Adeus Furinhos: A Ciência e a Celulite

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

A cura definitiva para a celulite ainda não existe, apesar das pesquisas científicas.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Tratamentos variam, mas resultados permanentes são raros e dependem de múltiplos fatores.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Estilo de vida saudável e exercícios podem melhorar a aparência da pele com celulite.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Tecnologias emergentes prometem avanços, mas ainda estão em fase de pesquisa e desenvolvimento.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Cremes e loções oferecem alívio temporário, mas não eliminam celulite completamente.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

A genética desempenha um papel crucial na predisposição à celulite em indivíduos.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Pesquisadores continuam a estudar a celulite, visando tratamentos mais eficazes no futuro.

Foto: Redes Sociais ou Banco de Imagens

Criação:  Aléxia Silveira

Imagens de celebridades: Instagram Outras Imagens: Banco de imagens