como o xilitol e o sorbitol. Possui 0,24 calorias por grama. Lembrando que o açúcar tem 4 calorias por grama. Com apenas 6% das calorias do açúcar, ele ainda tem 70% da doçura.

O Eritritol possui uma estrutura química única que faz com que nossos corpos não o quebrem. Então, o adoçante passa praticamente sem alterações pelo nosso organismo, sem causar quaisquer efeitos metabólicos prejudiciais do excesso de açúcar ou os problemas digestivos associados a outros polialcoóis. Em produção de larga escala, o Eritritol é criado quando um tipo de levedura fermenta a glicose.

Estudos em humanos mostraram muito poucos efeitos colaterais, em maioria pequenos problemas digestivos em algumas pessoas.

Você tem o costume de utilizar adoçantes naturais ou artificiais em seu dia a dia? Qual é o seu preferido para cada tipo de alimento? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/8-tipos-de-adocantes-naturais-analise-e-cuidados/feed/ 0
10 Receitas de Omelete de Claras Light http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-omelete-de-claras-light/ http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-omelete-de-claras-light/#respond Wed, 22 Feb 2017 13:45:09 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26079 A omelete é uma receita que já faz parte da dieta de muitos atletas e pessoas que se importam com a boa forma, pois trata-se de uma receita hiper proteica e deliciosa, que ajuda a melhorar desempenho nos treinos, contribui para o fortalecimento e recuperação muscular. Entretanto, se o objetivo for tornar a receita mais ...]]>

A omelete é uma receita que já faz parte da dieta de muitos atletas e pessoas que se importam com a boa forma, pois trata-se de uma receita hiper proteica e deliciosa, que ajuda a melhorar desempenho nos treinos, contribui para o fortalecimento e recuperação muscular.

Entretanto, se o objetivo for tornar a receita mais leve e light, o ideal é preparar uma omelete só de claras, pois as gemas contêm nutrientes que podem atrapalhar dietas para emagrecer.

A omelete de claras é mais leve e pode ser preparada da mesma forma que a versão tradicional, com o recheio da sua preferência. Abaixo estão algumas receitas de omelete de claras, fáceis de serem preparadas e deliciosas. Confira e delicie-se!

1. Receita de omelete de claras light de abobrinha

Ingredientes:

  • 2 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de abobrinha cozida;
  • sal a gosto;
  • 2 colheres de sopa de queijo cottage;
  • ervas a gosto.

Modo de preparo:

Comece por bater as claras com a água e temperos até ficar espumoso. Então em uma frigideira anti-aderente e untada com azeite coloque a mistura e deixe cozinhar por dois minutos. Quando ganhar um pouco de consistência adicione a abobrinha cozida, tempere com sal e ervas, adicione o queijo cottage, dobre ao meio e sirva!

2. Receita de omelete de claras light de brócolis

Ingredientes:

  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de brócolis cozido;
  • ¼ de xícara de chá de queijo cottage;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo:

Em uma tigela bata as claras com água e sal, pimenta até obter uma mistura. Despeje essa mistura batida em uma frigideira anti-aderente e deixe por alguns minutos. Recheie com o brócolis previamente cozido no vapor e picado, tempere com sal e pimenta, adicione queijo cottage ou ricota, se preferir. Dobre e sirva.

3. Receita de omelete de claras light de berinjela

Ingredientes:

  • 2 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de berinjela refogada;
  • sal a gosto;
  • 2 colheres de sopa de queijo cottage;
  • ervas a gosto.

Modo de preparo:

Comece por bater as claras com a água e temperos até ficar espumoso. Então em uma frigideira anti-aderente e untada com azeite coloque a mistura e deixe cozinhar por dois minutos. Quando ganhar um pouco de consistência adicione a berinjela previamente refogada com azeite, alho e o que preferir. Tempere com sal e ervas, adicione o queijo cottage, dobre ao meio e sirva!

4. Receita de omelete de claras light de alho-poró

Ingredientes:

  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de alho-poró cortado em rodelas;
  • ¼ de xícara de chá de queijo cottage;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo:

Em uma tigela bata as claras com água e sal, pimenta até obter uma mistura. Despeje essa mistura batida em uma frigideira anti-aderente e deixe por alguns minutos. Recheie com o alho-poró cortadinho em rodelas, tempere com sal e pimenta, adicione queijo cottage. Dobre e sirva.

5. Receita de omelete de claras light de peito de peru

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de salsa picada;
  • 1 colher de sopa de cebola;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto;
  • 1 colher de sopa de leite desnatado;
  • 1 tomate picado sem semente;
  • 4 claras;
  • azeite para untar a frigideira;
  • 1 fatia de queijo branco;
  • 1 fatia de peito de peru.

Modo de preparo:

Bata uma clara em neve e reserve. Com as outras três claras misture o leite, tomate picado, cebola, salsa, queijo picado e peito de peru picado. Misture e incorpore bem. Despeje a clara em neve com delicadeza. Unte uma frigideira anti-aderente com um pouco de azeite e leve para aquecer. Despeje a mistura e deixe aquecer de um lado. Quando firmar, vire e deixe dourar do outro. Sirva!

6. Receita de omelete de claras light com farinha de tapioca

Ingredientes:

  • 2 claras;
  • 2 colheres de sopa de farinha de tapioca;
  • salsinha a gosto;
  • cebolinha a gosto;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto;
  • 1 fio de azeite.

Recheio

  • 1 xícara de escarola refogada;
  • 1 colher de sopa de requeijão light;
  • sal e pimenta a gosto.

Modo de preparo:

Junte todos os ingredientes em um recipiente e bata muito bem até incorporar. Unte uma frigideira com azeite e retire o excesso com papel toalha. Aqueça e despeje a omelete e deixe firmar em fogo baixo. Quando estiver consistente, vire e deixe dourar do outro lado. Adicione a escarola refogada, temperos e requeijão e dobre. Pode adicionar o recheio light que preferir. Sirva! 

7. Receita de omelete de claras light com atum

Ingredientes:

  • 2 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de atum escorrido;
  • 2 colheres de sopa de queijo cottage;
  • temperos a gosto.

Modo de preparo:

Comece por bater as claras com a água e temperos até ficar espumoso. Então em uma frigideira anti-aderente e untada com azeite coloque a mistura e deixe cozinhar por dois minutos. Quando ganhar um pouco de consistência adicione o atum, temperos da preferência, adicione o queijo cottage, dobre ao meio e sirva!

8. Receita de omelete de claras light de espinafre

Ingredientes:

  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de espinafre cozido;
  • ¼ de xícara de chá de queijo branco picado;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo:

Em uma tigela bata as claras com água e sal, pimenta até obter uma mistura. Despeje essa mistura batida em uma frigideira anti-aderente e deixe por alguns minutos. Recheie com o espinafre picado, tempere com sal e pimenta, adicione queijo branco ou ricota, se preferir. Dobre e sirva. 

9. Receita de omelete de claras light com frango

Ingredientes:

  • 2 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de frango cozido desfiado;
  • sal a gosto;
  • 2 colheres de sopa de creme de ricota;
  • ervas a gosto.

Modo de preparo:

Comece por bater as claras com a água e temperos até ficar espumoso. Então em uma frigideira anti-aderente e untada com azeite coloque a mistura e deixe cozinhar por dois minutos. Quando ganhar um pouco de consistência adicione o frango desfiado, tempere com sal e ervas, adicione o creme de ricota, dobre ao meio e sirva! 

10. Receita de omelete de claras light com palmito

Ingredientes:

  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 xícara de chá de palmito picado;
  • ¼ de xícara de chá de queijo cottage;
  • 1 colher de sopa de requeijão light;
  • sal a gosto.

Modo de preparo:

Em uma tigela bata as claras com água e sal, pimenta até obter uma mistura. Despeje essa mistura batida em uma frigideira anti-aderente e deixe por alguns minutos. Recheie com o palmito picado, tempere com sal, adicione queijo cottage e requeijão. Dobre e sirva.

O que você achou dessas receitas de omelete de claras que separamos acima? Pretende incluí-las em sua dieta para emagrecer? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-omelete-de-claras-light/feed/ 0
Como Fazer Chá de Manjericão – Receita, Benefícios e Dicas http://www.mundoboaforma.com.br/como-fazer-cha-de-manjericao-receita-beneficios-e-dicas/ http://www.mundoboaforma.com.br/como-fazer-cha-de-manjericao-receita-beneficios-e-dicas/#respond Wed, 22 Feb 2017 13:32:12 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26076 O manjericão é um ingrediente muito utilizado na culinária como tempero, principalmente de molhos. Vai muito bem na pizza marguerita, combina como ninguém com um espaguete e dá a base do melhor pesto! Entretanto, o manjericão não é utilizado apenas para tempero, apesar de ser sua característica principal. O chá de manjericão, apesar de menos conhecido, ...]]>

O manjericão é um ingrediente muito utilizado na culinária como tempero, principalmente de molhos. Vai muito bem na pizza marguerita, combina como ninguém com um espaguete e dá a base do melhor pesto! Entretanto, o manjericão não é utilizado apenas para tempero, apesar de ser sua característica principal.

O chá de manjericão, apesar de menos conhecido, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Isso porque a planta tem diversos nutrientes e vitaminas e é rica fonte de fibras. Aprender como fazer chá de manjericão também é muito simples. Abaixo, além de encontrar seus benefícios listados, você poderá ver receita de como preparar o seu em casa e fazer uso de suas incríveis propriedades. Confira!

Benefícios do chá de manjericão: Para que serve?

O chá de manjericão tem um poderoso efeito calmante e pode ajudar a relaxar, diminuir a ansiedade, estresse e melhorar a qualidade do sono, combatendo a insônia. Trata-se de uma excelente fonte de fibras, proteínas, minerais como zinco, ferro, manganês, potássio, magnésio, cálcio e vitaminas A, B, C, E e K.

Também é antibacteriano, previne doenças cardíacas, tem efeito antioxidante, que combate envelhecimento precoce, controla os níveis de colesterol no organismo, combate radicais livres, melhora circulação do sangue e distribuição de nutrientes pelo corpo, evita o acúmulo de placas de gordura desobstruindo artérias, reforça o sistema imune do corpo, melhora memória e outras funções cerebrais e de quebra ainda ajuda a aliviar digestão.

Um benefício menos conhecido do manjericão é que o chá pode ajudar a combater o mau hálito. Pode ser utilizado para fazer bochechos, eliminando bactérias da gengiva e dentes. Em caso de gripes e resfriados, o chá ajuda na eliminação de muco no peito e nariz, bem como a controlar a febre. Por ser boa fonte de ferro, auxilia na formação dos glóbulos vermelhos no sangue.

A planta também é rica em flavonoides e polifenóis, potentes antioxidantes. Essas substâncias garantem a renovação celular da pele e dos tecidos que envolvem todos os órgãos do corpo, inclusive os vasos sanguíneos. O manjericão contém eugenol, que é um óleo essencial antibacteriano e anti-inflamatório.

Como fazer chá de manjericão – Receitas e como preparar

Para preparar o chá de manjericão, você pode utilizar as folhas da própria hortinha da sua casa, se tiver. Caso contrário, você encontra facilmente em feiras e supermercados. Procure adquirir as plantas frescas para uso, ao invés do tempero desidratado, pois o efeito não é o mesmo, pois as propriedades são diminuídas dessa forma.

Talvez seja um excelente estímulo para você começar a plantar alguns temperos em casa, que tal? Se não tiver muito espaço disponível no jardim ou morar em apartamento, sempre existe a possibilidade de fazer hortinhas suspensas.Vamos à receita de como fazer chá de manjericão!

1. Receita de chá de manjericão

Ingredientes:

  • 10 folhas de manjericão fresco;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

Leve as folhas para ferver numa panela com água. Desligue. Deixe descansar por 10 minutos. Coe e sirva em seguida. Pode adoçar com mel se quiser.

2. Receita de chá de manjericão com hortelã

Ingredientes:

  • 10 g de chá verde;
  • 1 litro de água mineral;
  • tiras da casca de 1 laranja;
  • tiras da casca de 1 limão;
  • 4 ramos de hortelã;
  • 4 ramos de manjericão.

Modo de preparo:

Primeiro leve a água para ferver numa panela, depois adicione o chá e cascas de laranja e limão. Na hora de servir junte hortelã, manjericão e adoce com mel se necessário.

3. Receita de chá de manjericão com gengibre

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de manjericão;
  • 1 litro de água;
  • lascas de gengibre.

Modo de preparo:

Basta levar todos os ingredientes para ferver com a água. Assim que ferver, desligue, deixe tampado por 10 minutos e sirva coado.

Dicas

Mulheres grávidas devem evitar o consumo de chá nos três primeiros meses de gestação, pois chás costumam ter efeitos abortivos, portanto, melhor evitar. Não existem outras contraindicações, mas em caso de dúvida, consulte seu médico ou nutricionista.

O que você achou dessas formas de como fazer chá de manjericão que separamos acima? Pretende incluí-lo em sua dieta para aproveitar os benefícios listados acima? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/como-fazer-cha-de-manjericao-receita-beneficios-e-dicas/feed/ 0
10 Receitas de Torta de Ricota Light http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-torta-de-ricota-light/ http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-torta-de-ricota-light/#respond Wed, 22 Feb 2017 12:46:48 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26073 A ricota é um ingrediente muito utilizado para substituir outros queijos, por ser uma opção menos calórica e gordurosa para consumo. Seu sabor suave e textura delicada faz com que ela combine tanto com ingredientes doces, quanto salgados, e pode ser usada como base de várias receitas. Abaixo estão receitas de torta de ricota light ...]]>

A ricota é um ingrediente muito utilizado para substituir outros queijos, por ser uma opção menos calórica e gordurosa para consumo. Seu sabor suave e textura delicada faz com que ela combine tanto com ingredientes doces, quanto salgados, e pode ser usada como base de várias receitas.

Abaixo estão receitas de torta de ricota light doces e salgadas para você se inspirar. Todas as receitas são saudáveis, com baixas calorias e de simples e fácil preparo. Você pode preparar com facilidade e se deliciar com tortas de ricota com vegetais e legumes ou com frutas vermelhas, frutas secas, damasco e outras delícias. Opte por aquela que mais agradar e nos conte sua experiência!

1. Receita de torta de ricota light com frutas vermelhas

Ingredientes:

Massa

  • 1 xícara de chá de farinha de trigo;
  • 1 colher de chá de fermento em pó;
  • 3 colheres de sopa de margarina light;
  • 1 colher de sopa de iogurte desnatado;
  • 2 gemas;
  • 3 colheres de sopa de adoçante culinário.

Recheio

  • 350 g de ricota;
  • 2 ovos médios;
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  • 1 colher de café de raspas de laranja;
  • ¼ xícara de chá de leite desnatado;
  • 1/3 xícara de chá de adoçante culinário;
  • 2 colheres de sopa de requeijão light.

Cobertura

  • 1 xícara de frutas vermelhas;
  • 1 colher de sopa de adoçante culinário;
  • 1/2 copo de água.

Modo de preparo:

Misture em uma tigela o adoçante, a margarina, as gemas e o iogurte. Adicione a farinha, misturando levemente. Forme uma bola dessa massa, envolva em filme plástico e leve para gelar por 15 minutos. Enquanto isso prepare o recheio batendo tudo no liquidificador, reserve. Leve os ingredientes da cobertura ao fogo até formar uma calda e as frutas se desfazerem, reserve.

Abra a massa e forre uma forma de fundo removível com 20 cm de diâmetro. Despeje o recheio. Cubra com a cobertura. Leve ao forno médio a 180ºC, pré-aquecido, por cerca de 30 minutos. Espere esfriar, leve para gelar e sirva desenformado.

2. Receita de torta de ricota light com damasco

Ingredientes:

  • 1 pote de 170g de iogurte natural desnatado;
  • 100 ml de leite desnatado;
  • 3 ovos;
  • 400 g de ricota;
  • 1 colher de chá de essência de baunilha;
  • 5 colheres de sopa de adoçante culinário.

Cobertura

  • 1 xícara de chá de damascos;
  • 1/2 xícara de água;
  • uvas passas brancas a gosto;
  • 2 colheres de sopa de adoçante culinário.

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Despeje essa massa em forma untada com margarina e leve para assar a 200 graus no forno por 1 hora. Prepare a cobertura levando todos os ingredientes ao fogo até obter uma consistência parecida com geleia. Passado o tempo de forno, retire, espere esfriar, desenforme, cubra com a geleia de damasco, leve para gelar e sirva!

3. Receita de torta de ricota light com uva passa

Ingredientes:

  • 500 g de ricota;
  • 1 copo de leite desnatado;
  • 2 colheres de sopa de leite em pó desnatado;
  • 2 gemas;
  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de amido de milho;
  • raspas de limão;
  • 5 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 1 colher de sopa de uva passa;
  • gotas de essência de baunilha.

Modo de preparo:

No liquidificador bata a ricota, o leite desnatado, as gemas, o amido, o adoçante culinário e gotas de baunilha. Despeje esse creme em uma vasilha e reserve. Bata as claras em neve e junte aos poucos com ajuda de uma espátula à mistura reservada. Acrescente as passas e as raspas de limão por último. Despeje em um pirex untado com margarina light e farinha de rosca. Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média por 40 minutos ou até dourar. Desenforme e sirva morno.

4. Receita de torta de ricota light com frutas secas

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 1/2 colher de sopa de essência de baunilha;
  • 2 claras;
  • 1 xícara de frutas secas;
  • 1 colher de sopa de fermento em pó;
  • 200 ml de leite desnatado;
  • 1/2 raspas de limão;
  • 1 colher de sopa de amido de milho;
  • 2 colheres de sopa de margarina light;
  • pitada de noz moscada;
  • 400 gramas de ricota.

Modo de preparo:

Amasse a ricota com um garfo e leve para bater no liquidificador com o leite desnatado, o adoçante, a baunilha, a margarina derretida, o amido, a gema e a noz-moscada. Bata por 2 minutos. Despeje o creme em uma vasilha e acrescente as raspas de limão, as frutas secas, as claras em neve e o fermento. Misture delicadamente. Despeje a massa em uma assadeira redonda de aro removível de 20 cm diâmetro untada. Leve para assar em forno médio por cerca de 45 minutos. Desenforme e sirva.

5. Receita de torta de ricota light com abobrinha

Ingredientes:

  • 3 abobrinhas italianas;
  • 1 cebola pequena;
  • 3 ovos;
  • 200 g de ricota;
  • cheiro verde a gosto;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto;
  • 1 colher de sopa de amido.

