Especialista da Área:

Iperisan – Para Que Serve, Indicação e Como Usar

Iperisan (Hypericum perforatum) é um medicamento fitoterápico cuja indicação refere-se ao tratamento de estados depressivos de grau leve a moderado. Espera-se que o remédio promova um alívio dos sintomas da condição e de sintomas associados como ansiedade, tensão e dor muscular generalizada.

O seu uso é oral e adulto e o medicamento pode ser encontrado em caixas com 20, 30 e 60 comprimidos. A comercialização do fitoterápico deve acontecer somente mediante a apresentação da prescrição médica.

Aproveite para conhecer os antidepressivos fitoterápicos mais usados e também os antidepressivos naturais mais usados.

Efeitos colaterais de Iperisan

Agora que já sabemos para que serve o Iperisan, que tal conhecermos algumas reações adversas associados à sua administração?

Pois bem, de acordo com informações da bula do medicamento, Iperisan pode provocar efeitos colaterais como irritações gastrintestinais, reações alérgicas, fadiga, agitação e aumento da sensibilidade da pele à luz solar ou aos raios ultravioletas em pacientes sensíveis.

Já a ingestão de uma dosagem excessiva do fitoterápico pode provocar problemas como desordens do ritmo cardíaco, da visão, depressão, estados de confusão, alucinação e psicose, completa o documento.

Ao experimentar qualquer um desses efeitos colaterais ou ainda qualquer outro tipo de reação adversa, é fundamental procurar imediatamente o auxílio médico, mesmo que o sintoma em questão não aparente ser muito grave.

Isso é essencial para verificar a real seriedade do problema, receber o tratamento apropriado e saber como deve proceder em relação à continuidade do uso do medicamento.

No caso de uma superdosagem de Iperisan, a bula do remédio aconselha que o paciente deve suspender a utilização do medicamento, além de buscar a ajuda imediata do médico para receber as medidas necessárias de apoio e controle das funções vitais.

Contraindicações e cuidados com Iperisan

O fitoterápico não pode ser utilizado:

  • Por pessoas que tenham hipersensibilidade/alergia a qualquer um dos componentes da sua fórmula;
  • Em episódios de depressão grave;
  • Durante o tratamento com anticoagulantes como a varfarina;
  • Em associação com outros medicamentos antidepressivos;
  • Até duas semanas depois da finalização do tratamento com Inibidores da Monoamina Oxidase (IMAO);
  • Crianças com menos de seis anos de idade;
  • Mulheres grávidas;
  • Mulheres que estejam amamentado.

Antes de dar início ao tratamento, é recomendado informar ao médico a respeito de qualquer outro medicamento, suplemento ou planta que utilize para que ele verifique se não faz mal utilizar a substância em questão ao mesmo tempo em que toma Iperisan.

Por exemplo, o fitoterápico pode diminuir os efeitos de medicamentos contraceptivos orais, de remédios para o tratamento da asma e de medicamentos à base de digoxina. Além disso, a administração de Iperisan em pacientes que fazem uso de remédios de uso contínuo precisa ser cuidadosa.

Enquanto estiver tomando o fitoterápico, o usuário precisa evitar a exposição ao sol ou aos raios ultravioletas, principalmente sem proteção, já que o H. perforatum apresenta um efeito fotossensibilizante, ou seja, provoca sensibilização alérgica da pele à luz, especialmente à luz do sol.

O tratamento com Iperisan em pacientes idosos – com mais de 65 anos de idade – também exige cautela, já que eles têm as funções renais, hepáticas e cardíacas alteradas mais frequentemente.

Outras informações a respeito do tratamento devem ser repassadas pelo médico, que é o profissional mais indicado para fazer isso. Lembrando que as orientações do médico devem sempre ser seguidas pelo paciente.

Outros alertas

Já a respeito do consumo de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Iperisan, ele não deve ser usado concomitantemente ao álcool. Além disso, o Iperisan tem interações com outros medicamentos e não deve ser usado sem prescrição médica.

Medicamentos fitoterápicos diferem dos medicamentos sintéticos por serem retirados diretamente dos extratos das plantas, sem passar pelo processo sintético nos laboratórios, mas isso não significa que eles não tenham interações medicamentosas, contraindicações e efeitos colaterais. São remédios e devem ser usados somente com o conhecimento do seu médico.

Não custa nada enfatizar que qualquer tipo de automedicação, ou seja, o uso de um remédio sem a orientação do médico, é uma atitude perigosa que pode fazer mal para a saúde,.

Por exemplo, ao fazer isso, a pessoa pode tomar um medicamento que é contraindicado para ela sem ao menos saber ou ingerir doses elevadas, além do que é recomendado, e prejudicar gravemente a própria saúde.

Como usar e posologia de Iperisan

Os comprimidos revestidos de Iperisan devem ser engolidos inteiros (não devem ser mastigados), acompanhados de uma quantidade suficiente de água para que possam ser devidamente deglutidos.

A bula recomenda a ingestão de um comprimido entre uma a três vezes a cada dia. Entretanto, o ideal mesmo é que cada paciente siga as instruções do médico em relação à dosagem diária, aos horários de uso e à duração do tratamento com o fitoterápico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia o remédio fitoterápico Iperisan? Conhece alguém que use para depressão? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário