Seu Humor Pode Afetar a Eficácia da Vacina da Gripe no Organismo

Especialista:
atualizado em 29/01/2020

Um novo estudo descobriu um vínculo entre estar em um estado de humor positivo quando você toma a sua vacina contra a gripe e o efeito protetor dela.

É uma descoberta curiosa, e esses resultados surpreendentes podem realmente ajudar os pesquisadores a procurar novas formas de aumentar a eficácia da vacina contra a gripe sazonal.

Você provavelmente já percebeu que a vacina anual contra a gripe não é 100% efetiva – não apenas por causa das diferenças e mutações dos vírus que nos atacam, mas também com base na pessoa que recebe a vacina e se eles desenvolvem uma forte resposta imune protetora.

Pesquisadores da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, tentaram avaliar como uma série de fatores comportamentais e psicológicos conhecidos podem ter efeito sobre a resposta imune à obtenção de uma vacina de gripe.

“Os comportamentos dos pacientes e o bem-estar psicológico podem influenciar as respostas imunes à vacinação”, escreveram no estudo.

O sono, o estresse, a atividade física, o humor e até mesmo a nutrição podem servir como esses “moduladores imunológicos”, levando os pesquisadores a analisar se estes poderiam ser direcionados para melhorar a eficácia da vacina. Mas sabemos pouco sobre a importância relativa desses fatores e, até agora, nenhuma pesquisa os examinou simultaneamente.

Sabendo que os adultos mais velhos são especialmente afetados pela gripe e também têm piores taxas de imunidade após ter recebido a vacina, a equipe recrutou 138 adultos entre 65 e 85 anos que tomaram a vacina contra a gripe em 2014/15 e também uma no ano anterior.

A coleta de dados começou duas semanas antes da vacina, com um exame de sangue pré-vacinação para verificar os níveis de anticorpos e diários padronizados detalhando a ingestão de alimentos e bebidas, atividade física, afeto positivo, afeto negativo, estresse e sono para cada participante.

No dia da vacinação, os participantes também completaram um questionário para verificação de um humor positivo ou negativo.

Então, durante as quatro semanas seguintes à vacina, os participantes continuaram registrando suas entradas no diário e fizeram outra amostra de sangue na quarta semana, concluindo com mais uma amostra de sangue na semana 16.

Depois que todos os dados foram reunidos, a equipe compilou a informação e descobriu que apenas um de todos os fatores que eles analisavam era crucial para níveis mais altos de anticorpos contra a gripe nas amostras de sangue.

“Descobrimos que um bom humor maior, medido repetidamente ao longo de um período de 6 semanas em torno da vacinação, ou no dia da vacinação, previu significativamente maiores respostas de anticorpos à vacinação contra a gripe”, escrevem no estudo.

Os pesquisadores observaram que esse achado é realmente consistente com pesquisas anteriores que mostram que o humor positivo pode atuar como um “modulador imunológico” para as vacinas.

O efeito pareceu ser particularmente forte no dia da própria vacinação, levantando a questão interessante de saber se estar feliz quando você toma sua vacina poderia realmente aumentar suas chances de desenvolver uma resposta protetora mais forte à gripe.

Quanto ao motivo para tal, a equipe especula que poderia haver um vínculo entre o humor positivo e estilos de vida mais saudáveis ​​e uma via biológica que ligasse o sistema imunológico e os mecanismos cerebrais que regulam nossos estados de ânimo.

Esses resultados dão uma visão fascinante sobre o estranho funcionamento da imunização, mesmo que tenhamos em mente o tamanho de amostra relativamente pequeno e o fato de que este foi um estudo prospectivo observacional – por isso é complicado estabelecer um sólido vínculo causal.

A equipe também enfatiza que o efeito do humor foi significativo apenas para uma das cepas de gripe na vacina desse ano, H1N1 – e os participantes apresentaram os menores níveis de anticorpos para este antes da vacinação.

“Uma explicação é que qualquer influência de fatores psicológicos ou comportamentais nas respostas de anticorpos só pode ser observável quando a resposta imune do hospedeiro ao antígeno é relativamente fraca”, observam.

De qualquer forma, a equipe diz que essas descobertas são um excelente ponto de partida para investigar esse efeito ainda mais.

E, com base nos dados até agora, talvez tentar ter um bom dia na próxima vez que você for tomar uma vacina da gripe pode ajudar.

O estudo foi publicado em Brain, Behavior and Immunity.

Você costuma tomar a vacina da gripe com a frequência correta? Acredita que o seu humor no dia da vacinação pode realmente afetar a eficácia desta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário