Má circulação nas pernas

Má Circulação nas Pernas – Como Tratar, Remédio Natural, Sintomas e Dicas

A má circulação nas pernas pode ser causada por inúmeros problemas e condições como aterosclerose, trauma, infecção e varizes, por exemplo. Quando o fluxo sanguíneo diminui nas pernas, são observados alguns sintomas característicos de má circulação.

Vamos conferir algumas dicas sobre o que é bom para má circulação nas pernas, além de alguns remédios naturais para o problema e quais são suas principais causas e sintomas.

Má circulação nas pernas

O sistema de circulação de sangue do nosso corpo é muito importante, sendo responsável pelo transporte de sangue, oxigênio e nutrientes para todos os órgãos. Quando o fluxo sanguíneo para um local específico do organismo é reduzido, são observados alguns sintomas desagradáveis relacionados à má circulação, que costuma ser mais comum em extremidades do corpo como nas pernas e nos braços.

A má circulação não é um problema de saúde, mas indica que algo está errado e que pode existir alguma doença ou condição em desenvolvimento no corpo.

Causas

Na maioria dos casos, o que causa a má circulação nas pernas são condições como obesidade, diabetes, problemas cardíacos e problemas arteriais. Algumas das causas de má circulação nas pernas são listas a seguir.

1. Doença arterial periférica

A doença arterial periférica é uma condição circulatória que causa um estreitamento dos vasos sanguíneos e artérias. Uma complicação dessa doença pode ser a aterosclerose, em que tais artérias endurecem devido ao acúmulo de placa nas artérias e nos vasos sanguíneos. Ambas as condições reduzem o fluxo sanguíneo para as extremidades do corpo, resultando em dor e nos sintomas listados nos tópicos que veremos mais abaixo.

Essas doenças são mais comuns em pessoas com mais de 50 anos e/ou que são fumantes. Se não tratadas, elas podem resultar em derrame ou ataque cardíaco. Isso acontece porque se o acúmulo de placas ocorrer nas artérias do coração, o fluxo sanguíneo para o órgão é interrompido. O mesmo vale para o impedimento do fluxo de sangue para o cérebro, podendo ocorrer um acidente cerebral vascular.

2. Coágulos sanguíneos

A presença de coágulos de sangue no organismo bloqueia o fluxo normal de sangue de forma parcial ou total. Esses coágulos podem surgir em praticamente qualquer lugar do corpo, mas principalmente os que se desenvolvem nos braços ou nas pernas podem causar problemas de má circulação.

3. Varizes

As varizes são veias dilatadas causadas por uma falha das válvulas do nosso corpo. Elas são mais frequentemente observadas nas pernas. A presença de varizes indica vasos sanguíneos que não são tão eficazes quanto os outros vasos saudáveis, prejudicando a circulação do sangue. Embora seja raro, o acúmulo de varizes também pode causar coágulos sanguíneos.

O risco de varizes é um fator hereditário, de gênero (mulheres são mais propensas a desenvolver varizes) e de hábitos de vida (pessoas obesas, por exemplo, têm maior risco de ter varizes).

4. Diabetes

A diabetes também pode resultar em má circulação do sangue. Isso porque quando não tratada de forma adequada, ela pode causar complicações no sistema circulatório e nos nervos. Não é à toa que as pessoas com diabetes têm maior risco de desenvolver doenças como aterosclerose, pressão arterial elevada e doenças cardíacas.

5. Obesidade

O excesso de peso pode sobrecarregar o seu corpo. Além disso, uma pessoa obesa acaba tendo maiores dificuldades de locomoção e a falta de atividade física pode resultar em má circulação nas pernas. A obesidade também pode aumentar o risco de desenvolvimento de varizes e de outros problemas nos vasos sanguíneos.

6. Doença de Raynaud

Pessoas que sentem muito frio nas mãos e pés o tempo inteiro podem ter a doença de Raynaud. Essa condição faz com que pequenas artérias das mãos e dedos fiquem estreitas. Artérias estreitas têm menor capacidade de movimentar o sangue através do corpo, causando problemas de má circulação.

