Foto: Reprodução/ Internet

Estudo garante que ficar sentado é considerada a pior atividade para o coração

Foto: Reprodução/ Internet

Recentemente, um estudo publicado no “European Heart Journal” mostrou que o sedentarismo, especialmente o ato de ficar sentado por longos períodos, pode ser prejudicial à saúde do coração.

Foto: Reprodução/ Internet

Cientistas estudaram informações de mais de 15 mil pessoas, obtidas em seis estudos diferentes. Eles examinaram como vários hábitos, como ficar sentado, em pé, fazer atividades leves a moderadas e dormir, afetam a saúde cardíaca.

Foto: Reprodução/ Internet

Os resultados mostraram claramente que ficar sentado por longas horas é prejudicial para diversos aspectos da saúde, como o índice de massa corporal (IMC), a circunferência da cintura, o colesterol e os níveis de hemoglobina glicada (HbA1c), um indicador importante para a diabetes tipo 2.

Foto: Reprodução/ Internet

O estudo mostra que não precisamos de grandes mudanças para ver bons resultados.  Por exemplo, trocar apenas 30 minutos do tempo sentado por ficar em pé pode reduzir o IMC em até 2,4%.

Foto: Reprodução/ Internet

Se esses 30 minutos envolverem uma caminhada rápida, corrida ou subida de escadas, que aumentem a frequência cardíaca, poderá ser observada uma redução de aproximadamente 2,5 centímetros na circunferência da cintura e uma diminuição de cerca de 3,6% na HbA1c.

Foto: Reprodução/ Internet

Além disso, apenas 22 minutos de atividade diária já podem ser benéficos para pessoas que permanecem sentadas por até 12 horas.

Foto: Reprodução/ Internet

Este estudo serve como um lembrete e um incentivo para todos nós, especialmente para aqueles que trabalham em ambientes de escritório ou passam longas horas sentados.

Criação:  Fabiano Souza

Imagens:  Divulgação/Internet