Dor de barriga

Infecção Intestinal – Sintomas, Tratamento e O Que Comer

Uma infecção intestinal é basicamente uma infecção no intestino causada pela presença de algum agente patogênico nos tecidos intestinais. Um agente patogênico é qualquer micro-organismo capaz de causar doenças como uma bactéria, um vírus ou um parasita. Esses micro-organismos, quando presentes no nosso organismo, podem causar infecções no estômago e nos intestinos delgado e grosso.

Os micro-organismos entram no nosso corpo de diversas maneiras, como pela ingestão de água ou alimentos contaminados ou por higiene inadequada, por exemplo.

Infecções intestinais são comuns, principalmente em países em desenvolvimento como o Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que aproximadamente 2 milhões de crianças em todo o mundo morrem por ano por causa de doenças que causam diarréia. Além disso, crianças, idosos e pessoas com sistema imunológico fraco apresentam maior tendência a contrair infecções intestinais.

Vamos discutir os tipos de infecção intestinal que existem, bem como suas causas, sintomas e tratamento adequado.

Sintomas

Os sintomas da infecção intestinal podem variar de acordo com o tipo de micro-organismo que causou a infecção, mas normalmente são sintomas parecidos.

É normal uma pessoa com uma infecção intestinal apresentar náuseas, vômitos, diarréia, cólicas abdominais, fadiga e, ocasionalmente, pode ocorrer febre.

Os sintomas mais específicos incluem sangue nas fezes, quando se trata de uma infecção bacteriana, ou passagem de vermes nas fezes, o que indica uma infecção causada por um parasita.

Diagnóstico

Muitas vezes, uma infecção intestinal leve passa despercebida e o indivíduo melhora sem ter que visitar o médico, apenas ingerindo bastante líquido e adotando uma dieta adequada.

Em casos mais severos, em que o médico é consultado, o diagnóstico geralmente indica uma infecção intestinal e/ou uma intoxicação alimentar. Esse diagnóstico é feito com base em um exame físico e com base nos sintomas e relatos de ingestão alimentar do paciente.

É possível que o médico colete amostras fecais para examinar em um microscópio e em culturas de micro-organismos qual deles causou a doença.

Tratamento

O tratamento de uma infecção intestinal deve ser feito de acordo com o tipo de agente infeccioso. Assim, tratamentos diferentes devem ser feitos para quem sofre de uma infecção causada por uma bactéria ou por outro micro-organismo como um vírus, por exemplo. 

– Infecção bacteriana

Nem todas as bactérias que crescem nos intestinos são ruins. Algumas delas são inclusive necessárias, pois ajudam o organismo com a digestão e no combate a algumas infecções.

A infecção bacteriana no intestino pode ser causada por diversos tipos de agentes infecciosos que não são muito bem vindos pelo nosso organismo, como é o caso das bactérias E. Coli, Salmonella e Shigella. Tais bactérias geralmente entram no organismo através da ingestão de água ou alimentos contaminados e são as principais causadoras de infeçcões.

Como é de se esperar, esse tipo de infecção é tratado com o uso de antibióticos receitados por um profissional da saúde. Porém, o Instituto Nacional da Saúde (National Institutes of Health) nos EUA recomenda que os antibióticos só sejam prescritos em casos de diarréia grave. Caso contrário, o uso do antibiótico é descartado para evitar o aumento da resistência das bactérias, que é um problema de saúde pública muito preocupante atualmente.

Assim, o tratamento mais usual para alguém com infecção intestinal bacteriana é: manter-se bem hidratado bebendo bastante líquidos e evitar ingerir alimentos sólidos até a diarréia cessar. Em casos extremos de desidratação, a pessoa pode ser submetida à ingestão de fluidos intravenosos, como o soro.

– Infecção viral

A infecção viral no intestino, conhecida também como gastroenterite viral, é geralmente causada pela ingestão de água ou alimentos contaminados. Além disso, por se tratar de uma infecção viral, o contato com uma pessoa infectada pode ajudar a espalhar o vírus e deixar mais pessoas doentes.