Modo de preparo:

Rale a abobrinha crua, pique a cebola e amasse ricota. Em uma tigela misture os ovos, o amido e incorpore a ricota até formar uma massa. Acrescente os temperos e, por último, a abobrinha. Misture bem até formar uma massa. Unte uma assadeira com azeite e despeje massa. Deixe assar em fogo brando por 20 a 25 minutos. Sirva.

6. Receita de torta de ricota light com espinafre

Ingredientes:

Massa

  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo;
  • 100 g de manteiga light gelada em cubos;
  • 1/2 xícara de chá de água gelada;
  • 1 pitada de sal.

Recheio

  • 2 maços de espinafre;
  • 450 gramas de ricota;
  • 1/2 xícara de chá de parmesão ralado;
  • 1 1/2 xícara de chá de leite desnatado;
  • 1/2 cebola picada;
  • 2 dentes de alho picado;
  • 2 colheres de sopa de manteiga light;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • pitada de noz-moscada;
  • sal a gosto;
  • pimenta-do-reino moída na hora a gosto.

Modo de preparo:

Em um bowl misture a farinha com o sal. Junte a manteiga e, com as pontas dos dedos, misture até formar uma farofa grossa. Abra uma cavidade no centro e adicione a água gelada e amasse até a massa ficar lisa. Modele uma bola, envolva com filme e leve à geladeira por 1 hora. Enquanto isso prepare o recheio: lave, seque bem e rasgue as folhas de espinafre com as mãos. Descasque e pique a cebola e o alho; numa tigela, esfarele a ricota e reserve.

Derreta a manteiga em uma panela e adicione cebola, tempere com sal e deixe por 2 minutos. Em seguida adicione alho e espinafre reservado. Deixe refogar por mais 5 minutos. Tempere com pimenta, noz moscada e acerte o sal. Junte a ricota e parmesão e espere esfriar.

Montagem: Pré-aqueça o forno a 180 ºC. Separe uma forma de 24 cm de diâmetro com fundo removível, unte e enfarinha. Divida a massa em duas partes, abra uma delas e forre o fundo da assadeira. Acrescente recheio reservado, abra o restante da massa e cubra. Leve para dourar por 40 minutos. Espere esfriar e desenforme.

7. Receita de torta de ricota light com alho-poró

Ingredientes:

Massa

  • 1/2 caixa de creme de leite light;
  • 2 xícaras de farinha de trigo;
  • 1 colher de chá de fermento em pó;
  • 2 colheres de sopa de manteiga light.

Recheio

  • 150g de ricota picada;
  • 4 ovos;
  • 1 alho poró picado;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto;
  • noz moscada à gosto;
  • 1/2 caixa de creme de leite light.

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes da massa até ficar homogêneo e despeje em uma forma de aro removível de cerca de 20 cm de diâmetro forrando fundo e laterais apertando com a ponta dos dedos. Reserve. Corte o alho-poró em rodelas finas. Quebre os ovos do recheio numa tigela e incorpore os outros ingredientes, menos parmesão. Despeje por cima da massa e finalize com o parmesão. Leve para dourar em forno a 180 graus. Sirva essa delícia fatiada.

8. Receita de torta de ricota light com atum

Ingredientes:

  • 1 lata de atum light escorrido;
  • sal a gosto;
  • 2 colheres de sopa de coalhada fresca;
  • 2 colheres de sopa de ricota temperada com sal;
  • 1 tomate picado e sem semente;
  • 1/2 cebola picada;
  • 1 ovo;
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo integral;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto;
  • orégano a gosto;
  • ervas a gosto.

Modo de preparo:

Em um bowl misture todos os ingredientes um a um até formar uma massa homogênea. Tempere com pimenta, sal e as ervas a gosto. Acenda o forno a 180 graus para pré-aquecer. Separe uma assadeira retangular média, unte e enfarinha, despeje a torta e leve para assar por meia hora ou até dourar. Simples e delicioso. Sirva.

9. Receita de torta de ricota light com brócolis

Ingredientes:

  • 1 maço de brócolis;
  • 2 alhos amassados;
  • 1 cebola ralada;
  • 5 gramas de pimenta caiena;
  • 2 gemas;
  • 4 claras;
  • 200 gramas de ricota;
  • 9 tomates cereja;
  • 200 gramas de iogurte natural desnatado;
  • 1/2 colher de chá de sal;
  • 1/2 colher de sopa de azeite de oliva.

Modo de preparo:

Lave o brócolis, cebola, tomate-cereja, alhos e pimenta. Corte os brócolis em floretes, rale a cebola, amasse os alhos e pique pimenta a gosto. Corte os tomates-cereja. Reserve. Cozinhe os brócolis no vapor até ficar al dente. Pré-aqueça o forno a 200°C.

Em uma panela aqueça o azeite e doure a cebola, alho e junte o brócolis. Deixe mais 1 minuto, espere esfriar. No liquidificador adicione o iogurte, as gemas, a ricota, metade dos brócolis e um pouco de sal. Bata tudo e reserve. Na batedeira bata as claras em neve com uma pitada de sal.

Em outro recipiente com o auxilio de uma espátula incorpore delicadamente as claras e a pimenta dedo de moça à mistura do liquidificador. Coloque os pedaços de brócolis reservados. Despeje a massa em uma assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno por cerca de 20 minutos. Coloque os tomatinhos e deixe por mais 20. Sirva!

10. Receita de torta de ricota light com presunto

Ingredientes:

Massa

  • 3 xícaras de chá de farinha de trigo;
  • 1 colher de chá de sal;
  • pimenta do reino a gosto;
  • 1/4 colher de chá de azeite de oliva;
  • 1/2 xícara de chá de vinho branco seco.

Recheio

  • 200g de presunto magro cortado em fatias;
  • 200 gramas de ricota temperada com sal e pimenta;
  • 200 gramas de mozzarela picada;
  • 3 ovos;
  • sal a gosto;
  • salsinha a gosto;
  • pimenta a gosto;
  • 1 colher de sopa de azeite.

Modo de preparo:

Em uma tigela grande misture os ingredientes da massa e misture com as mãos, sovando até formar uma massa homogênea. Cubra a tigela com pano de prato limpo e deixe descansar enquanto prepara o recheio.

Corte as fatias de presunto em tirinhas e coloque-as em uma frigideira com azeite e doure por 2 minutos. Pique a mozzarela, a ricota e tempere com sal e pimenta. Misture tudo, adicione ovos e incorpore o presunto. Adicione salsinha e reserve. Acenda o forno a 190 graus.

Abra a massa metade da massa, forre o fundo de uma forma para torta untada e enfarinhada, em seguida despeje o recheio e cubra com o restante da massa. Pincele com ovo por cima para dourar. Leve para assar por 40 a 50 minutos e sirva desenformado.

O que você achou dessas receitas de torta de ricota light que separamos acima? Qual delas mais despertou sua atenção para experimentou? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-de-torta-de-ricota-light/feed/ 0
Conheça a Ilha Paradisíaca Onde Ninguém Tem Acne Devido à Excelente Dieta http://www.mundoboaforma.com.br/conheca-ilha-paradisiaca-onde-ninguem-tem-acne-devido-excelente-dieta/ http://www.mundoboaforma.com.br/conheca-ilha-paradisiaca-onde-ninguem-tem-acne-devido-excelente-dieta/#respond Tue, 21 Feb 2017 21:12:47 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26065 Imagine uma pequena e remota ilha tropical cercada por água cristalina, onde os produtos frescos e peixes são abundantes, a atmosfera da população é otimista e feliz, e finalmente – a acne é inexistente. Estes são muitos aspectos para uma ilha paradisíaca, mas ela não é dos sonhos – pois de fato existe. Quando se pesquisa a palavra “Kitava”, ...]]>

Imagine uma pequena e remota ilha tropical cercada por água cristalina, onde os produtos frescos e peixes são abundantes, a atmosfera da população é otimista e feliz, e finalmente – a acne é inexistente. Estes são muitos aspectos para uma ilha paradisíaca, mas ela não é dos sonhos – pois de fato existe.

Quando se pesquisa a palavra “Kitava”, muitos dos primeiros resultados são a dieta de Kitava e seus benefícios incríveis para a saúde. A ilha, localizada na Papua Nova Guiné, praticamente não é influenciada pelos hábitos alimentares do Ocidente – a maioria da sua dieta consiste em tubérculos (inhame, batata doce e taro, também conhecido como inhame dos Açores), bem como frutas locais (majoritariamente coco), peixes e legumes.

A dieta em geral é elogiada por sua relação direta com o bem-estar de seus seguidores. Moradores de Kitava, além de não terem acne, muito raramente possuem diabetes, doenças cardiovasculares ou demência.

Staffan Lindeberg, médico e professor de medicina familiar, foi um dos primeiros a descobrir a dieta fascinante do povo de Kitava. Embora seja uma dieta bastante simples e natural, o fascínio reside no fato de que esta pequena ilha é uma das últimas populações na terra a seguir ainda a mesma dieta que os seus povos indígenas.

Lindeberg e sua equipe notaram que dos 1200 participantes examinados na ilha, não foi observado nenhum caso de acne durante o estudo de 843 dias. E isso incluiu 300 indivíduos com idade entre 15 e 25 anos, quando a acne é mais prevalente.

Os pesquisadores concluíram que a genética não desempenhou um papel na pele limpa desses indivíduos também – grupos geneticamente semelhantes e que não seguem esta dieta saudável baseada em plantas são mais suscetíveis a condições médicas ocidentais comuns. A prática de exercícios também não era um fator notável na ausência da acne – os pesquisadores observaram que as pessoas de Kitava realmente não eram muito ativas.

