Cérebro

Uma Fruta Poderosa Pode Proteger o seu Cérebro do Envelhecimento

Quando se trata de manter o seu cérebro em forma, existe um método mais poderoso do que o exercício ou as palavras cruzadas. Dica: a ciência diz que você deveria começar a prestar mais atenção ao que está no seu prato, em vez disso tudo.

Um pequeno estudo publicado na Frontiers in Aging Neuroscience sugere que comer uma dieta rica em luteína, um nutriente encontrado na couve, espinafre, ovos e, principalmente, abacate poderia proteger seu cérebro do envelhecimento. E seja você um jovem de 20 anos ou alguém com idade suficiente para detectar os sinais que seu cérebro envelhece mais rápido do que você, este poderoso nutriente pode promover grandes benefícios cerebrais.

Para iniciantes, pesquisas anteriores mostram que a luteína apresenta propriedades anti-inflamatórias. Uma vez que a luteína se acumula nos tecidos do cérebro, é provável que este nutriente melhore a função cerebral. Mas nossos corpos não podem produzir luteína naturalmente, então só podemos obtê-lo dos alimentos que comemos.

Isso nos leva a um último estudo. Pesquisadores da Universidade de Illinois recrutaram 60 pessoas entre 25 e 45 anos. Depois de medir os níveis de luteína dos participantes, a equipe de pesquisa monitorou sua atividade cerebral enquanto eles realizavam uma tarefa pesada.

Eis o que eles descobriram: as pessoas mais velhas que tinham níveis mais elevados de luteína eram mais propensas a combinar o ritmo cognitivo de seus homólogos mais jovens que apresentavam níveis mais baixos de luteína.

“À medida que as pessoas envelhecem, elas experimentam um declínio típico. No entanto, a pesquisa mostrou que esse processo pode começar mais cedo do que o esperado. Você pode até começar a ver algumas diferenças nos 30 anos”, disse a autora do estudo, Anne Walk, PhD, em um comunicado. “Se a luteína pode proteger contra o declínio, devemos encorajar as pessoas a consumir alimentos ricos em luteína em um ponto em suas vidas quando tiverem o máximo benefício”.

Embora o estudo não possa garantir uma relação de causa e efeito entre a luteína e seus benefícios anti envelhecimento, não faz nada mal começar a ingerir mais verduras na sua dieta. Elas estão entre os legumes mais saudáveis que você pode comer, afinal.

Notavelmente, este estudo foi financiado pelo Haas Avocado Board, o que pode gerar alguma desconfiança, considerando que seus produtos (baseados no abacate) são fontes ricas de luteína. Tenha a certeza, porém, que o estudo foi submetido a avaliação científica.

Afinal, há tantos benefícios do abacate para a saúde e boa forma que não há motivos para deixar de consumi-lo – muito pelo contrário.

Você tem costume de consumir bastante abacate em sua dieta frequentemente? Acredita que pode aumentar essa ingestão para aproveitar estes benefícios? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Publicidade
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Publicidade

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*