Os vírus mais comuns que causam a infecção intestinal são o rotavírus e o norovírus. Não há um tratamento específico para a infecção viral, mas é recomendado que após o desaparecimento da diarréia, os pacientes se alimentem com uma dieta leve ingerindo alimentos como banana, arroz, maçã e torradas. Além disso, o repouso e a hidratação constante são muito importantes durante o tratamento e a recuperação.

– Infecção parasitária

Uma infecção parasitária no intestino é causada por um parasita, como um verme, que infesta o organismo e é capaz de se reproduzir dentro dele. Além dos sintomas comuns a todos tipos de infecção intestinal, a presença de um parasita pode causar coceira anal, dificuldade para dormir, perda de peso e em alguns  casos é possível observar a passagem de vermes pelas fezes.

Nestes casos, o tratamento consiste em medicamentos prescritos como o albendazol, praziquantal ou mebendazol para eliminar os parasitas presentes. Geralmente, tais medicamentos matam principalmente os parasitas já adultos. Assim, o paciente deve continuar tomando os remédios e monitorando as fezes periodicamente até que elas fiquem totalmente livres de parasitas.

Por se tratar de parasitas que podem sair pelas fezes, é preciso que toda a família ou pessoas que usam o mesmo banheiro tomem cuidado para não serem infectadas. Há casos em que todos os envolvidos tomam o medicamento contra os parasitas por precaução, mesmo sem apresentar os sintomas da infecção.

De modo geral, o paciente pode permanecer em casa durante a recuperação bebendo bastante líquido para evitar a desidratação. Também é recomendado que medicamentos para evitar a diarréia não sejam usados, pois podem manter os micro-organismos, principalmente os parasitas, por mais tempo no corpo.

Por mais desconfortável que seja a diarréia, o melhor é eliminá-los do organismo o mais rápido possível e manter-se hidratado. Quando necessário, o indivíduo com a infecção pode ser hospitalizado para receber fluidos intravenosos.

Com o tratamento adequado, os sintomas desaparecem dentro de alguns dias. Porém, a recuperação total dos tecidos intestinais pode levar algumas semanas e por este motivo é necessário cuidar da alimentação e da hidratação mesmo após o desaparecimento dos sintomas.

O que comer?

Durante uma infecção intestinal, é importante tomar alguns cuidados com a alimentação para não piorar a condição, principalmente em relação à diarréia e à desidratação causada por ela.

Como é comum uma pessoa com infecção intestinal vomitar muito e sofrer com diarréia, é importante ingerir muita água e consumir alimentos que sejam facilmente digeridos e pobres em gordura. Abaixo estão alguns exemplos do que pode e deve ser consumido durante a recuperação:

  • Macarrão;
  • Arroz branco;
  • Carnes brancas;
  • Frutas cozidas e sem casca;
  • Biscoitos sem recheio;
  • Pão branco;
  • Iogurtes naturais;
  • Geléia de frutas;
  • Queijo branco;
  • Sucos coados;
  • Chás que não contenham cafeína.

É importante também evitar certos tipos de alimentos, principalmente os alimentos ricos em fibra como legumes e frutas com casca, pois eles podem aumentar ainda mais a diarréia. Além disso, é preciso evitar alimentos ricos em gordura que dificultam a digestão como a carne vermelha, manteiga, queijos que não sejam os brancos, leite integral, carne suína e alimentos processados.

Também é importante atentar ao consumo de alimentos que promovem a formação de gases como ovos, repolho, feijão, ervilha, milho e sobremesas ricas em açúcar, pois eles podem facilitar a diarréia além de causar maior dor abdominal.

Por fim, algumas dicas para evitar infecções intestinais são:

  • Evitar comer alimentos mal cozidos, crus ou de origem duvidosa;
  • Evitar ingerir produtos lácteos não pasteurizados;
  • Não beber ou nadar em água contaminada;
  • Evitar contato com o vaso sanitário em banheiros públicos;
  • Nunca esquecer de lavar as mãos antes de cozinhar os alimentos ou após usar o banheiro. 

Referências adicionais:

Você já teve uma infecção intestinal de que tipo? Quais sintomas mais incomodaram e como foi o seu tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*