Publicidade

 

Venlift

Venlift OD Emagrece ou Engorda? Para Que Serve e Efeitos Colaterais

Venlift OD é um medicamento que tem o Cloridrato de Venlafaxina como o seu princípio ativo. Ele é encontrado em embalagens com 7, 14 ou 30 cápsulas de 37,5 mg; 75 mg ou 150 mg e de uso adulto e oral. Sua comercialização é permitida somente mediante a apresentação da receita com a prescrição médica.

Publicidade

Para que serve Venlift OD? 

De acordo com informações apresentadas na bula disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o remédio é indicado para o tratamento da depressão, incluindo a depressão associada à ansiedade e para prevenir a recaída e a recorrência da condição.

O medicamento ainda pode ser usado para o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada, do transtorno de ansiedade social – que também é conhecido pelo nome de fobia social – e do transtorno do pânico.

Venlift OD emagrece ou engorda? 

Para descobrirmos se Venlift OD emagrece, vale começar verificando a bula do medicamento. E conforme as informações contidas no documento, concluímos que existem possibilidades que o remédio resulte no emagrecimento.

Isso porque a perda de peso aparece listada como um dos efeitos colaterais do remédio. A reação está classificada na categoria dos efeitos comuns, ou seja, que acontecem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam o medicamento.

Além disso, a diminuição do apetite, que faz com que a pessoa sinta menos vontade de comer e, por consequência, possa vir a emagrecer, também é outra das reações adversas que podem ser observadas com o remédio.

De acordo com a bula disponibilizada pela Anvisa, a redução do apetite é um efeito colateral categorizado também como comum.

Por outro lado, ainda é possível afirmar que Venlift engorda em alguns casos. Isso porque nessa mesma classificação (das reações comuns, que ocorrem entre 1% até 10% dos usuários do remédio), o aumento de peso aparece listado como um dos efeitos colaterais.

Publicidade

Ou seja, para alguns pacientes o Venlift emagrece, enquanto para outros ele engorda. E ainda podem existir aqueles que não sofram alterações em seu peso. Portanto, não podemos bater o martelo e afirmar que ele aumenta ou diminui o peso de todos os usuários, apenas que existe a possibilidade de que ele cause ambos efeitos.

E caso você engorde ou emagreça ao utilizar o medicamento, não deixe de consultar o médico responsável por seu tratamento para saber como proceder. Não se esqueça de que tanto o aumento quanto a diminuição do peso em excesso podem ser prejudiciais à saúde.

E nada de tomar o remédio sem precisar e sem receber a orientação do médico porque deseja emagrecer. Além da possibilidade dele também engordar, você coloca o seu organismo em risco, já que o remédio pode apresentar uma série de outros efeitos colaterais, como veremos no tópico seguinte.

Outros efeitos colaterais associados ao Venlift OD

Ainda conforme a sua bula, o medicamento pode causar os seguintes efeitos colaterais:

Reações muito comuns – em mais de 10% dos usuários 

  • Insônia;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Sedação;
  • Náusea;
  • Boca Seca;
  • Constipação;
  • Suor excessivo.

Reações comuns – entre 1% a 10% dos usuários 

  • Sonhos anormais;
  • Nervosismo;
  • Diminuição da libido;
  • Agitação;
  • Falta de orgasmo ou prazer sexual;
  • Incapacidade de ficar quieto;
  • Tremor;
  • Dormência e formigamento (parestesia);
  • Alteração do paladar;
  • Deficiência visual;
  • Distúrbio da acomodação visual;
  • Dilatação da pupila;
  • Zumbido no ouvido;
  • Taquicardia;
  • Palpitação;
  • Hipertensão;
  • Ondas de calor;
  • Falta de ar;
  • Bocejos;
  • Diarreia;
  • Erupção cutânea;
  • Vômito;
  • Coceira;
  • Suor noturno;
  • Aumento da contração muscular;
  • Hesitação urinária;
  • Retenção urinária;
  • Elevação da frequência urinária;
  • Disfunção erétil;
  • Ejaculação anormal;
  • Fadiga;
  • Fraqueza;
  • Calafrios.