Então devemos todos mudar para uma dieta rica em tubérculos como a dos Kitavanos? Em suma, não faria mal (embora seja primordial consultar-se com um médico antes de alterar completamente a sua dieta).

Dieta de Kitava

Inhame e batata doce são abundantes em vitamina C, que ajuda a promover a cicatrização, o crescimento e a reparação de tecidos dentro do corpo. “Não só são tubérculos ricos em fibras, que é útil para reduzir o colesterol LDL e resistência à insulina, mas também ajudam a alimentar as bactérias no seu intestino.”

A saúde intestinal pode ser um fator primordial não reconhecido da ausência de acne, já que a flora intestinal saudável reduz a inflamação que pode aparecer como acne, psoríase, rosácea e outras condições de pele.

Os tubérculos (bem como muitos dos outros alimentos na dieta Kitavana, como frutas e legumes verdes) também têm um baixo índice glicêmico, o que significa que eles não vão elevar rapidamente seus níveis de açúcar no sangue.

Alimentos com um índice glicêmico elevado (alimentos processados, ricos em açúcares e carboidratos) aumentam os níveis de insulina, promovendo a inflamação e a produção de hormônios que aumentam a atividade nas glândulas oleosas. No entanto, note que as batatas brancas realmente não entram nesta categoria de amigável para a saúde da pele: elas têm um índice glicêmico de 85, enquanto batata doce tem um IG de 54.

Como mencionado anteriormente, os cocos desempenham um papel importante na dieta dos moradores de Kitava. Eles os usam de todas as formas: cru, como água de coco e como óleo para cozinhar. Cocos têm propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e antifúngicas, tornando-os a arma perfeita para evitar a acne.

Os triglicérides de cadeia média presentes nos cocos também promovem bactérias intestinais saudáveis, que desempenham um papel essencial para manter a pele limpa, reduzindo os níveis de inflamação. Outra gordura saudável que os Kitavanos comem é o ômega-3 encontrado em peixes. Estes também ajudam a promover as bactérias intestinais saudáveis.

Álcool, café, laticínios e grãos refinados mal desempenham um papel na dieta dos Kitavanos;

Não coincidentemente, eles são todos itens que afetam negativamente o corpo e causam condições de pele. Portanto, não é de se admirar que as sociedades ocidentais sejam mais propensas à acne (vinho, pizza, macarrão, queijo e todas essas coisas ruins e tão gostosas).

Se você está preocupado, há uma pequena chance que você seja capaz de seguir este tipo de dieta. Caspero recomenda tentar mudar aos poucos:

“Tente reduzir a ingestão de açúcar, bebidas açucaradas e itens que contêm adição de açúcar. Com tantas opções de produtos sem lactose no mercado, é fácil reduzir a ingestão de produtos lácteos. Apesar de sua ingestão de peixes, os Kitavanos comem uma dieta predominantemente baseada em plantas, que é consistentemente provada como a melhor dieta para a redução de doenças crônicas e aumentar a longevidade. Limpar a sua pele é apenas um bônus.”

Você acredita que conseguiria seguir uma dieta como essa do povo de Kitava? Já tinha ouvido falar nessa ilha paradisíaca e cheia de saúde? Comente abaixo.

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/conheca-ilha-paradisiaca-onde-ninguem-tem-acne-devido-excelente-dieta/feed/ 0
Aplicativo de Celular Surge como Surpreendente Alternativa aos Anticoncepcionais http://www.mundoboaforma.com.br/aplicativo-de-celular-surge-como-surpreendente-alternativa-aos-anticoncepcionais/ http://www.mundoboaforma.com.br/aplicativo-de-celular-surge-como-surpreendente-alternativa-aos-anticoncepcionais/#respond Tue, 21 Feb 2017 18:22:57 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26062 Um método bastante inovador aparece, 60 anos depois do surgimento das pílulas anticoncepcionais, como uma alternativa para as mulheres como método contraceptivo. Trata-se de um aplicativo que monitora com algoritmos a taxa de fertilidade feminina, sem intervenção de hormônios ou qualquer tipo de dispositivo dentro do organismo. Veja também: Anticoncepcional engorda? Na prática, o aplicativo para celular ...]]>

Um método bastante inovador aparece, 60 anos depois do surgimento das pílulas anticoncepcionais, como uma alternativa para as mulheres como método contraceptivo. Trata-se de um aplicativo que monitora com algoritmos a taxa de fertilidade feminina, sem intervenção de hormônios ou qualquer tipo de dispositivo dentro do organismo.

Na prática, o aplicativo para celular Natural Cycles funciona quase como uma tabelinha tecnológica. Ele promete eficácia somente usando a matemática. O aplicativo é o primeiro do mundo a ser aprovado como contraceptivo. As taxas de eficácia do algoritmo chamaram a atenção dos órgãos de saúde.

“É incrivelmente animador que haja agora uma alternativa aprovada aos métodos convencionais de prevenção da gravidez e que é possível substituir a medicação pela tecnologia”, diz Elina Berglund, uma física nuclear suíça, que fundou a Natural Cycles juntamente com seu marido Raoul Scherwizl.

Para usar o aplicativo, a mulher deve medir a temperatura debaixo de sua língua todas as manhãs e registrar o resultado no aplicativo para que o algoritmo desenvolvido exclusivamente para ele, em seguida, determinar se ela está fértil ou não naquele dia, calculando seu ciclo menstrual e suas possíveis variações.

A temperatura é crucial para visualizar em que fase do ciclo a mulher está. Por exemplo: depois da ovulação, o aumento dos níveis de progesterona faz com que o corpo da mulher fique 0.45ºC mais quente.

O calor também interfere na taxa de sobrevivência dos espermas, nas alterações no ciclo e, consequentemente, nos picos de fertilidade. É o resultado desse cálculo que determina como o aplicativo vai alertá-la: com um cartão vermelho sobre a necessidade de proteção nos dias em que ela estará mais fértil, ou verde quando não há risco de fecundação ao transar desprotegida (o sistema não protege contra DSTs).

Berglund conta que desenvolveu o aplicativo porque queria que seu corpo ficasse um tempo sem pílula. “Mas eu não encontrava boas formas naturais de controle de natalidade, então desenvolvi um aplicativo para mim mesma.”

O app ainda respeita o fato de que nem todas as mulheres têm ciclos regulares de 28 dias, e calcula os avisos partindo do princípio de que seja possível engravidar em apenas 6 dias por mês. Essa adaptação ao calendário de cada mulher aumenta os acertos de quais dias a usuária corre o risco de ficar grávida ou não.

O Natural Cycles tem mais de 150.000 usuários em 161 países e um estudo clínico mostrou que usar o aplicativo é tão eficaz como método de controle de natalidade como tomar a pílula anticoncepcional. É possível testá-lo gratuitamente por um mês, e o pacote anual custa US$ 4,20 mensais com o termômetro basal incluso.

A organização de inspeção e certificação alemã Tüv Süd testou clinicamente o Natural Cycles em dois estudos com mais de 4 mil mulheres – e acaba de classificá-lo como um método de contracepção confiável na categoria médica, podendo ser prescrito pelo National Health Service, do Reino Unido, assim como acontece com preservativos, implantes e pílulas. O aplicativo é o primeiro software do mundo a ser oficialmente certificado por autoridades de saúde.

É importante lembrar e destacar que o Natural Cycles é exclusivamente voltado para substituir as pílulas hormonais anticoncepcional com o objetivo de controle de natalidade. Apenas o uso de preservativos previne doenças sexualmente transmissíveis. Ou seja, mesmo utilizando o aclamado aplicativo, não deixe de usar camisinha.

Você teria coragem de utilizar este aplicativo de celular como método contraceptivo, sem receio de dar errado? Acredita que ele vai conseguir ir à frente? Comente abaixo.

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/aplicativo-de-celular-surge-como-surpreendente-alternativa-aos-anticoncepcionais/feed/ 0
Guia do Whey Protein – Benefícios, Como Tomar, Tipos e Dicas http://www.mundoboaforma.com.br/guia-do-whey-protein-beneficios-como-tomar-tipos-e-dicas/ http://www.mundoboaforma.com.br/guia-do-whey-protein-beneficios-como-tomar-tipos-e-dicas/#respond Tue, 21 Feb 2017 17:44:39 +0000 http://www.mundoboaforma.com.br/?p=26052 O Whey Protein é, claramente, um dos suplementos mais populares entre os frequentadores de academia. O suplemento é obtido por meio da proteína que é extraída do soro do leite e serve para fornecer proteínas aos músculos, sendo importante para o crescimento e manutenção da massa muscular. De digestão rápida, o suplemento é conhecido por ...]]>

O Whey Protein é, claramente, um dos suplementos mais populares entre os frequentadores de academia. O suplemento é obtido por meio da proteína que é extraída do soro do leite e serve para fornecer proteínas aos músculos, sendo importante para o crescimento e manutenção da massa muscular.

De digestão rápida, o suplemento é conhecido por fornecer de maneira rápida os nutrientes que os músculos necessitam para serem desenvolvidos. Para você ter uma ideia, um bife demora duas horas para ser digerido, enquanto o Whey Protein já fica disponível para o organismo em menos de 50 minutos após sua ingestão.

Os benefícios do Whey Protein – Para que serve exatamente?

