6 Segredos dos Franceses Para Manter a Boa Forma

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

No livro “A Dieta dos Países Magros”, do escritor Harley Pasternak, que listou os 10 países do mundo em que os habitantes possuem a melhor forma e explicou como é a dieta de cada população, a França ficou na quinta colocação. E não é para menos, já que enquanto a taxa de obesidade nos Estados Unidos e Brasil aumentam cada vez mais, na França esse percentual é baixo, por volta de 15%.

Mas em meio a vinhos, cafés e os famosos croissants, como será que os franceses fazem para manter a boa forma? Para esclarecer esse mistério, a parisiense Valerie Orsoni, que também é autora de programa de perda de peso, preparou uma série de dicas francesas que ajudam a ficar em dia com a balança.

Os principais conselhos de Valerie basearam-se em questões relacionados ao controle do estresse e do sono, à prática de exercícios físicos e à dieta, como você confere na lista na sequência:

1- Não pensar tanto sobre fitness

fitness demais

De acordo com Valerie, as mulheres francesas não são obcecadas com o mundo fitness, mas enxergam a prática de exercícios como uma parte normal de suas vidas. O truque é se exercitar não apenas quando estiver na academia, mas sim incorporar a prática em hábitos rotineiros do dia a dia.

Acredite se quiser, mas vale subir mais escadas, contrair o abdômen todas as vezes em que passar por uma porta, fazer polichinelos 50 vezes antes de tomar café da manhã e caminhar até uma pessoa que esteja no mesmo local para conversar com ela, em vez de enviar um e-mail ou uma mensagem no celular.

Parece bobo, mas juntando todos esses movimentos é possível eliminar até 400 calorias a mais por dia.

2- Prestar atenção às porções

porção batatas fritas

Na França, os tamanhos das porções dos alimentos costumam ser menores que as de outros países. Para se ter uma ideia, as porções americanas são duas vezes maiores que as francesas. É justamente por isso que no país, as pessoas não deixam de comer os alimentos que mais gostam, como a batata frita, por exemplo, mas sabem consumir a dosagem adequada para não exagerar nas calorias.

3- Preocupar-se com a carga glicêmica

indice glicemico franceses

Não é coincidência que os alimentos populares na dieta dos franceses tenham uma carga glicêmica baixa. Esse índice mede a maneira como determinada comida afeta a taxa de açúcar no sangue e quanto mais baixo ele for melhor, porque isso significa que a quantidade de água e fibras presentes na composição é alta.

Na dieta de um francês com baixa carga glicêmica entram pratos como panqueca de trigo sarraceno com compota de morango, frutas e iogurte, salada com alho-poró, carne ou peixe grelhado, omelete com cebolinha e até mesmo um pouco de batatas fritas, em uma porção pequena, como mencionamos acima. 

4- Não confiar nos suplementos alimentares

suplementos franceses

Segundo Valeria Orsoni não é costume dos franceses confiarem em suplementos alimentares ou pílulas que prometem fazer mágicas com o corpo. Eles preferem obter as vitaminas e minerais que o organismo necessita a partir dos alimentos.

5- Tirar folga de verdade

tirar folga

Outro costume dos franceses é se desligar de verdade do trabalho uma vez que o expediente termina. E esse é um hábito muito bom de ser copiado devido ao fato de que quando uma pessoa tenta se dividir entre a vida pessoal e o trabalho, mesmo quando está em um período de folga, pode acabar ficando estressada.

Uma vez estressado, os níveis do hormônio cortisol no corpo aumentam, o que causa o armazenamento de gordura na região do abdômen.

6- Não interromper o sono

dormir bem

Enquanto muita gente por aqui gosta de dormir com o celular bem ao lado da cama, pega no sono enquanto utiliza o aparelho e acorda quando o smartphone toca para mostrar uma notificação, na França as pessoas não tem problema em desligar o aparelho ou deixá-lo em outro local enquanto carrega.

Não precisa nem dizer que isso é uma baita vantagem para eles em relação ao descanso, que é melhor quando o sono não é interrompido. Entretanto, isso também é benéfico em relação a manutenção da boa forma. Um estudo realizado na Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, mostrou que passar cinco dias dormindo mal, com menos de cinco horas de sono por noite, pode fazer com que uma pessoa engorde em torno de um quilo.

O que você achou da rotina dos franceses? O que você em incorporar na sua vida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,20 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário