Blefaroplastia

Blefaroplastia – O Que é, Recuperação, Pós-Operatório, Antes e Depois, Preço e Cuidados

A blefaroplastia é um procedimento cirúrgico usado para corrigir problemas nas pálpebras. Conforme envelhecemos, as pálpebras podem ficar caídas devido ao enfraquecimento dos músculos que a sustentam. Isso pode resultar em excesso de gordura na região acima ou abaixo das pálpebras, alterando seu aspecto normal.

Além de abordar como é feita essa cirurgia e mostrar algumas imagens de antes e depois de pessoas que se submeteram ao método, vamos dar detalhes de como é a recuperação, qual o preço médio do procedimento e quais os cuidados que devem ser tomados quando se faz esse tipo de cirurgia.

Blefaroplastia – O que é?

A blefaroplastia é uma cirurgia de reparação das pálpebras que pode ou não envolver a remoção de excessos de pele, gordura e músculo. O enfraquecimento natural dos músculos que sustentam as pálpebras pode causar sobrancelhas e pálpebras caídas ou bolsas abaixo dos olhos. Todas essas alterações ao redor dos olhos podem ser corrigidas por meio da blefaroplastia.

Além dos problemas estéticos que podem deixar o rosto com aspecto envelhecido ou até mesmo assimétrico, a flacidez no local pode reduzir a visão periférica e prejudicar os campos de visão de um ou de ambos os olhos. A cirurgia também serve para corrigir esses problemas na visão e deixar o paciente com um rosto mais jovem.

Desta forma, quem busca uma blefaroplastia são pessoas com:

  • Bolsas sob os olhos;
  • Pálpebras superiores caídas;
  • Excesso de pele nas pálpebras inferiores;
  • Excesso de pele nas pálpebras superiores.

Em alguns casos, as pálpebras caídas podem impedir a abertura total dos olhos e a remoção do excesso de tecido pode melhorar a visão. Além disso, é um procedimento muito interessante em casos em que a flacidez na pálpebra prejudica o uso de óculos ou o uso de lentes de contatos.

A pálpebra cai devido ao envelhecimento natural de estruturas presentes na região. O tendão do músculo responsável pelo levantamento da pálpebra pode esticar mais do que deveria, ficando flácido e deixando a pálpebra caída. Quando este é o caso, a cirurgia consiste em um reparo desse tendão.

Algumas pessoas também podem desenvolver pálpebra caída após realizar uma cirurgia de catarata ou outros tipos de cirurgias nos olhos, além de casos em que a pálpebra cai devido a um acidente vascular cerebral ou trauma físico.

Tipos de blefaroplastia

1. Blefaroplastia inferior

Na blefaroplastia inferior, a incisão é feita nas pálpebras inferiores. Nesse caso, o cirurgião faz um corte logo abaixo dos cílios inferiores na prega natural do olho ou dentro da pálpebra inferior. Em seguida, ele remove ou redistribui qualquer excesso de gordura, pele ou músculos na pele e depois realiza as suturas necessárias.

2. Blefaroplastia superior

Nesse método, a pálpebra superior é operada. O cirurgião deve fazer um corte ao longo das linhas ou dobras naturais da pálpebra, remover os excessos de pele, gordura ou músculo e suturar o corte. Se a pálpebra estiver cobrindo parte da pupila, um procedimento chamado de ptose que promove um suporte adicional para o músculo da sobrancelha pode ser feito na mesma cirurgia.

3. Blefaroplastia a laser

Na blefaroplastia a laser, o procedimento é menos invasivo pois o próprio laser é capaz de cortar e cauterizar os vasos logo em seguida. Com isso, as chances de hemorragia são reduzidas, bem como os hematomas e o inchaço pós-operatório são minimizados. Além disso, a cicatriz fica praticamente imperceptível.

Nessa técnica, é importante que o cirurgião tenha bastante habilidade para não causar lesões nos olhos com o laser utilizado na operação.

Pré-Operatório

Antes da cirurgia, é essencial tirar todas as dúvidas sobre o procedimento com o cirurgião plástico especializado em cirurgias oculares ou com o oftalmologista para avaliar suas expectativas em relação à cirurgia e o seu histórico médico.

Além do histórico médico, será importante realizar um exame físico em que podem ser medidas algumas partes da pálpebra e feito um teste de produção de lágrimas. Também devem ser tiradas fotografias do local em diferentes ângulos para acompanhar a recuperação e um exame de vista para avaliar a visão periférica e a saúde ocular em geral.

O médico pode solicitar a interrupção de medicamentos que podem aumentar o risco de hemorragia, tais como a aspirina, o ibuprofeno, a varfarina e o naproxeno sódico, por exemplo. Também é importante parar de fumar para promover uma recuperação mais eficaz após o procedimento.

Procedimento

Depois de finalizadas as avaliações, o procedimento deve ser feito. Dependendo da situação, pode ser feito um procedimento duplo em que a blefaroplastia é realizada nas pálpebras superiores e inferiores também ou apenas naquela que for afetada.

Na blefaroplastia podem ser removidos excessos de pele, gordura ou de músculo na região, principalmente no caso de bolsas abaixo dos olhos, além de uma reconstrução do músculo no caso de pálpebras caídas. Pode ser feito também um reposicionamento de depósitos de gorduras e músculos e tecidos das pálpebras podem ser apertados para ficarem mais firmes.

O procedimento tende a durar entre 45 minutos a 2 horas dependendo das especificidades do procedimento.