Sintomas de má circulação nas pernas

  • Dor nas pernas: Problemas no fluxo de sangue podem causar dor, principalmente se essa má circulação for causada por algum problema de saúde como as varizes.
  • Cansaço ou fraqueza: A má circulação sanguínea prejudica a circulação de oxigênio e nutrientes como vitaminas e minerais necessários para os órgãos vitais. Dessa forma, o corpo acaba economizando energia em estoque em alguns tecidos. Essa economia resulta em cansaço frequente.
  • Inchaço: A má circulação também pode resultar em inchaço nas pernas. Isso ocorre por causa de um desequilíbrio nutricional no organismo e da incapacidade do corpo de manter os fluidos nos vasos sanguíneos. Quando o fluxo sanguíneo não é adequado, o fluido pode “escapar” e se acomodar em outros tecidos próximos, causando o inchaço.
  • Aperto no peito: Devido ao fluxo sanguíneo inadequado, o coração pode sofrer porque não recebe tanto sangue quanto precisa para manter suas funções normais. Assim, pode ser sentida uma pressão no peito que pode ser leve ou moderada. Geralmente, esse aperto no peito passa em alguns minutos, mas é um sinal claro de que há algo de errado com o sistema circulatório.
  • Calor: Assim como o frio, o calor excessivo nas extremidades do corpo pode indicar que o fluxo sanguíneo não está adequado e que está ocorrendo um acúmulo de fluidos em certa região do corpo. Esse acúmulo gera a sensação de calor e algumas vezes até de ardor no local.
  • Cãibras: Devido à má circulação nas pernas, pode aumentar também a incidência de cãibras. As cãibras ocorrem pela má circulação em si e também pela ausência de nutrientes em algumas partes do corpo.
  • Pele pálida e fria nas extremidades: Quando o fluxo sanguíneo não está como deveria, o sangue tem mais dificuldade em alcançar as extremidades do corpo. Como o sangue também é responsável pelo transporte de calor, uma má circulação pode resultar em extremidades como mãos e pés mais frias do que o normal. A descoloração na pele também é um resultado de má circulação, principalmente se as regiões apresentarem um tom azul ou roxo, indicando que definitivamente o fluxo sanguíneo está com algum problema.
  • Dormência e formigamento: Esses sintomas são sinais de que o fluxo sanguíneo na região foi interrompido. Isso pode acontecer às vezes e ser absolutamente normal. Porém, se a dormência nos membros inferiores acontece com frequência, pode indicar algum problema de circulação mais grave.
  • Perda de apetite: Outro sintoma da má circulação nas pernas é a falta de apetite. A perda de apetite pode ser explicada pelo fato de o fluxo sanguíneo ruim prejudicar a digestão no trato gastrointestina, que precisa do sangue para digerir os alimentos e transportar os nutrientes do intestino para o resto do organismo. Se o fluxo de sangue não for adequado, o processo digestivo é prejudicado e você sentirá menos fome devido ao metabolismo mais lento. Além disso, alguns problemas como náusea e movimentos intestinais incomuns podem ser observados devido à má digestão de alguns alimentos.
  • Diminuição da capacidade cognitiva: O cérebro também precisa de suprimentos de oxigênio e nutrientes através do fluxo sanguíneo como qualquer outro órgão no nosso corpo. Se a circulação sanguínea não for adequada, algumas funções mentais podem falhar. Podem ser observados uma certa dificuldade em pensar com clareza ou problemas de memória.

Outros sintomas incluem também maior sensibilidade e vermelhidão na região.

Como tratar

O tratamento para má circulação nas pernas pode envolver diversos fatores, como mudança de comportamentos, remédios prescritos e soluções caseiras. O diagnóstico correto é fundamental para que a causa da má circulação seja identificada e tratada.

O diagnóstico é feito através de análise de histórico médico pessoal e familiar, além dos sintomas descritos pelo paciente. Além disso, testes de sangue específicos podem ser feitos para descartar a presença de condições como doença de Raynaud, diabetes, coágulos sanguíneos e pressão alta.

Há algumas atividades que podem ser usadas para tratar problemas de má circulação de qualquer natureza, como:

1. Atividade física

De acordo com especialistas, a ausência de atividade física é uma das principais causas de má circulação sanguínea nas pernas. A prática de exercícios físicos, principalmente de atividades aeróbicas como caminhada, ciclismo e natação, pode ajudar a melhorar a circulação nas pernas e em todo o corpo.

Em estudo publicado em 2000 pela revista científica American Journal of Hypertension pacientes com hipertensão arterial que praticaram atividades físicas aeróbicas obtiveram um aumento da densidade capilar, isto é, o volume dos capilares, que são os vasos sanguíneos minúsculos que transportam oxigênio para outras regiões do corpo, aumentou. Isso resulta em uma otimização do fluxo sanguíneo, melhorando a circulação do sangue.

Existem exercícios para má circulação nas pernas que podem te ajudar a aliviar os sintomas e a melhorar a circulação.

Caminhar é um dos melhores, já que esse exercício ajuda a formar novos vasos sanguíneos e a reduzir a dor. O ideal é que você caminhe pelo menos 30 minutos diários de 3 a 5 vezes por semana.

Outro exercício interessante é a extensão de pernas. Esse exercício atua nos músculos do quadríceps, na parte da frente da perna. Para que sejam mais efetivos, é sugerido usar caneleiras nos tornozelos. Em seguida, sente-se em uma cadeira e eleve as pernas lentamente até que o joelho esteja completamente esticado. Sustente alguns segundos e retorne para a posição inicial. Três séries de 10 repetições em cada perna é o suficiente para bons resultados.

Se possível, tente praticar atividades como corrida ou ciclismo para melhorar a função circulatória nas pernas.

2. Massagem terapêutica

Segundo a American Massage Therapy Association, a massagem pode aumentar a circulação sanguínea e o fluxo linfático de quem se submete a essa prática. A Associação garante que o estímulo dos receptores nervosos durante uma sessão de massagem terapêutica resulta na dilatação dos vasos sanguíneos, o que melhora a circulação sanguínea. Além disso, a dilatação dos vasos permite o transporte de maior quantidade de oxigênio e nutrientes, o que é bom para todos os tecidos do nosso organismo.

3. Hidroterapia

A hidroterapia é um tratamento simples e eficaz para melhorar a má circulação nas pernas. Essa técnica envolve o uso de água no tratamento de diversos problemas de saúde como a dor e a má circulação do sangue. Aplicações alternadas de água quente e fria nas extremidades inferiores do corpo acabam afetando os vasos sanguíneos e melhorando a circulação.

Isso é observado porque a imersão dos membros inferiores em água quente pode estimular a dilatação dos vasos sanguíneos mais próximos da superfície da pele, o que faz com que o sangue flua para tentar equilibrar a temperatura do corpo.

Após a exposição à água quente, o corpo é submetido à imersão em água fria, que fará com que os vasos sanguíneos sejam contraídos, afastando os vasos da superfície da pele também para regular a temperatura corporal. Assim, a repetição dessas imersões em água quente e em água fria acaba forçando o sangue a fluir melhor, garantindo o fornecimento de oxigênio e nutrientes para outros tecidos.

4. Remédios prescritos e naturais

O uso de remédios prescritos para o tratamento da má circulação nas pernas só deve ser indicado por um médico com o diagnóstico em mãos. Medicamentos que podem ser prescritos por um profissional incluem diluidores de sangue para remoção de coágulos, bloqueadores alfa e bloqueadores dos canais de cálcio para tratar a doença de Raynaud, além de medicamentos para controle de diabetes e pressão arterial.

Há quem prefira o uso de um remédio natural nesses casos. A seguir, mostramos alguns que podem ser usados para melhorar a circulação.

– Cúrcuma

A cúrcuma é um tempero que pode ser usado para melhorar a má circulação nas pernas. Isso porque a curcumina presente na raiz é capaz de impedir a formação de coágulos no organismo e reduzir o acúmulo de placas nas artérias. Segundo um estudo publicado em 2012 na revista científica Nutrition Research, suplementos de curcumina são capazes de afetar de modo positivo o fluxo sanguíneo de modo semelhante a uma atividade física.

Assim, uma dica é adicionar uma colher de chá de cúrcuma em pó com um pouco de mel ao leite morno ou apenas água, se for da sua preferência. Beba a mistura diariamente até 2 vezes por dia.

