A Pureza do Leite

Nestlé é a primeira empresa no Brasil a vender linha completa de leite UHT “clean label”

Ler o rótulo de alimentos antes de consumi-los muitas vezes parece mais um caça-palavras em que o desafio é encontrar algum ingrediente conhecido. Esse não é mais o caso dos leites UHT NINHO. A marca, que existe há mais de 70 anos, retirou estabilizantes de sua fórmula e agora o rótulo contém apenas:

  • Leite integral
  • Vitamina C (ácido ascórbico)
  • Ferro (pirofosfato férrico)
  • Zinco (sulfato de zinco)
  • Vitamina (colecalciferol)
  • Vitamina A (acetato de retinila)

Mas como foi possível fazer essa mudança para tornar o leite Ninho mais puro? Conheça a seguir um pouco mais sobre o processo de produção do leite e as transformações que a Nestlé promove após anos de pesquisa.

“A pessoa que compra leite, quer beber leite e mais nada. O leite NINHO carrega leite mais vitaminas para suprir as necessidades nutricionais das crianças”

Taissara Martins, gerente de qualidade de leite da Nestlé.

Antes de tudo: o que é UHT?

Atualmente, há três tipos de leite líquido no mercado brasileiro: o pasteurizado Tipo A, o pasteurizado e o UHT (Ultra High Temperature, alta temperatura em tradução livre). A diferença entre eles são as condições de obtenção, transporte e tratamento térmico.

Para a categoria UHT já é proibido a adição de conservantes, apesar de alguns consumidores ainda acharem que seria essa a explicação para que ele possa ser armazenado por até cinco meses.

Na verdade, o que o mantém sem alterações durante mais tempo é o processo de esterilização que elimina microrganismos presentes no leite, ao submetê-lo a altas temperaturas.

Esse é um dos tipos de leite preferidos dos consumidores. Segundo dados Kantar 2017, 93% das famílias consome leites UHT e a Nestlé é líder na captação no Brasil, sendo responsável pela compra de 2 bilhões de litros de leite e entrega 5 bilhões de copos fortificados todos os anos.

Afinal, qual é a função dos estabilizantes?

“Ele tem a função de estabilizar o ingrediente, e impedir que ele perca suas características durante o processo produtivo. O estabilizante não muda a data de validade, ele mantém a estrutura do leite mesmo em altas temperaturas”, explica a especialista.

Ou seja, enquanto os conservantes fazem o produto durar mais na prateleira da loja ou em casa, os estabilizantes garantem que o líquido mantenha suas características físicas, apesar das altas temperaturas a que é submetido na fábrica.

Entenda como Ninho conseguiu retirar os estabilizantes

A retirada dos estabilizantes só foi possível após muitas melhorias no processo de ordenha, manipulação e envasamento, ou seja, todo o caminho que o leite faz desde a fazenda até a caixinha que levamos para casa.

“Nos últimos 15 anos, houve um trabalho por parte da Nestlé para melhorar a qualidade do leite. Dando suporte técnico aos produtores para garantir a saúde do animal, segurança e boas práticas durante a ordenha, e apoio para melhorias genéticas do gado”, conta Taissara.

Caso haja uma contagem de bactérias muito grande no líquido, ele pode ficar mais suscetível a adquirir um aspecto de coalhado quando aquecido. Porém, um leite de alta qualidade – ou seja, com menos bactérias que se alimentam da proteína do leite – não se desestabiliza mesmo sob altas temperaturas.

Com essas melhorias em todo o processo produtivo, a Nestlé garantiu um leite de melhor qualidade, tornando desnecessário o uso de estabilizantes por haver uma matéria prima de qualidade superior. Dessa forma, o leite que encontramos na caixinha de Ninho está mais puro.

Da fazenda à mesa

Para conseguir ser a primeira empresa a lançar uma linha completa sem aditivos, a Nestlé está trabalhando em uma jornada de melhorias há mais de 20 anos.

Durante o esforço para a conversão dos leites UHT, a companhia investiu aproximadamente R$ 27 milhões por ano na cadeia de produção. Mesmo com o investimento, isso não implicará no aumento do preço aos consumidores.