O suplemento está associado aos seguintes benefícios:

  • Perda de peso;
  • Ganho de massa muscular;
  • Elevação dos níveis do antioxidante glutationa;
  • Aumento da energia para a realização de exercícios físicos;
  • Diminuição do tempo de recuperação e dos sintomas de treinamento exagerado;
  • Fornecimento de proteínas;
  • Oferece maior saciedade em relação a outras fontes de proteínas como a soja e proteína do ovo;
  • Coloca o corpo em estado anabólico ao mesmo tempo em que combate o catabolismo;
  • Fonte de alta absorção de aminoácidos;
  • Combate infecções que podem surgir por conta da intensidade dos treinos;
  • Diminuição dos níveis de colesterol ruim – o LDL;
  • Redução da pressão sanguínea.

>> Saiba mais todos os detalhes: Para que serve whey protein – Benefícios e dicas.

Veremos mais abaixo os detalhes destes benefícios listados aqui.

Os tipos de Whey Protein 

Existem três tipos principais de Whey Protein que são vendidos no mercado de suplementos e é preciso conhecê-los para saber qual é o mais indicado para o seu caso.

São eles:

– Whey Protein concentrado

É a versão mais barata do suplemento, que com teor de proteínas que fica entre 29% a 89%, apresenta a digestão mais lenta que os outros modelos do produto, passa por um processo simples de filtragem e não tem toda a lactose e gordura do leite totalmente eliminada.

Um bom whey protein concentrado deve ter 80% de concentração, pelo menos. Muitas vezes os fabricantes adicional carboidratos a formulação para deixar o produto mais barato. O que você tem que observar é a quantidade de proteínas que tem a porção (scoop) e o pote todo também. Falaremos sobre como escolher o melhor custo benefício mais abaixo.

– Whey Protein isolado

Apesar de ter um preço mais alto e um sabor menos agradável, o whey isolado tem um teor de no mínimo 90% de proteínas e quase não possui gorduras, lactose, colesterol e carboidratos. Sua absorção é mais rápida que a da versão concentrada. A recomendação é que o seu consumo seja feito logo após o treino.

Este tipo de whey é considerado o que tem maior concentração proteica e com o menor teor de gorduras e carboidratos. Ele ainda é fonte de BCAAs, os chamados aminoácidos de cadeia ramificada.

Profissionais da área geralmente recomendam esse whey para praticantes de atividades físicas avançados, em treinamento pesado, e para uso logo após a sessão de treino. Além disso, quem tem sensibilidade a lactose geralmente faz uso do whey protein isolado.

>> Entenda melhor:

– Whey Protein hidrolisado

É a versão mais cara do suplemento, que pode custar até 200% a mais que os outros modelos, com sabor mais forte e amargo, e que tem um teor de 99% de proteínas.

O produto passa por um processo de quebra de proteínas parecido com o que acontece no organismo, em uma espécie de pré-digestão, o que torna sua digestão e absorção no corpo mais rápida: ele leva somente cerca de 30 minutos para ser processado pelo corpo.

Ele traz a ação de liberar os aminoácidos na corrente sanguínea a não causa desconfortos gástricos aos usuários durante o treinamento. O whey hidrolisado ainda aumenta a insulina, porém, sem elevar os níveis e açúcar no sangue. O hormônio atua no envio de energia aos músculos.

>> Veja em detalhes: Tudo sobre o whey protein hidrolisado.

O Whey Protein hidrolisado também possui níveis bastantes baixos de lactose, que é o açúcar do leite. Por outro lado, uma pesquisa apontou que o processo de hidrólise faz com que o perfil de aminoácidos do suplemento seja levemente empobrecido.

– O Whey Protein combinado (3W) 

Existe ainda uma versão combinada do suplemento, com a junção dos três tipos de whey. O resultado é uma mistura com variações a mais de filtragem, uma quantidade intermediária de carboidratos e uma quantidade de proteínas por porção um pouco maior do que a encontrada no whey concentrado.

Depois de conhecer todos os tipos de whey em detalhes, vamos ao que interessa, afinal: Qual o melhor whey protein para o seu objetivo?

Whey Protein engorda ou emagrece?

A gente já mostrou aqui que a perda de peso é um dos benefícios associados ao uso do suplemento. Porém, isso não significa que ele não possa resultar também no aumento de peso. Como assim? Calma, que a gente explica!

O produto em si não tem a propriedade de emagrecer uma pessoa. Ele, por exemplo, não é um termogênico, que faz você queimar mais calorias. Pense nele como um tipo de carne magra de rápida absorção.

Você não vai emagrecer apenas por comer um bife magro, certo? Vamos entender isso melhor.

Para emagrecer, não basta simplesmente ingerir o suplemento regularmente como uma cápsula milagrosa – é necessário praticar também exercícios físicos com regularidade na academia. O que o produto faz é favorecer o ganho de músculos, que estão associados ao emagrecimento, já que quanto mais músculos uma pessoa tem, mais calorias e gorduras ela gasta.

Entretanto, para ganhar esses músculos, também é fundamental fazer exercícios. Sem eles, fica inviável emagrecer com o whey protein. Pior que isso, o produto pode até contribuir com o ganho de peso, já que o suplemento pode ter 120 calorias por porção ou 500 calorias, caso for misturada com leite, aveia e frutas em um shake, por exemplo.

Entenda em detalhes: Tomar whey engorda se não se exercitar?

Se você não fizer exercícios, em relação a emagrecimento, o whey protein pode como benefícios principais trazer um impacto na saciedade pós-refeição e diminuir o índice glicêmico da refeição. Vamos ver em mais detalhes isso logo abaixo.

E sobre ganhar peso, você precisa de uma dieta hipercalórica, com mais calorias do que gasta, para ganhar peso através dos músculos que irá construir.

Como o Whey Protein emagrece?

Agora que já vimos como o produto engorda, vamos descobrir como ele pode ajudar a emagrecer na lista a seguir:

– Controle do apetite 

Suas proteínas contêm um peptídeo que estimula a liberação de um hormônio chamado de colecistoquinina, que costuma ser secretado depois das refeições e emites sinais de saciedade no organismo.

As proteínas, de maneira geral, ainda apresentam um índice glicêmico bem mais baixo que os carboidratos refinados. Isso significa que elas causam uma variação menor nos níveis de açúcar no sangue. E quanto menor essa variação for, mais fácil fica controlar o apetite e menos gordura é acumulada.

– Diminuição da gordura corporal

Um estudo da Universidade de Oaklahoma nos Estados Unidos mostrou que pessoas que consumiram 300 calorias diárias de whey por dia tiveram uma perda de tecido de gordura (adiposo) maior que indivíduos que não fizeram uso do suplemento. A redução foi de 9,3% contra 4,6%.

– O papel da leucina

O suplemento é fonte de leucina, um aminoácido fundamental para a síntese proteica, um processo que causa o gasto de calorias. Além disso, o composto também estimula o uso das reservas de gordura como fonte de energia celular.

– Produção de serotonina

Outro aminoácido presente no produto é o triptofano, que é precursor de um neurotransmissor chamado serotonina. Ela atua no bem-estar e bloqueia, em partes, a ação do cortisol um hormônio que aumenta o catabolismo dos músculos.

O cortisol também está associado à ansiedade e o estresse, dois fatores que podem desencadear a comilança exagerada, para aliviar as emoções.

O corpo costuma recorrer aos carboidratos refinados para obter triptofano, no entanto, se o consumo do whey suprir essa necessidade, o desejo de comer doces, guloseimas e besteirinhas ricos em calorias e pobres em nutrientes será mais fácil de ser controlado.

– Misturar ou não o whey com o leite? 

Para perder peso enquanto usa o suplemento, algumas pessoas preferem não misturá-lo com leite, mas sim com água, suco natural de frutas, leite de amêndoas, leite de coco ou iogurte grego desnatado. Ainda que fique menos saboroso, o resultado será uma bebida menos calórica e com menores chances de causar desconforto intestinal, algo que pode surgir por conta das gorduras do leite ou da lactose. Mas se você não tem problema com isso, pode preferir um shake mais gostoso com o leite desnatado mesmo.

Outros ingredientes bem-vindos ao shake de whey de quem deseja emagrecer são: frutas vermelhas congeladas, sementes de amendoim, sementes de cânhamo, bananas, sementes de linhaça e sementes de chia.

– Adicione um termogênico ao suplemento

Misturar o seu whey com termogênicos como gengibre, canela ou chá verde é uma forma de estimular a aceleração do metabolismo, o que torna o processo de queima de calorias e gorduras mais eficiente.

Como escolher o Whey Protein 

Cada versão do suplemento é indicada para um diferente perfil de consumidor e momento, portanto, não tem como definir um que seja melhor para todas as pessoas. O que pode ser feito é conhecer o mais indicado para cada situação.

Por exemplo, a recomendação é que o whey protein concentrado seja utilizado no pré-treino e por iniciantes e intermediários. Já o isolado é adequado para o pós-treino, para pessoas que já treinam há certo tempo ou tenham sensibilidade a lactose.

O whey hidrolisado também é indicado para consumidores com o perfil do uso do whey isolado. Ele pode ser ingerido logo antes do treino ou logo após.

Há ainda a possibilidade e tomar mais de uma versão de whey. A ideia é usar um produto e alta absorção como o isolado ou hidrolisado no pós-treino e utilizar o concentrado para outros momentos ao longo do dia. Porém, vale a pena saber que isso não é indicado para amadores.

Em detalhes: 10 dicas essenciais para comprar whey protein.

Além disso, outros aspectos devem ser levados em consideração na hora de escolher o seu whey. Isso porque ainda que você já saiba o tipo que quer levar para casa, é preciso selecionar uma das diversas marcas disponíveis no mercado. Esses aspectos incluem:

  • Reputação do fabricante: faça pesquisas a respeito da reputação do fabricante, saiba o que outros usuários já disseram a respeito do produto e como foi a experiência deles. Ao fazer tudo isso, porém, tenha em mente que o fato do suplemento ser bom ou ruim para uma pessoa não significa que ele será do mesmo jeito para você, já que nem todo mundo tem o mesmo corpo e hábitos. Além disso, não deixe de pedir conselhos a seu personal trainer e nutricionista para saber se determinado modelo se encaixa em seus objetivos ou não. Isso é importante porque, infelizmente, algumas marcas trapaceiam e trazem mais carboidratos e menos proteínas que o informado ou é composto por proteínas de menor valor biológico que o whey. Um sinal de que o produto pode ser assim é o fato dele causar muitos gases.
  • Preço: custar menos não significa que o whey protein seja ruim e ser caro não garante que ele seja de qualidade. É importante saber que não se trata de um produto barato, então na hora da compra é importante procurar um modelo que traga o melhor custo/benefício. Isso significa levar para casa um suplemento que se encaixe no seu perfil e supra as suas necessidades.
  • Rendimento: o quanto o produto rende é importante para não jogar dinheiro fora e alcançar os resultados desejados. A recomendação é escolher um whey protein com rendimento mínimo de 70% – ou seja, a cada 100 g do produto, 70 g devem corresponder a proteínas.
  • Perfil de aminoácidos: as proteínas são digeridas e quebradas em aminoácidos e para ser considerado um bom produto, o whey em questão deve apresentar a maior parte dos chamados BCAAs e EAAs. Os BCAAs são os aminoácidos de cadeia ramificada, que agem no transporte de nitrogênio, auxiliam a produção de novos aminoácidos para entrar em estado anabólico e estimulam a produção de insulina. Os EAAs são os aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo corpo, sendo obtidos pela dieta e suplementação, e que determinam a qualidade das proteínas. Um whey de qualidade deve ter uma concentração entre 50% a 55% de aminoácidos.
  • Sabor: ainda que este aspecto pareça irrelevante, é preciso ter em mente que será algo a ser consumido diariamente e se o sabor for muito ruim, pode ficar um pouco difícil manter a frequência. Assim, antes de escolher o seu, procure comentários sobre o sabor e tente experimentar antes de fechar a compra, para não correr o risco de ficar com um produto que não é capaz de ingerir.
  • Seu objetivo: antes de tudo, saiba quais resultados você deseja alcançar com o suplemento e conheça o seu perfil. Você é iniciante ou malha há certo tempo? Você quer definir os músculos ou ganhar mais volume muscular? Ao responder perguntas como essas, ficará mais fácil definir qual produto é melhor para você.
  • Marcas internacionais: para driblar o preço alto cobrado no mercado brasileiro e as adulterações na formulação que os whey protein nacionais podem trazer, uma alternativa é comprar o suplemento em sites internacionais e de marcas internacionais como Optimum Nutrition, Allmax Nutrition, Universal Nutrition, Dymatize, Muscletech, Perfect, AST e Muscle Pharm, por exemplo.
  • Esclareça todas as suas dúvidas: quando for comprar seu whey, leia atentamente todas as informações do rótulo a respeito da formulação, instruções de uso e outros dados. Peça ajuda também aos vendedores da loja em questão, que costumam saber dar orientações, porém, tenha em mente que o interesse desse profissional é que você leve o produto para casa.

Como tomar o Whey Protein

A forma de tomar o whey protein varia muito de acordo com o peso da pessoa, seus objetivos e seu treinamento. É possível fazer uso do produto em uma refeição que não é antes ou após o treino, fazer somente antes do exercício ou consumi-lo apenas como um pré-treino junto de outros alimentos.

Muitas especialistas colocam como um marcador o consumo de 20g a 30g do produto por mulheres no pré ou pós-treino e para homens algo como 25g a 35g. Mas isso é apenas um valor de referência. Se a pessoa tem muita massa muscular e faz um treino muito intenso, pode querer fazer uso de mais do que isso.

Para saber o consumo recomendado para o seu caso, fique atento às instruções contidas na embalagem do produto e peça auxílio a um nutricionista.

Qual é o seu objetivo?

Para quem pratica exercícios aeróbicos como a corrida, a orientação é tomar o whey somente depois de sua sessão de exercícios para que não ocorram desconfortos digestivos no decorrer da atividade. Além disso, um shake do suplemento depois de um treino de cardio ajuda na recuperação das fibras musculares.

Além dos momentos antes e depois do treino, o suplemento ainda pode ser usado antes de dormir. Isso porque durante o sono o corpo fica horas sem receber nutrientes, sendo colocado em um estado de catabolismo. Ao tomar um shake de whey antes de se deitar, será possível combater esse estado e fornecer um fluxo de aminoácidos para o tecido muscular.

>> Saiba em detalhes: Devo tomar whey protein antes de dormir?

Uma pesquisa de 2014 publicada no The British Journal of Nutrition (O Jornal Britânico de Nutrição, tradução livre) mostrou que a ingestão noturna do suplemento resultou na melhoria do metabolismo de homens ativos.

Também orienta-se consumir o produto ao acordar. A justificativa é o fato do corpo ter ficado horas em jejum e necessitar de nutrientes para continuar a síntese de proteínas. No entanto, ainda que possa ser usado nesses períodos, o whey não é o mais eficiente para tais momentos, como iremos verificar mais adiante.

No pós-treino, o suplemento é indicado porque a proteína é fundamental para o processo de regeneração e crescimento muscular. O horário também permite uma maior absorção de proteínas e a prevenção do catabolismo.

>> Entenda melhor: O que é catabolismo?

Já no pré-treino, o uso de whey é recomendado para que o corpo tenha mais nutrientes para iniciar a síntese de proteínas, bloquear o cortisol (hormônio com efeito catabólico), manter os níveis energéticos estáveis durante o treino e melhorar o metabolismo.

Além disso, tomar o suplemento antes de malhar ajuda em relação ao aporte de BCAAs aos músculos, prevenindo o catabolismo. Por outro lado, também é verdade que a digestão do whey no pré-treino pode atrapalhar o rendimento nos exercícios.

– Os acompanhantes do Whey Protein

Como as células musculares precisam da glicose para absorver os aminoácidos, é necessário que o whey seja consumido acompanhado de uma fonte de carboidratos de rápida absorção.

Recomenda-se unir o whey com a dextrose ou maltodextrina, já que intensificam a absorção da proteína, no pós-treino. Mas isso pode ser feito com frutas também, como é o caso da banana. Antes de dormir, a orientação é combinar o whey com leite desnatado, que possui soro do leite e caseína, para ter uma liberação gradativa e sustentada de aminoácidos durante a noite. A caseína ainda ajuda a inibir a degradação de proteínas.

Veja também:

Entretanto, certifique-se de que o leite tem baixo teor de gordura e que o seu suplemento não tem adição de açúcar, para não sofrer com problemas para dormir ao tomar o whey antes de ir para a cama.

Para quem está na fase de bulking, a vantagem de tomar whey com leite é que isso ajudará a consumir mais calorias. Além disso, o uso do leite auxilia na absorção de nutrientes, aumenta o teor proteico do shake, prolonga a saciedade e desacelera a digestão, o que é bom para antes de dormir já que assim os aminoácidos podem ficar disponíveis por mais tempo.

Veja também:

Há quem diga que antes e depois do treino, o whey com leite pode reduzir a taxa de absorção de aminoácidos. Por outro lado, pesquisas dos anos de 2006 e 2014 mostraram que o whey com leite no pós-treino diminuiu a fadiga muscular e aumentou a síntese de proteínas muscular.

Ainda é possível ingerir o whey misturado com água, algo que é útil para quem deseja uma absorção mais rápida. A água também é uma alternativa para pessoas que sofrem com intolerância à lactose e não podem beber leite ou que desejam reduzir calorias em sua dieta.

O whey também pode ser combinado com suplementos de BCAA, os aminoácidos de cadeia ramificada, o que ajuda na produção de energia e formação de novas proteínas. Outro produto que pode ser utilizado é a creatina, um suplemento que costuma ser usado como fonte energética e para auxiliar o ganho de volume muscular.

A creatina também é conhecida por diminuir a fadiga muscular e ajudar a recuperação. Entretanto, é importante saber que a combinação de whey com creatina não pode ser consumida por pessoas que sofrem com retenção de líquido.

Outra combinação possível é a de Whey Protein com glutamina, uma junção indicada para atletas que treinam em alta intensidade mais de quatro vezes por semana. A glutamina atua no auxílio à recuperação muscular e para evitar o catabolismo.

No entanto, antes de fazer as combinações por conta própria, peça orientação a seu nutricionista e personal trainer a respeito de qual junção é mais indica para o seu caso, tendo em vista sua saúde e objetivos.

O ideal é misturar o produto em 200 ml até 300 ml de líquido. No pré e no pós-treino, o whey pode ser consumido com água, nos outros horários também é possível misturá-lo com leite.