– Pimenta caiena

A pimenta caiena é outro tempero útil para melhorar a circulação. Ela contém capsaicina, uma substância que ajuda no estímulo adequado de sangue para todos os órgãos do corpo. Ela também ajuda a fortalecer as artérias e os capilares. Seu uso sem dúvidas ajuda a aliviar sintomas de má circulação sanguínea.

A sugestão mais simples é incluir o uso do tempero em seus alimentos ou tomar a pimenta caiena como um suplemento.

– Óleo de coco

O óleo de coco tem diversos benefícios. Um deles é melhorar a circulação sanguínea. A presença de gorduras saudáveis e triglicerídeos de cadeia média ajudam a aliviar processos inflamatórios nas artérias, o que melhora o fluxo sanguíneo em todo o corpo.

É indicado que se consuma cerca de 2 a 3 colheres de sopa de óleo de coco extra virgem. Também é possível usar o óleo de coco para massagear as pernas diariamente para alívio imediato dos sintomas.

Dicas

  • Movimente-se: Mesmo que ainda sinta dor, não hesite em incluir aos poucos atividades físicas na sua rotina. Movimentar-se é bom não apenas para a circulação do sangue, mas também para manter toda a saúde em dia. Tente, por exemplo, trocar a escada rolante ou elevador por alguns lances de escada.
  • Faça pausas: Se você trabalha muito tempo seguido em pé ou sentado, isso pode afetar a circulação sanguínea, principalmente dos membros inferiores. Dessa forma, se possível, faça algumas pausas durante o expediente e faça caminhadas leves. Sempre que possível, alterne momentos sentado com períodos em pé e tente alongar as pernas.
  • Use roupas e calçados leves: O uso de calças legging, por exemplo, ou calças jeans muito justas, podem afetar a circulação do seu sangue. Tente usar uma roupa mais leve por alguns dias e sinta a diferença. Isso inclui também o uso de sapatos apertados, que podem restringir o fluxo sanguíneo nos pés.
  • Hidrate-se: Beba água! Manter-se hidratado ajuda a deixar todo o seu organismo mais saudável, melhorando inclusive a saúde das artérias e veias do sistema circulatório.

A má circulação nas pernas, se não for um sinal de uma doença mais grave, normalmente é um problema temporário que pode ser tratado de modo simples e rápido. Assim, ao sentir sintomas de má circulação, é indicado que você procure um médico para te ajudar a identificar a causa do problema e realizar o tratamento mais adequado. 

Referências adicionais:

Você já foi diagnosticado com má circulação nas pernas ou já sentiu alguns dos sintomas que relatamos acima? Que tratamento foi passado pelo médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (35 votos, média: 4,26 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

8 comentários

  1. roney claudio soares de souza

    estou tratando com com o medicamento chamado venaflon e passando um creme chamado venalot

  2. Tb faço uso de venaflon e meia kenddal. Mas sinto muita dor principalmente quando subo escadas. Mas o medico disse que não preciso fazer cirurgia, fiquei em duvida.

  3. Gostaria de saber qual o remedio indicado para inchaço e lerda de sensibilodade das pernas e pes em uma pessoa que é paraplégica

  4. ROSIMERI GOMES DE MENEZES Rosi

    Eu tenho um desconforto nos pés só passa quando eu coloco os pés no gelo parece que as veias estão entupidas o que é isso que remédio tomar

  5. Tive uma fratura no dedo do pé Hallux passei 31 dias no gesso foro retirado o gesso fiquei com edema em todo pé tenho dificuldade de andar direito pq ainda dói e medo também pq não estava colocando o pé no chão durante o tratamento começo fazer as fisioterapias na,próxima semana mistura uma dúvida meu pé vaio voltar ao normal.

  6. Denize Maria Dos Santos

    Devido a má circulação meus pés ficaram com feridas o que fazer para cicatrizar

  7. Edinaldo Monteiro de Melo

    Tenho 65 anos durmo 6horas toda noite .tem dias que quando acordo sinto os músculos da perante doendo isto é sintomas de ma circulação?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*