Conheça o processo para garantir um leite mais puro

Escolha das fazendas

O primeiro passo é escolher bem os produtores e pensar em qual a melhor forma de apoiá-los para que o processo tenha cada vez mais qualidade, além de prezar pela saúde dos animais. Para incentivar a preocupação também entre os produtores, o pagamento é realizado com base na qualidade e não somente pelo volume produzido.

Ordenha

A cada 24 horas acontece a coleta de leite na fazenda, mantendo condições de higiene para que não haja qualquer tipo de contaminação. Já na fazenda é realizado o primeiro teste de qualidade. Todos os fornecedores da Nestlé estão no programa de Boas Práticas, que é mais exigente do que a legislação vigente. Um exemplo são os monitoramentos semanais, mesmo que a lei exija que sejam realizados apenas uma vez por mês.

Transporte

Depois de sair da fazenda, o leite é transportado por caminhões lacrados e monitorados 24h por dia, sem nenhum contato externo, eliminando riscos de manipulação e adulteração. A temperatura também é controlada, garantindo que o leite chegue nas condições ideais à fábrica, onde passa por mais de 500 análises.

Fábrica

Depois da bateria de testes, o leite recebe a fortificação de vitaminas e minerais e passa pelo tratamento térmico. No fim, ele vai para a caixinha, que o protege da luz do sol e qualquer alteração que poderia sofrer. Dessa forma, pode ficar até 5 meses exposto no ponto de venda. Todo processo não leva 48 horas da ordenha até a embalagem final.

Teste de qualidade externo

O resultado de todo o trabalho é verificado por um laboratório especializado homologado pelo Ministério da Agricultura para a avaliação de leites. Resultados apontam que o leite Nestlé tem qualidade superior a qualquer outro avaliado.

Esforço global

O lançamento da linha UHT sem estabilizantes é parte de uma tendência global de tornar os produtos cada vez mais naturais e livres de aditivos. Assim como um esforço da Nestlé, maior empresa de alimentos e bebidas do mundo, em manter seu catálogo cada vez mais clean label (rótulo limpo) para melhorar a experiência do consumidor.

Além dos leites UHT, outros produtos da empresa já estão dentro deste conceito, como: NINHO e Molico Pó, Papinhas Nestlé, Nescau 4 grãos (tem aroma natural), NESCAFÉ Solúvel (100% café), as Aveias Nestlé com versões orgânicas, os Sopões Maggi, o tempero granulado, NatuSabor, os sacos para tempero Ideias Para Frango Suculento, o leite Condensado Moça, o Cacau em Pó Nestlé e Garoto.

Gostou das informações?

Este conteúdo é uma produção do UOL Content Lab para Nestlé



ARTIGOS RELACIONADOS

5 comentários

  1. Hilton,

    Boa ação da Nestlé, mas eu prefiro o Leite A Pasteurizado. O gosto é melhor e é mais fresquinho.

    Por mais que esterilizem o conteúdo na caixa, não dá para confiar em um leite ter tanto tempo de validade, no caso do leite UHT.

    E os consumidores, quando abrem a caixa, não tomam imediatamente todo o conteúdo.

  2. Comprei uma caixa com 12 unidades , no super mercado guanabara de alcântara : SG .Rj.
    ;uma unidade azedou, ou melhor engroçou . Com o prazo de validade de março de 2019,foi comprado no fim do aniversário deste super mercado; a caixinha ainda está guardada toda estufada.

  3. LEITE BOM É DA ROCA PURO MESMO…DE CAIX8NHA SEMPRE VAO TER CONSERVANTES….COMO Q PODE UM LEITE FICAR DENTRO DE UMA CAIXINHA POR DIA MESES…SER TRANSPORTADO DAQUI DALI E MANTER OS SEUS NUTRIENTES….FALA SERIO EITA BRASIL CHEIP DE ENGSNOS PARA FATURAR…DINHEIRO

  4. Roselia De Fatima Rodrigues

    Não tomo leite a muito tempo e nunca acostumei com leite de caíxina, imagine quantos produtos químico são colocados, sem contar o armazenamento, ou seja as embalagem que contém inclusive algumas com alumínio revestido internamente.

  5. Ubiratan Rosa Passos

    Adultos também podem fazer uso?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*