Foto: Reprodução/ Internet

Atividade física e saúde neurológica: conexão surpreendente revelada!

Foto: Reprodução/ Internet

Doenças neurológicas têm amplo impacto, afetando funções cognitivas e motoras.

Foto: Reprodução/ Internet

Segundo a OMS, essas condições são responsáveis por milhões de mortes anuais.

Foto: Reprodução/ Internet

Enxaqueca, depressão e ansiedade também integram a lista de malefícios.

Foto: Reprodução/ Internet

O médico neurocirurgião Antônio Araújo destaca a importância do exercício.

Foto: Reprodução/ Internet

Atividade física contribui para prevenção e tratamento de doenças neurológicas.

Foto: Reprodução/ Internet

O hormônio irisina, liberado durante o exercício, melhora a função cognitiva.

Foto: Reprodução/ Internet

Embora benéficos, exercícios não substituem orientação médica ou tratamento.

Criação:  ISABEL SANTOS

Imagens:  Divulgação/Internet