Mulher meditando

Pessoas que Meditam Aproveitam uma Melhor Saúde Cerebral na Velhice, Diz Estudo

Meditação e mindfulness têm sido grandes tendências nos últimos tempos, com inúmeros aplicativos e livros dedicados a ajudar as pessoas a alcançar um estado zen.

Os praticantes acreditam que a prática pode ajudar a aliviar o estresse e até mesmo promover a perda de peso, mas se você ainda não deu uma chance à meditação, pense mais uma vez, porque uma nova pesquisa acabou de identificar outro importante benefício em potencial.

E tudo tem a ver com a forma como meditar regularmente pode afetar o seu cérebro a longo prazo.

De acordo com o estudo, a meditação diária pode ter um efeito duradouro no seu tempo de atenção e habilidades cognitivas, ajudando a melhorar a capacidade de uma pessoa se concentrar bem na velhice.

A equipe da Universidade da Califórnia acompanhou os participantes de um estudo de 2011 sobre os benefícios cognitivos da meditação diária ao longo de um período de três meses.

Sete anos depois, eles demonstraram ter mantido o impulso cognitivo obtido no final do estudo de três meses, que incluiu um tempo de reação e um tempo de atenção mais fortes.

E isso foi especialmente verdade para os participantes mais velhos que continuaram a meditar regularmente. Em comparação com aqueles que praticaram menos meditação após o experimento, eles tinham menor probabilidade de mostrar padrões de declínio relacionados à idade em seu período de atenção.

“Este estudo é o primeiro a oferecer evidências de que a prática intensiva e contínua de meditação está associada a melhorias duradouras na atenção sustentada e inibição da resposta, com o potencial de alterar trajetórias longitudinais de mudança cognitiva na vida de uma pessoa”, disse o autor do estudo, Anthony Zanesco.

Naturalmente, os autores do estudo reconheceram no Journal of Cognitive Enhancement que os participantes praticavam o equivalente a uma hora de meditação por dia e que mais pesquisas são necessárias para confirmar os benefícios.

Ainda assim, podemos apenas experimentar a meditação, pois independente dos resultados do estudo, ela pode fazer muito bem a você.

Você já experimentou meditar? Acredita que conseguiria fazer essa prática regularmente, sabendo desses benefícios a longo prazo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*