Publicidade

 

Tratamento de estrias

Tratamento a Laser Para Estrias Funciona?

As estrias, assim como a celulite, são os dois vilões que mais apavoram a maioria das mulheres. Embora o sexo feminino tenha mais predisposição ao desenvolvimento de estrias, os homens também não estão 100% livres delas.

Publicidade

As estrias surgem do nada, mas, para irem embora, a tarefa é bastante árdua. A cada dia surgem novos tratamentos, cremes e procedimentos estéticos, mas como saber o que realmente dá resultado?

Muito se comenta sobre o tratamento a laser para estrias. Será que funciona mesmo? Vamos entender.

Como surgem as estrias?

Vamos explicar, de forma bastante simples, o processo responsável pelo surgimento de uma estria e suas causas.

A estria surge quando o tecido epitelial, ou seja, a nossa pele, se estica além do que foi programada para suportar. Isso causa um rompimento nas fibras de colágeno e elastina da pele, gerando lesões longas e lineares. Inicialmente, veremos uma linha avermelhada quando isso ocorre. Esse rompimento deixará no local uma espécie de cicatriz, que conhecemos por estria.

Por que surgem as estrias? 

Um dos principais motivos para o surgimento das estrias está diretamente ligado ao ganho de peso. Isso também inclui gravidez e atletas em hipertrofia. Nessas situações, a pele será esticada em excesso, e em muitos casos, poderá haver o rompimento.

Geneticamente, cada um de nós foi projetado para responder de forma diferente aos mesmos estímulos. Nem todos que ganham peso, praticam hipertrofia ou engravidam, desenvolverão estrias, mas boa parte deles, sim.

Alguns outros fatores podem estar ligados ao aparecimento de estrias:

Publicidade
  • Alterações hormonais na adolescência;
  • Uso prolongado de corticóides;
  • Crescimento muito acelerado durante a puberdade;
  • Fatores genéticos.

Quais os tipos de estrias?

Diferente da celulite, que apresenta 4 graus diferenciados, as estrias são de dois tipos:

  • Rubras (vermelhas): São mais recentes. Todas surgem nessa coloração. O fato de serem avermelhadas significa que nessa parte do tecido afetado ainda existe vascularização. Têm chances de sumirem, se tratadas logo no início, com grandes possibilidades de haver uma completa regeneração do local.
  • Albas (brancas): As estrias albas são as rubras não tratadas. Nessa fase, elas se tornam mais profundas, já sem vascularização, com aspecto de cicatrizes envelhecidas. É bem mais difícil o tratamento nessa etapa. Estima-se que, em tratamentos bem sucedidos, a recuperação possa chegar a aproximadamente 70%.

Agora que já temos uma boa noção do que são estrias, como surgem, como tentar evitá-las, vamos nos aprofundar em como tratá-las.

Tratatamento a laser para estrias

Vamos focar nesse tipo de tratamento, que parece ser o que traz melhores resultados.

Como funciona o tratamento a laser para estrias? 

O tratamento consiste em fazer disparos de laser sobre as estrias, causando uma leve queimadura no local, visando estimular a produção de novo colágeno e de elastina. É normal que a pele fique avermelhada, pois o objetivo é que esse tecido descame após alguns dias, dando lugar a uma pele nova.

Após as aplicações, o dermatologista prescreverá medicamentos específicos para proteger o local tratado.

O tratamento a laser para estrias atua nos dois tipos?

Sim. Como dissemos, as estrias em sua fase avermelhada são bem mais simples de serem tratadas. Nesse caso, o laser irá fechar os pequenos vasos sanguíneos e também estimular a formação de um novo colágeno. O resultado permitirá que a coloração da estria se aproxime ao tom natural da pele, e também haverá uma redução considerável no seu tamanho. Em alguns casos, a estria se tornará praticamente imperceptível.

Quando houver a necessidade de tratá-la em sua fase esbranquiçada, o tratamento a laser para estrias será voltado ao estímulo da produção de um novo colágeno no local. Como dissemos, nessa fase, é bem mais difícil obter resultados 100% satisfatórios, no entanto, será possível diminuir seu tamanho.

Quantas sessões deverão ser feitas?

Dificilmente algum resultado será percebido na primeira sessão. Na verdade, a totalidade de sessões dependerá do tipo de estria, do tamanho, da profundidade, do aspecto e do estado da pele. A periodicidade das sessões dependerá do aconselhamento do dermatologista.

O tratamento a laser para estrias é indolor?

Isso dependerá do grau de sensibilidade de cada pessoa, mas, no geral, é bastante tolerável. Em alguns casos, o uso de anestésicos locais poderão ser ministrados meia hora antes da aplicação.

Como funciona, na prática?

Para conferir como é o procedimento da aplicação a laser, anexamos o vídeo abaixo:

Publicidade

Contraindicações

Informe seu dermatologista caso tenha alguma dessas patologias:

  • Lupus;
  • Problemas de coagulação;
  • Tendência a queloides;
  • Vitiligo;
  • Histórico de cicatrização hipercrômica (cicatrizes escurecidas), ou hipocrômica (cicatrizes claras demais);
  • Doenças fotossensíveis;
  • Herpes;
  • Mulheres grávidas também deverão evitar o procedimento nessa fase.

Também é importante conversar com seu médico caso esteja fazendo uso de alguns dos medicamentos abaixo:

  • Medicamentos fotossensibilizantes;
  • Anticoagulantes orais;
  • Isotretinoína (que é utilizado para tratamento de acnes).

Como prevenir estrias

Uma vez instaladas, será bem difícil se livrar delas. Por esse motivo, a melhor coisa a fazer é tentar evitar que apareçam.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

  • Beba muita água. Quanto mais hidratada sua pele estiver, mais elasticidade ela terá, e menor serão as chances de surgirem estrias;
  • Cuidado com o efeito sanfona. Engordar e emagrecer repetidamente trará novas estrias;
  • Hidrate bastante sua pele, principalmente as coxas, nádegas e abdômen, que é onde costumam aparecer com mais frequência. Uma pele bem nutrida evitará que os tecidos se rompam facilmente;
  • Pratique atividade física.

Dicas

  • Não adianta se expor ao Sol para tentar camuflar as estrias, principalmente as albas, pois elas simplesmente não se bronzeiam, e ao contrário do que se esperava, ficarão mais evidentes;
  • Durante o tratamento, não se exponha ao Sol, nem saia sem filtro solar;
  • O tratamento a laser para estrias poderá ter seu efeito potencializado quando associado a outras terapias, como cremes à base de ácidos específicos, por exemplo. Peça maiores detalhes ao seu dermatologista;
  • Esse é um procedimento que só poderá ser efetuado por dermatologistas ou cirurgiões plásticos, em ambiente adequado. Esteja atento a locais clandestinos, oferecendo o mesmo serviço a preços irrisórios. Alguns sites de compras coletivas oferecem esse tipo de tratamento. Informe-se muito bem. Não faça esse tipo de procedimento em qualquer lugar.

Você já pensou em fazer um tratamento a laser para estrias? Possui estrias em seu corpo que te incomodam muito? Comente abaixo de qual tipo são e em que partes do corpo elas ficam!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 3,93 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

2 comentários

  1. NAIARA DE SOUZA OLIVEIRA DOS SANTOS DE ARAUJO

    com a minha gravidez apareceram muitas estrias em meu corpo, barriga, bumbum, pernas, enfim estou horrível. gostava tanto de ir a praia que hoje não sinto mais vontade de expor meu corpo pois está péssimo.

  2. Tenho estrias das brancas no bumbum , mas tenho quelóide será q posso fazer o tratamento à laser?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×