O Whey Protein e a intolerância à lactose 

Leite com gastrite

Tanto a proteína do soro do leite quanto a lactose são duas substâncias encontradas no leite. Mas será que o suplemento tem lactose e será que as pessoas que sofrem com a intolerância ao açúcar do leite podem fazer uso do produto?

Sim e sim. Apesar do whey conter lactose, existem versões do suplemento como o isolado e o hidrolisado que apresentam um teor muito baixo da substância. Entretanto, isso não significa que o intolerante à lactose não deva tomar certos cuidados ao usar o suplemento.

Como existem diversos graus da condição, o ideal é que a pessoa questione o seu médico a respeito do uso do produto. Uma vez que houver a liberação, ele deve checar minuciosamente a embalagem do whey que deseja comprar e conferir o teor de lactose contido no suplemento.

Além disso, comece a tomar o suplemento aos poucos, para testar como o seu organismo reage a ele. Consuma uma colher de chá de whey no primeiro dia e aumente a dosagem diária até atingir uma porção normal. Caso sinta algum mal-estar ou problema digestivo, é sinal de que você deve interromper o uso do suplemento.

Outra opção para quem tem intolerância à lactose poder usar o whey em outras formas como o concentrado é tomar um suplemento de lactase antes de ingerir o produto. Por que a lactase? Porque as pessoas que têm a doença não podem digerir o açúcar do leite justamente por não terem a lactase, que é a enzima responsável por sua digestão.

De qualquer forma, qualquer que seja a escolha, é fundamental que ela seja feita sob acompanhamento e orientação médica.

O Whey Protein em comparação com outros suplementos 

Ainda que seja um produto popular, o suplemento não é o único que pode beneficiar o ganho de massa muscular. Outro produto disponível na praça é a caseína, uma proteína de absorção lenta, que é associada a benefícios como menor taxa de perda muscular, maior perda de gordura e aumento da força.

O Whey Protein não é o melhor suplemento para tomar antes de dormir, ainda que possa ser ingerido no período. Isso porque ele é considerado uma proteína de ação rápida, ao contrário da caseína, que é de ação lenta e fornece um fluxo gradual e constante de aminoácidos durante o sono, sendo um produto mais indicado para o momento.

Já quando estamos falando de momentos em que é necessário um suprimento rápido de proteínas, como o pós-treino, quem ganha a comparação é o whey. Isso porque ele traz uma digestão rápida e promove um rápido crescimento na produção de proteínas, em um efeito que dura de 60 a 90 minutos.

A convenção geral é usar a caseína antes de dormir e no café da manhã e aproveitar os benefícios do whey antes e depois de treinar.

– Whey Protein x Albumina

A albumina é uma proteína derivada da clara do ovo, que apresenta uma absorção lenta que leva de duas a três horas e é uma alternativa de suplemento mais em conta. Os benefícios associados ao produto são a melhoria do funcionamento metabólico, da saúde dos músculos e dos rendimentos nos treinos através do fornecimento de energia.

O Whey Protein apresenta um valor biológico melhor do que a albumina, mas isso não significa que a proteína oriunda do ovo deva ser completamente descartada. Ela pode servir para períodos em que se deseja um efeito mais prolongado no aporte de proteínas como forma de manter o corpo nutrido para evitar o catabolismo.

Por exemplo, ela pode ser utilizada antes de dormir ou nas refeições feitas ao longo do dia como forma de reforçar o fornecimento de proteínas ao corpo por meio da dieta.

– Whey Protein e a proteína da soja 

A soja é uma fonte completa e rica em proteínas e serve como fonte do nutriente para vegetarianos ou pessoas que desejam reduzir seu consumo de carne. Benefícios como a diminuição do colesterol, das chances de desenvolver problemas no coração e a prevenção de câncer de mama e osteoporose já foram associados ao alimento.

Entretanto, a soja traz alguns problemas. Isso porque ela possui fitoestrogênios, que são estrogênios à base de plantas. Em homens, o excesso de estrogênio pode causar sensibilidade na área do peito, mudanças emocionais, redução na libido e ginecomastia (crescimento de mamas em homens).

Além disso, a proteína da soja tem inibidores de tripsina, compostos que bloqueiam proteínas que são essenciais para a digestão das proteínas. Os inibidores ainda podem trazer desconforto gástrico e interromper o uso dos aminoácidos, o que leva a deficiências nutricionais.

Por outro lado, não existem relatos em relação a efeitos colaterais do Whey Protein quando sua dosagem recomendada é respeitada e em casos em que não há predisposições a problemas renais e relacionados ao ácido úrico e a pessoa não sofre com intolerância à lactose.

O whey também é reconhecido como uma proteína de alto valor biológico. Por isso, ele pode ser considerado mais vantajoso que a proteína da soja.

O Whey Protein causa efeitos colaterais? 

Em casos de intolerância à lactose, o whey pode causar problemas digestivos como diarreia, cólicas, gases e má digestão. Ainda assim o problema pode ser resolvido com o uso de versões do suplemento com baixos teores de lactose ou com o uso de suplementos da enzima lactase, conforme já explicamos acima.

Já questionou-se a respeito do efeito do produto em relação aos rins. Sobre isso é importante saber que os estudos que apontaram malefícios do whey para o órgão foram feitos com pessoas que já tinham predisposição a problemas renais.

De qualquer forma, o excesso de qualquer forma de proteína no organismo (whey, soja, frango, etc…) na ausência do consumo adequado de líquidos realmente prejudica os rins. Para não sofrer com isso, além de beber bastante água, a receita é não ultrapassar o consumo de 1,5 g de proteínas por quilo corporal.

Outra preocupação refere-se à relação do whey com a diabetes. Enquanto uma pesquisa de 2005 indicou que o produto adicionado em uma refeição com carboidratos de absorção rápida pode estimular a liberação da insulina e reduzir os níveis de glicose na circulação após a refeição, outras evidências apontaram que a leucina presente no whey diminui a sensibilidade à insulina e aumenta o risco de desenvolvimento de diabetes do tipo 2.

Apesar disso, acredita-se que esse efeito não atinja a maioria dos consumidores do produto. Mesmo assim, para quem sofre com diabetes ou tem predisposição à doença, o ideal é consultar o médico que cuida de seu tratamento e checar com ele se deve e pode fazer uso do suplemento ou não.

Quem tem histórico na família de artrite ou gota é aconselhado a evitar o uso do produto. Isso porque o metabolismo das proteínas pode causar a formação de ácido úrico, uma substância que em excesso causa essas doenças, além dos cálculos renais. Porém, o efeito é observado em pessoas que já têm predisposição a essas condições.

Pessoas que tomam remédios também devem consultar o médico antes de começar a usar o whey. Isso porque o suplemento interage com medicamentos como aspirina, anticoagulantes e anti-inflamatórios não esteroides, aumentando o risco de hemorragia.

O whey causa acne e espinha? 

Para quem se preocupa com a aparência da pele, esse questionamento pode ser um problema. Ainda que não se trate de um efeito esperado pelo suplemento, ele pode estar indiretamente ligado a isso.

Uma evidência em relação a isso é uma pesquisa do Roosevelt Hospital Center, de Nova Iorque, que acompanhou meninos de 14 a 18 anos que faziam uso de whey. Durante o experimento, os garotos ganharam espinhas, que só sumiram quando foi feita a aplicação de antibióticos associada à retirada do suplemento da dieta.

Acredita-se que a acne não apareça diretamente por conta do whey, porém, esteja relacionada a uma alteração ou irregularidade hormonal que é potencializada pelo produto.

Outra hipótese é que a vitamina B12 que pode ser encontrada no produto cause espinha, porém os wheys hidrolisados e isolados possuem poucas quantidades do nutriente, o que faz com que as chances da acne surgir sejam pequenas.

Há ainda a explicação de que qualquer ação voltada para o aumento da hipertrofia também pode elevar os níveis de testosterona no organismo, o que estimula as bactérias da acne nas glândulas sebáceas.

Para diminuir as chances de sofrer com acne e espinha ao usar o whey, é importante escolher um suplemento de uma marca reconhecida e de boa reputação. Reduzir o consumo de carboidratos de alto índice glicêmico, gorduras saturadas, refrigerantes, frituras e açúcar e consumir cereais, pães integrais, legumes e comidas fontes de vitamina A, vitamina B6 e zinco também pode ajudar a combater o problema.

O Whey Protein feminino

Além dos BCAAs, as versões do suplemento voltadas para as mulheres podem aparecer com nutrientes como colágeno hidrolisado, elastina, proteína isolada da soja, óleo e semente de uva, cromo e vitaminas e minerais voltados para a saúde da pele, das unhas e dos cabelos das mulheres.

O colágeno e a elastina servem para a sustentação e a manutenção da firmeza da pele. Por sua vez, a proteína da soja é rica em compostos orgânicos chamados isoflavonas, que ajudam a amenizar os sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM).

Há ainda o óleo obtido a partir da uva que possui ação hidratante, além de ser fonte de antioxidantes, que combatem os radicais livres (que podem ser produzidos durante a atividade física) causadores de doenças como câncer e associados ao envelhecimento precoce.

Já o cromo é um mineral que atua na diminuição do desejo de consumir doces e outras fontes de carboidratos refinados.

Isso significa que vale a pena para as mulheres comprar o whey feminino no lugar do produto tradicional? Não necessariamente. A justificativa é que ainda que o produto tenha colágeno e elastina, a presença dos nutrientes não faz a compra valer a pena, principalmente se o preço for mais caro ou o teor proteico mais baixo – menos proteínas significa menor ganho de massa muscular e menos facilidade para perder gordura.