Reações incomuns – entre 0,1% a 1% dos usuários 

  • Estado de confusão;
  • Mania;
  • Orgasmo anormal;
  • Hipomania (forma menos grave da mania, em que a pessoa sente-se eufórica, dinâmica e produtiva, mas não perde o contato com a realidade, informou o Brasil 247);
  • Despersonalização;
  • Alucinação;
  • Bruxismo;
  • Apatia;
  • Desmaio;
  • Espasmos musculares;
  • Distúrbio do equilíbrio;
  • Coordenação anormal;
  • Movimentos involuntários, especialmente na boca, língua e face (discinesia);
  • Diminuição da pressão arterial ao levantar (hipotensão ortostática);
  • Pressão baixa;
  • Sangramento gastrointestinal;
  • Anormalidade no teste de função hepática;
  • Urticária;
  • Perda de cabelo;
  • Equimose (manchas roxas);
  • Sensibilidade à luz;
  • Incontinência urinária;
  • Sangramento vaginal fora do período menstrual;
  • Sangramento menstrual excessivo ou prolongado;
  • Elevação do colesterol sanguíneo;
  • Fratura óssea.

Reações raras – entre 0,01% e 0,1% dos usuários 

  • Ausência de células de defesa;
  • Anemia aplástica (vem com a diminuição na produção de glóbulos vermelhos no sangue);
  • Redução de todas as células sanguíneas (pancitopenia);
  • Diminuição dos neutrófilos (células de defesa no sangue);
  • Reação anafilática;
  • Secreção inapropriada do hormônio antidiurético;
  • Redução da concentração de sódio no sangue;
  • Delírio;
  • Síndrome neuroléptica maligna (caracterizada por febre, contração muscular grave, aceleração dos batimentos cardíacos e tremor);
  • Síndrome da serotonina;
  • Convulsão;
  • Contração involuntária lenta e repetitiva da musculatura (distonia);
  • Glaucoma de ângulo fechado;
  • Torsade de pointes;
  • Taquicardia ventricular;
  • Fibrilação ventricular (arritmia cardíaca grave, segundo o ABC Med);
  • Eletrocardiograma com prolongamento do intervalo QT;
  • Doença pulmonar intersticial (fibrose pulmonar);
  • Eosinofilia pulmonar;
  • Pancreatite;
  • Hepatite;
  • Síndrome de Stevens-Johnson (reação alérgica grave);
  • Necrólise epidérmica tóxica (descamação grave da camada superior da pele);
  • Angioedema (inchaço nas partes mais profundas da pele ou mucosa);
  • Eritema multiforme (manchas vermelhas, bolhas e úlceras no corpo);
  • Rabdomiólise (destruição das células musculares).

Reações muito raras – em menos de 0,01% dos usuários 

  • Diminuição das plaquetas no sangue;
  • Aumento da prolactina (hormônio do leite humano) no sangue;
  • Discinesia tardia;
  • Hemorragia na mucosa;
  • Aumento do tempo de sangramento.

Ao experimentar uma ou mais dessas reações adversas, procure o seu médico para saber como proceder em relação ao uso do medicamento.

Publicidade

Contraindicações de Venlift OD

Segundo a bula, o remédio não pode ser utilizado por pacientes que sofram com alergia a qualquer um dos componentes da fórmula de Venlift OD, por pessoas que estejam fazendo uso de antidepressivos inibidores monoaminoxidase (IMAOs) e por indivíduos que tenham menos de 18 anos de idade.

Mulheres que estejam em processo de amamentação de seus bebês também não podem usar a substância (as grávidas somente com orientação médica, assim como todos os outros pacientes). Como Venlift OD pode prejudicar o raciocínio, o julgamento ou as habilidades motoras, o usuário precisa tomar muito cuidado ao realizar atividades que exigem concentração, como dirigir um automóvel ou operar máquinas.

Ao receber a indicação de usar o medicamento, é fundamental informar ao médico a respeito de qualquer outro tipo de remédio que esteja usando para que o profissional determine se existem chances de interação ou não.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você conhece alguém que tenha tomado e afirme que o Venlift OD emagrece ou engorda? Tem receio de utilizar o medicamento por conta desses efeitos colaterais? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×