Nível de eosinófilos alto – O que significa?

Especialista:
atualizado em 08/12/2020

Sintomas de asma, de infecção parasitária ou de doenças autoimunes: conheça a seguir o que significa o nível de eosinófilos alto e quais são os cuidados a tomar.

Quando vemos alguma alteração no exame de sangue, logo ficamos preocupados. E por isso é importante entender o que cada informação ali presente significa.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, iremos nos aprofundar um pouco em um tipo de glóbulo branco: os eosinófilos. Eles são um tipo de célula que compõe o sistema imunológico, e seus níveis aumentam quando há algum processo inflamatório ou alérgico.

Vamos então entender um pouco mais sobre o que essa célula faz e o que significa estar com o nível de eosinófilos alto ou baixo demais.

O que são eosinófilos?

As células do sangue são divididas em glóbulos vermelhos e glóbulos brancos. Os glóbulos brancas fazem parte do sistema imunológico, e são de cinco tipos:

  • Neutrófilos;
  • Basófilos;
  • Linfócitos;
  • Monócitos;
  • Eosinófilos.

Os eosinófilos fazem parte deste grupo, sendo formados na medula óssea e atuando na defesa do organismo contra agentes infecciosos e invasores. Além de atuarem nos processos alérgicos.

Quais os valores normais de eosinófilos?

Os valores normais de eosinófilos, de acordo com o Grupo Fleury, são os mesmos para homens e mulheres adultos, e podem variar de 50 a 500 células a cada microlitro de sangue.

O que significa o nível de eosinófilos alto?

A eosinofilia, que é como chamamos o excesso de eosinófilos no sangue, não é uma um problema de saúde em si, mas pode ser um sinal relacionado a algumas doenças.

E, apesar de ser algo comum, ela deve ser investigada, principalmente quando os valores estão muito altos ou quando é um resultado recorrente.

Na maioria das vezes a eosinofilia é uma resposta do organismo a:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Reação a medicamentos;
  • Inflamação inespecífica;
  • Infecção por vírus, fungos ou bactérias;
  • Infestações parasitárias;
  • Doenças autoimunes;
  • Tumores;
  • Reações alérgicas.

Os níveis elevados de eosinófilos podem ocorrer no sangue e também em outros tecidos do corpo, em locais com a presença de infecção ou inflamação.

Nesse sentido, a eosinofilia em outras partes do corpo pode ser identificada através de amostras colhidas durante alguns procedimentos, ou mesmo em amostras de fluidos corporais, como o muco dos tecidos nasais.

Já a eosinofilia no sangue poderá ser identificada com um teste de sangue, normalmente um hemograma completo.

O que significa eosinófilos baixos?

O número de eosinófilos também podem estar abaixo do normal, com concentrações menores do que 50 eosinófilos por microlitro de sangue. Esta contagem pode significar diferentes problemas de saúde, sendo possível que a pessoa esteja com a imunidade comprometida.

Entretanto, o mais comum é que a contagem de eosinófilos abaixo do normal seja algo sem significado clínico, e que se resolve espontaneamente.

Cuidados e dicas

Normalmente, o nível alterado de eosinófilos só é identificado quando o médico solicita um exame de sangue, pois não é algo que cause sintomas. Desta forma, boa parte dos casos de eosinofilia é encontrada por acaso em exames de rotina.

Assim que o problema for identificado, é necessário que se busque a orientação de um médico para que se possa fazer uma investigação das possíveis causas.

Mas sempre é importante lembrar que mudanças na quantidade de eosinófilos são comuns, e normalmente estão associadas a verminoses e alergias.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e Referências Adicionais

Você ou algum familiar ou conhecido já foi diagnosticado com o nível de eosinófilos alto? Que tipo de tratamento foi receitado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (63 votos, média: 3,86 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr. Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

11 comentários em “Nível de eosinófilos alto – O que significa?”

  1. Boa tarde me chamo claudia
    Fiz um hemograma a unica coisa que constou alto foi eosinofilos que deu 821, li bastante arquivos e relatos … estou um pouco preocupada oque pode ser sera ?

  2. Olá boa meu neto de 4 anos estava tendo dores na barriga vômito e desenvolvimento exames de sangue e de eosinofilos 10.1 o médico falou e parasitas intestinais passou anota 3 dias

  3. Bom dia, meu nome é Henrique, no final de 2016 comecei a perder o apetite e por consequência, peso…total de -23kg em 2 meses e meio. A princípio, o médico do posto de saúde disse que era depressão, mas eu sabia que não era. Foi quando comecei sentir dores fortes no estômago e paguei uma consulta com um profissional em sistema digestivo. Pediu vários exames: ultrassonografia, raio x, testes de HIV e hepatite, mas foi ao ver no resultado do meu hemograma que os eosinófilos estavam em 31.000…isso mesmo (trinta e um mil) por microlitro de sangue. Fui imediatamente mandado para o Hospital das Clínicas, no Campus da USP de Ribeirão Preto, onde fiquei internado por 12 dias, fazendo exames de todos os tipos…descartando varias hipóteses, e , por enquanto, faço ainda tratamento e sou diagnosticado com Síndrome Hipereosinofilica. Recuperei o meu peso e as forças, mas só mantenho os eosinófilos a baixo de 2000, tomando predinisona. Tenho muita história pra contar sobre isso…

    Devido a esse aumento de eosinófilos, tive miocárdite, já quase recuperada, entre outras complicações e inúmeros sintomas muito loucos.

    Se houver interesse, a gente conversa mais…é só entrar em contato.

    • Boa tarde Henrique, me chamo Aldo, estou com os Eosinófilos em 672, estou me coçando muito e alguns carocinhos apareceram no meu corpo que coço bastante, alguns já se tornarem feridas. O que você me diz sobre essa situação.

      • Acabei de pegar o resultado do meu exame de sangue e o Eosinofilos está em 680/m3. Irei passar no médico na segunda-feira. Estou com os mesmos sintomas, coceira na região do tronco. O que seu médico receitou à você?

        • Eu ja tomei fenergan, dexametazona injetavel, os.sintomas diminuem, mas infelizmente voltam, é um desespero com essa coceira, vou procurar um alergista, esta me incomodando.muito. aparecem jns carocos que.vao e voltam vermelhos… vc tomou algo, como.esta se sentindo?

          • Aldo, você melhorou destes sintomas? Também estou passando por isso. Eosinofilos altos 9,1%. Alergias, coceira na pele. Só melhoro temporariamente quando tomo Dexametasona 4mg comprimido.

    • MEU FILHO ESTA COM CERCA DE 10.000 EOSINÓFILOS. REALIZOU VÁRIOS EXAMES E NÃO APARECE NENHUM PROBLEMA. A MEDICA ACHA QUE E LEUCEMIA OU DOENÇA EOSINOFILA REATIVA. ESTOU DESESPERADA. PEDIU UM IMUNOFENOTIPAGEM DO SANGUE PERIFERICO.

    • Também fiz um exame de sangue e deu 614mm de eosinófilos
      Vou ao médico na terça feira
      Estou preocupada
      Mas não tenho sintoma nenhum
      O que vc pode me dizer