Foto: Reprodução/ Internet

Descubra como os níveis de autismo são determinados

Foto: Reprodução/ Internet

Muitas famílias, durante o processo diagnóstico, descobrem o grau de autismo, expresso como leve, moderado ou severo.

Foto: Reprodução/ Internet

No entanto, é mais apropriado referir-se aos níveis de suporte no transtorno do espectro autista, conforme definido por manuais diagnósticos.

Foto: Reprodução/ Internet

Hoje, o diagnóstico de autismo é traçado conforme a necessidade de suporte que cada indivíduo demanda.

Foto: Reprodução/ Internet

Nível 1: necessidade de pouco apoio; Nível 2: necessidade moderada de apoio; Nível 3: muita necessidade de apoio substancial.

Foto: Reprodução/ Internet

Nível 1 (autismo leve): As interações sociais podem ser desafiadoras. A linguagem funcional geralmente é preservada.

Foto: Reprodução/ Internet

Nível 2 (autismo moderado): pessoas apresentam normalmente dificuldades significativas de interação, comportamentos repetitivos, linguagem prejudicada.

Foto: Reprodução/ Internet

Nível 3 (autismo severo): neste caso pode ocorrer a ausência total da fala, dificuldades de interação e atraso de desenvolvimento.

Criação:  Aléxia Silveira

Imagens:  Divulgação/Internet