>> Confira em detalhes: O whey feminino é diferente? Como funciona?

Além disso, o Whey Protein tradicional já possui naturalmente colágeno e elastina. Assim, quer seja convencional, quer seja feminino, ao escolher o seu whey é aconselhável selecionar um produto com teor mínimo de 80% de proteínas, baixo teor de gorduras e carboidratos e alta presença de aminoácidos.

O Whey Protein Micellar 

Micellar whey protein

Trata-se de um suplemento que fica classificado entre o whey convencional e a caseína. Assim como a versão tradicional do whey, a micellar possui os BCAAs. A diferença entre os dois é que o tempo de absorção do micellar é maior do que a do Whey Protein convencional.

Isso acontece graças à modificação no processamento da proteína do leite, que fica mais densa, em um processo de filtragem diferente, em que as partículas de proteínas do whey ganham o dobro de seu peso molecular.

A ideia é ter um suplemento que forneça uma liberação instantânea e, ao mesmo tempo, constante de aminoácidos como forma de auxiliar a recuperação e evitar o catabolismo muscular. A modificação na estrutura do whey serve para estimular a formação de novas proteínas, sem permitir que as já existentes sejam destruídas.

Vale a pena saber que o whey micellar pode apresentar um teor maior de carboidratos e possui lactose em sua composição, ainda que existem marcas importadas que fabricam versões zero carboidratos do produto.

Outra informação relevante é que enquanto o whey micellar estrangeiro é produto de uma modificação no processo de filtragem do leite, os suplementos de marca nacional costumam ser resultado de uma mistura entre o whey tradicional e a caseína com um teor maior de carboidratos.

>> Veja em detalhes: Whey micellar é bom? Para que serve e como tomar.

Recomenda-se fazer uso do Whey Protein Micellar antes de dormir, ao acordar ou entre as refeições do dia como forma de evitar que os músculos fiquem horas durante a noite sem receber nutrientes e para reforçar o aporte de proteínas e/ou garantir um nível estável de aminoácidos ao longo do dia.

A dose recomendada é e 30 g do produto com 200 ml a 300 ml de água ou leite. Porém, é aconselhável confirmar a porção na embalagem do produto e com o nutricionista e personal trainer.

Receitas com whey protein 

O suplemento pode ser consumido ainda por meio de diversas receitas como panquecas, brigadeiros, pizzas, sorvetes, mousses, mingaus, vitaminas, e bolos. A seguir, trazemos uma lista com opções de receitas fit que podem levar o suplemento:

– Panqueca de Whey Protein com banana e baunilha 

Ingredientes:

  • 1 ovo inteiro;
  • 1 banana amassada;
  • 2 colheres de farelo de aveia;
  • 1 colher de linhaça;
  • 1 scoop de whey protein sabor baunilha;
  • 1 colher de chá de canela em pó;
  • 2 gotas de baunilha.

Modo de preparo:

  1. Bater todos os ingredientes no liquidificador. O resultado será uma massa homogênea. Separar uma frigideira antiaderente e aquecer em fogo baixo;
  2. Despejar uma concha da massa na textura que preferir, mais fina ou mais grossa. Deixe assar. Quando estiver soltando as bordas e cozida, virar e doure o outro lado. Servir com banana e mel.

– Brigadeiro de Whey Protein

Ingredientes:

  • 100 gramas de batata doce;
  • 30 gramas de Whey Protein de Chocolate (marca à sua escolha);
  • 10 g de cacau em pó ou 1 barra de proteína ralada para decorar.

Modo de preparo:

  1. Cozinhar a batata-doce em água fervente até ficar bem cozida, depois amassar bem, esperar esfriar e misturar com o whey protein em pó sabor chocolate. O ideal é misturar com as mãos para que os ingredientes se misturem bem e fiquem homogêneos.
  2. Fazer bolinhas do tamanho que deseja e finalizar passando no cacau em pó ou na barrinha ralada para decorar. Se preferir, você pode fazer o “brigadeiro de copinho”, colocando a massa em copinhos individuais no lugar de fazer bolinhas e deixar na geladeira para endurecer.

Dica: você pode diversificar a receita ao utilizar wheys de outros sabores como baunilha e morango e adicionar oleaginosas como amêndoas, nozes e castanhas ou pedaços de frutas.

– Pizza de Whey Protein sabor palmito 

Ingredientes para a massa:

  • 450 g de farinha de trigo;
  • 200 ml de água natural;
  • 1 fermento biológico;
  • 1 scoop de whey protein sem sabor;
  • 100 g de aveia em flocos finos.

Ingredientes para o recheio: 

  • Molho de tomate a gosto;
  • Pimenta do reino a gosto;
  • 1 gota de vinagre branco;
  • 150 g de mussarela de búfala light;
  • ½ xícara de ervilha;
  • ½ xícara de azeitona verde picada;
  • 6 palmitos picados;
  • Manjericão a gosto;
  • Orégano a gosto.

Modo de preparo:

  1. Dissolver o fermento biológico na água e adicione os outros ingredientes da massa um a um;
  2. Sovar a massa com as mãos até que fique homogênea, tampar com uma pano e reservar por duas horas, até crescer;
  3. Untar uma assadeira antiaderente com um pouco de azeite. Abrir a massa em formato redondo e dispor na assadeira. Adicionar o molho de tomate com um pouco de pimenta do reino e uma gota de vinagre branco. Acrescentar a mussarela e os outros ingredientes do recheio um a um. Temperar a gosto e levar ao forno alto por 15 minutos. Servir a seguir.

– Sorvete de Whey Protein com banana

Ingredientes:

  • 170 g de iogurte grego com 0% de gordura;
  • 1 banana;
  • 2 colheres de suplemento de Whey Protein no sabor baunilha;
  • 2 colheres de sopa de manteiga de amêndoa caseira;
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha.

Modo de preparo

  1. Bater todos os ingredientes no liquidificador, colocar dentro de um recipiente e levar ao congelador.
  2. Depois disso, retirar o sorvete misturar com um garfo e deixar no congelador por mais 30 minutos. Repetir o mesmo procedimento de três a quatro vezes e servir.

– Mousse de limão com Whey Protein

Ingredientes:

  • 12 colheres de sopa de whey protein sabor baunilha;
  • 12 colheres de sopa de água filtrada;
  • 6 colheres de sopa de leite em pó desnatado;
  • 1 pacote de suco de limão light;
  • Raspas de limão.

Modo de preparo:

  1. Bater todos os ingredientes em um mixer por três minutos ou até formar um creme.
  2. Despejar em uma travessa única ou em taças individuais e leve para gelar até ficar consistente. Decore com raspas de limão e servir.

– Mingau simples de Whey Protein

Ingredientes:

  • 100 g de aveia em flocos;
  • 20 g de farelo de aveia;
  • 1 medida de Whey Protein, do sabor de sua preferência;
  • 1 colher de chá de canela;
  • Água.

Modo de preparo:

  1. Ferver a água no fogão ou no micro-ondas;
  2. Após, separar uma tigela e misturar a aveia em flocos e o farelo de aveia;
  3. Na sequência, despejar uma quantidade de água suficiente para cobrir o conteúdo da tigela e misturar;
  4. Aguardar dois minutos, para deixar que a mistura descanse;
  5. Em seguida, acrescentar a medida de Whey Protein e a colher de chá de canela;
  6. Por fim, misturar tudo mais uma vez e servir-se.

– Bolo de Whey Protein

Ingredientes:

  • 3 ovos (sendo 3 claras e 2 gemas);
  • 2 scoops de Whey Protein sabor cookies and cream;
  • Canela a gosto;
  • ½ scoop de Whey Protein sabor chocolate;
  • 1 colher de sopa de cacau em pó;
  • 1 colher de sopa de alfarroba ralada ou em pó.

Modo de preparo:

  1. Aquecer o forno previamente. Misturar todos os ingredientes um a um em uma tigela, com auxílio da batedeira, até que formem uma massa homogênea;
  2. Depois levar ao forno por 30 minutos em temperatura média ou no micro-ondas de 5 a 7 minutos;
  3. Para a calda, colocar ½ scoop de whey de chocolate, 1 colher sopa de cacau em pó e 1 colher de sopa de alfarroba. Levar ao micro-ondas por 30 segundos ou ao fogo brando por 5 minutos. Espalhar a cobertura em cima do bolo, esperar esfriar e servir-se.

– Vitamina verde de Whey Protein

Ingredientes:

  • 1 medida de Whey Protein em pó;
  • 1 colher de sopa de sementes de chia;
  • 1 xícara de espinafre;
  • 1 xícara de leite de soja ou desnatado;
  • 1 banana;
  • Água.

Modo de preparo:

  1. Colocar todos os ingredientes no liquidificador;
  2. Bater até adquirir uma substância homogênea e servir-se.

Aproveite todas essas dicas do nosso guia completo do whey protein para aprender como tomar, quais tipos são ideias para os seus objetivos e aproveitar todos os benefícios do suplemento para a sua boa forma!

Você já utilizou o whey protein como suplemento para aproveitar algum dos seus benefícios? Quais tipos já experimentou? Pretende continuar a tomá-lo? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
http://www.mundoboaforma.com.br/guia-do-whey-protein-beneficios-como-tomar-tipos-e-dicas/feed/ 0