Pós-Operatório

Logo depois da cirurgia, é preciso ficar um breve período em observação e se não houver complicações, o paciente pode ir para casa no mesmo dia. A dor após o procedimento costuma ser leve e o médico irá prescrever algum analgésico comum como o paracetamol, por exemplo, para ser tomado apenas nos primeiros dias ou quando houver dor.

Pode ser que nos primeiros dias após o procedimento cirúrgico o paciente apresente:

  • Sensibilidade à luz;
  • Visão dupla ou borrada devido à pomada lubrificante aplicada nos olhos;
  • Olhos lacrimejantes;
  • Pálpebras inchadas;
  • Dor ou desconforto nos olhos;
  • Inchaço;
  • Hematomas.

A cicatrização total pode demorar até 6 semanas, período no qual o inchaço e todos os sintomas pós-operatórios já desapareceram por completo. Em geral, a recuperação costuma ser tranquila desde que obedecidas as seguintes recomendações médicas:

  • Limpar suavemente as suturas e usar colírios ou pomadas prescritas pelo cirurgião;
  • Evitar fumar;
  • Evitar atividades extenuantes como exercícios aeróbicos por ao menos 1 semana;
  • Usar óculos escuros para proteger as pálpebras da luz solar e do vento;
  • Evitar esforços que envolvam levantamento de peso por 1 semana;
  • Aplicar compressas de gelo sobre os olhos por 10 minutos a cada hora no dia do procedimento e de 4 a 5 vezes ao dia no dia seguinte/
  • Dormir com a cabeça levemente erguida nos primeiros dias;
  • Aplicar compressas frias para aliviar o inchaço sempre que necessário;
  • Retornar ao consultório para remover os pontos quando solicitado;
  • Evitar tomar medicamentos que alteram a coagulação do sangue como a aspirina, o naproxeno sódico e o ibuprofeno.

Embora na maioria dos casos a blefaroplastia seja um sucesso, alguns riscos relacionados à cirurgia de pálpebras são:

  • Olhos secos e irritados;
  • Cicatrizes visíveis;
  • Lesão nos músculos oculares;
  • Infecção;
  • Sangramento;
  • Dificuldade em fechar os olhos ou outros problemas nas pálpebras;
  • Descoloração da pele;
  • Visão temporariamente turva;
  • Reação ao anestésico;
  • Formação de coágulos sanguíneos;
  • Necessidade de outra cirurgia.

Ao observar qualquer sinal anormal como falta de ar, sangramento, problemas na visão, dor ocular intensa, dor no peito ou frequência cardíaca alterada é indicado buscar auxílio médico o mais rápido possível.

Preço

O valor do procedimento pode variar muito dependendo se a cirurgia será realizada apenas em 1 ou nos 2 olhos, qual o tipo de anestesia será usado, se a cirurgia será feita na pálpebra inferior, superior ou em ambas. Também entra nessa conta a região em que será feita a operação, o cirurgião e a clínica escolhidos.

O procedimento mais simples pode ser encontrado por cerca de 1.500 reais, mas dependendo da complexidade do caso e dos detalhes mencionados acima, o preço pode bater os 5.000 ou até 10.000 reais.

Apesar de ser um procedimento considerado estético, quando há danos à visão, os seguros de saúde podem cobrir os custos da operação. Nesses casos, a cirurgia pode ser chamada de blefaroplastia funcional ao invés de blefaroplastia estética.

Antes e depois

Grande maioria das pessoas que se submetem à blefaroplastia ficam satisfeitas com os resultados. Nas imagens de antes e depois abaixo, é possível observar que os pacientes conquistaram uma aparência mais jovem após a correção das pálpebras.

Para ótimos resultados como os vistos nessas fotos, é essencial seguir as orientações do cirurgião, proteger a pele do sol e aguardar pacientemente a cicatrização total, que pode levar vários meses para se completar.

Cuidados

O processo de recuperação é relativamente rápido e simples, mas é indicado procurar um médico se a sua visão se tornar embaçada ou seus olhos adquirirem sensibilidade à luz durante mais de 2 dias.

Se você usa lentes de contatos, é preciso ficar sem usá-las por pelo menos 2 semanas após o procedimento como uma medida de precaução. Nesse período, use apenas os óculos de grau.

Manter as pálpebras limpas e secas de acordo com as orientações do cirurgião é essencial para que a recuperação ocorra sem complicações. O uso de uma gaze para proteger o local nos primeiros dias de recuperação e a utilização de uma pomada lubrificante indicada pela equipe médica podem ajudar na cicatrização mais rápida e segura.

Em casos de insatisfação com os resultados ou qualquer tipo de efeito adverso, é recomendado procurar o cirurgião que realizou o procedimento para verificar o que está acontecendo e fazer correções, se necessário. Também é importante saber que os resultados da blefaroplastia nem sempre são permanentes. Isso significa que pode ocorrer um novo acúmulo de gordura ou enfraquecimento muscular na região, fazendo com que as pálpebras caiam novamente.

Qualquer tipo de procedimento invasivo tem riscos associados a ele e é indispensável tirar todas as dúvidas sobre o procedimento antes de se submeter à operação para evitar surpresas e descontentamentos.

Referências adicionais:

Você conhece alguém que tenha feito blefaroplastia e tido bons resultados? Tem vontade de fazer essa cirurgia também para reparo das pálpebras? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Vou fazer blefaroplastia semana que vem e gostaria de saber se terei que me afastar do trabvalho alguns dias e quantos dias de atestado terei direito
    Obrigada

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*