Especialista da Área:

Cycle Shield – Para Que Serve, Relatos, Efeitos Colaterais e Como Tomar

Conheça melhor o suplemento Cycle Shield e entenda para que serve o produto, além de ver alguns relatos acerca dele e descobrir quais podem ser os seus efeitos colaterais.

Depois que ficar mais familiarizado com Cycle Shield, aproveite e invista mais um tempo para aprender mais sobre os suplementos termogênicos, outro tipo de produto utilizado pelos praticantes de treinamento físico, e sobre o Organ Shield, um suplemento que possui as mesmas indicações do Cycle Shield.

  Continua Depois da Publicidade  

O que é e para que serve Cycle Shield?

Em português, Cycle Shield significa algo como “escudo do ciclo”, o que já dá uma ideia do que o suplemento se propõe a fazer.

Este produto disponibilizado pela Dragon Pharma é um protetor hepático, ou seja, um protetor do fígado para os períodos durante e depois do ciclo do uso de substâncias pró-hormonais e esteroides anabolizantes.

A fabricante informa que o suplemento é composto por 250 mg de uma substância chamada de ácido tauroursodesoxicolico (TUDCA), que é descrito como um ácido biliar encontrado naturalmente em pequenas quantidades no organismo humano.

A Dragon Pharma promete que, além de impedir o desenvolvimento de danos no fígado, Cycle Shield traz outros benefícios como a melhoria da utilização da glicose, a elevação das concentrações de glicogênio, a diminuição do colesterol, a proteção dos olhos, a melhoria da saúde do cérebro, o auxílio à queima de gordura e o aumento da sensibilidade à insulina.

A seguir, você confere a tabela nutricional do suplemento:

Quais os relatos a respeito dos resultados com Cycle Shield?

Na avaliação do produto em um site de venda de suplementos, os usuários analisaram o suplemento com nota máxima – cinco de cinco. Um consumidor classificou-o como de excelente qualidade, enquanto outro afirmou que Cycle Shield trata-se do produto mais avançado no que se refere ao metabolismo e à proteção hepática.

No site de outra loja de suplementos, o produto foi avaliado por uma usuária que deu nota máxima à Cycle Shield e classificou o produto como ótimo. Em mais uma loja virtual, a nota média concedida dos consumidores ao suplemento foi de 4,5 – em uma escala de zero a cinco.

No site da Dragon Pharma em inglês, o produto foi avaliado por dois usuários que deram a nota máxima ao suplemento. Um cliente apresentado como Todd escreveu que Cycle Shield é um bom produto.

O produto protege melhor seu fígado quando se trata de um ciclo com pró-hormonal. Ele vai proteger 100%? Você pode tomar o Shield e encher de anabolizante que vai resolver? Não, mas vai ajudar.

Por outro lado, o uso indevido ou excessivo de um pró-hormonal, mesmo com o acompanhamento de um protetor hepático como o Cycle Shield, também pode resultar em problemas, inclusive no fígado.

  Continua Depois da Publicidade  

Ainda que existam relatos positivos a respeito de Cycle Shield, precisamos ter em mente que há um quadro mais amplo que deve ser avaliado quando se trata da necessidade de usar um protetor hepático.

Os perigos associados ao uso de pró-hormonais e esteroides anabolizantes

É nosso dever ressaltar que independente de Cycle Shield funcionar bem ou mal como um protetor hepático, o fato dos ciclos com pró-hormonais ou esteroides anabolizantes exigirem a utilização de um produto para proteger o fígado já evidencia como essas substâncias podem ser perigosas para o organismo.

No final das contas, você precisa pensar e analisar muito bem se realmente vale a pena arriscar a saúde do seu organismo com substâncias perigosas em prol de qualquer que seja o objetivo.

Quantos casos de fisiculturistas que faleceram depois do uso de esteroides anabolizantes você já não ouviu falar? Imagine, então, como isso pode ser perigoso para alguém que é leigo ou pouco entendido do assunto?

Além dos danos hepáticos, o uso de pró-hormonais pode provocar o aumento dos níveis do colesterol ruim, a elevação da pressão arterial, dores de cabeça e tontura, entre outros problemas.

Para um estudo do ano de 2002, de autoria de um pesquisador do Instituto Pinnacle de Saúde e Performance Humana ao lado de mais dois colegas, a suplementação oral de pró-hormonais de venda livre é ineficiente para aumentar a massa muscular ou a performance atlética.

Embora tenham admitido a necessidade de estudos futuros para analisar criticamente a abordagem com esses produtos, os cientistas chegaram a essa conclusão com base no quadro das pesquisas revisadas por eles no estudo.

“Como resultado das potenciais preocupações em relação à saúde que foram levantadas, a proporção entre risco e benefício de usar oralmente essas substâncias parece desfavorável”, alertaram os pesquisadores.

Já entre os problemas causados pelos esteroides anabolizantes, destacam-se: ejaculação precoce, infertilidade, aumento do risco de desenvolver câncer de próstata, perda de cabelo, problemas menstruais, problemas nas mamas, crescimento de pelo facial e corporal, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência ou outros problemas no fígado e nos rins, pressão alta, coágulos sanguíneos, colesterol elevado, comportamento agressivo, alucinações e comportamento maníaco, adverte o Serviço Nacional de Saúde (NHS, sigla em inglês) do Reino Unido.

Os efeitos colaterais e outros cuidados com Cycle Shield

A Dragon Pharma afirma que os efeitos colaterais do suplemento raramente são discutidos, uma vez que TUDCA, a substância que compõe o produto, é encontrada naturalmente no organismo humano.

Entretanto, a fabricante adverte que Cycle Shield é contraindicado para as mulheres grávidas e para as crianças. Quem tem problemas na tireoide (mesmo os controlados), pressão baixa, pressão alta, problemas no fígado ou rins, diabetes, problemas psicofisiológicos ou toma medicamentos antidepressivos como inibidores da monoamina oxidase (IMAOs) e inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs) deve evitar o uso.

O produto também deve ser evitado pelas mulheres que amamentam pelas pessoas que estão seguindo tratamento contínuo com algum outro tipo de medicamento devem consultar o médico antes de iniciar o uso do suplemento.

  Continua Depois da Publicidade  

É necessário relatar ao médico todos os remédios, suplementos e plantas que utilize para que o profissional de saúde verifique se não pode ser perigoso usar Cycle Shield ao mesmo tempo em que a substância em questão. 

De qualquer maneira, ao experimentar qualquer tipo de reação adversa enquanto estiver usando o suplemento, procure rapidamente o auxílio médico, mesmo que não imagine se tratar de um problema tão grave assim.

O efeito colateral em questão poderá ser em decorrência do uso dos pró-hormonais ou esteroides anabolizantes, portanto, é essencial buscar a ajuda médica imediata para verificar a seriedade do sintoma em questão e receber o tratamento necessário.

Como tomar Cycle Shield?

O modo de uso específico do suplemento Cycle Shield varia de acordo com o período do ciclo no qual o consumidor se encontra. Por exemplo, pode recomendar-se usar duas cápsulas diariamente – uma antes do café da manhã e outra entre seis horas a oito horas depois de ter ingerido a primeira cápsula.

Durante um ciclo, a orientação é iniciar o uso do suplemento na primeira semana do mesmo, manter o uso até o término do ciclo e usar Cycle Shield ao longo de mais quatro semanas depois da finalização do ciclo, juntamente com o produto para terapia pós-ciclo (TPC).

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar do Cycle Shield e para que serve esse tipo de suplemento? Conhece relatos de alguém que tenha usado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário