Bioplastia Mandibular – O Que é, Antes e Depois, Masculina, Feminina e Riscos

A bioplastia é uma técnica que permite alterar algumas características do corpo e do rosto por meio do uso de enchimentos. No caso do rosto, a bioplastia mandibular se destaca devido à alteração marcante que ela gera no rosto dos que se submetem ao procedimento.

Vamos falar com mais detalhes sobre a bioplastia mandibular em homens e mulheres, além de indicar os riscos do método e mostrar imagens de antes e depois de pessoas que fizeram uma bioplastia mandibular.

Bioplastia mandibular – O que é?

A bioplastia é um procedimento estético que é capaz de corrigir pequenas imperfeições ou de deixar a pessoa mais jovem através de preenchimentos corporais ou faciais. Na bioplastia mandibular, isso é feito modificando os volumes faciais, isto é, deixando a linha da mandíbula mais definida e livre de defeitos estéticos que podem interferir na harmonia da face.

Artistas e modelos são os mais interessados em ter linhas bem definidas no rosto. Se você observar bem, as modelos mulheres de maior sucesso apresentam algumas características faciais em comum que geralmente incluem:

  • Ossos da região da bochecha (osso malar) mais proeminentes;
  • Contorno da mandíbula bem definido;
  • Proporção adequada entre o nariz e o queixo;
  • Leve depressão na bochecha.

Nos homens, ter uma mandíbula bem definida também é bem marcante e parece trazer um toque extra de masculinidade para a aparência. No entanto, uma mandíbula muito proeminente também pode deixar uma sensação de assimetria no rosto que não fica bonita. Seja para aumentar a mandíbula ou para deixá-la com uma definição mais suave, a bioplastia mandibular pode ser uma boa opção.

Nos homens, as características que se destacam em modelos tradicionais são as seguintes:

  • Osso malar menos proeminente do que nas mulheres;
  • Mandíbula bem definida e proporcional;
  • Queixo largo e proporcional ao resto do rosto;
  • Nariz proporcional e reto.

A bioplastia mandibular – tanto a feminina quanto a masculina – podem deixar a linha da mandíbula mais bem definida através do aumento da região onde fica o osso malar e da definição da mandíbula.

Assim, a bioplastia mandibular masculina é procurada por homens que querem ficar com um rosto mais marcante e masculino, enquanto que a bioplastia mandibular feminina destina-se para as mulheres vaidosas que querem disfarçar a flacidez – que pode deixar a linha da mandíbula indefinida – ou para aquelas que nunca tiveram a mandíbula bem definida e querem uma mudança radical.

Embora cada vez mais a diversidade esteja presente no mundo da moda, essa busca pelo “rosto perfeito” ainda existe.

Como é feita uma bioplastia mandibular?

Um dos materiais que vêm sendo usados na bioplastia é o polimetilmetacrilato (PMMA). De acordo com um estudo de revisão publicado no periódico Gerodontology em 2010, o PMMA é um polímero sintético muito utilizado em cirurgias plásticas para preencher tecidos devido ao seu baixo custo e por ser fácil de obter e simples de aplicar.

O preenchimento – seja ele PMMA ou outro tipo – é injetado no local desejado por meio de um procedimento pouco invasivo em que agulhas muito finas (microagulhas) são usadas na aplicação. Normalmente, não é necessário o uso de anestésicos e o procedimento é finalizado em uma média de 1 hora.

Ainda de acordo com o estudo publicado na Gerodontology, o PMMA pode ser injetado em diversas concentrações que devem ser escolhidas com base no local de aplicação. Na região da mandíbula, é indicado usar uma concentração máxima de 30% de PMMA quando o aumento de volume é desejado e uma concentração de no máximo 10% quando o objetivo é corrigir algumas imperfeições como a flacidez, por exemplo.

O ácido hialurônico – uma proteína composta de colágeno – é uma opção mais segura para a bioplastia. No entanto, esse ácido tem um preço muito elevado e por isso menos pessoas e profissionais optam por esse tipo de preenchimento.

Antes e depois

Apesar de não admitirem, alguns famosos aparentam ter feito procedimentos de bioplastia mandibular.

É o caso da atriz americana Renee Zellweger que, na comparação abaixo, parece ter usado preenchimento na mandíbula, o que claramente alterou a harmonia no seu rosto.

Também há rumores de que o ator americano Ashton Kutcher aplicou preenchimentos da mandíbula, que teve seu formato nitidamente alterado.

Riscos

Um estudo brasileiro publicado em 2011 na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica mostrou que existe uma reação inflamatória do corpo após a introdução do PMMA como material de preenchimento no músculo da mandíbula. No entanto, essa inflamação é transitória e – segundo o estudo – não compromete o resultado final, o que indica que o PMMA é biocompatível.

Porém, isso não significa que ele é seguro para todos. O PMMA não é indicado para pessoas que apresentam qualquer tipo de inflamação e nem para mulheres grávidas ou lactantes.

Além disso, algumas reações adversas podem ser observadas como dor, edemas, coceira, hematomas e reações alérgicas. Embora seja raro, infecções podem ser observadas. Por fim, dependendo do profissional que aplica as injeções, o resultado da bioplastia pode não ser exatamente o que o paciente espera.

Outro risco muito importante a ser considerado é que o PMMA dificilmente pode ser removido depois de injetado na pele pois ele se mistura aos tecidos. Assim, se o resultado não for como você imaginou, será muito difícil consertar o erro.

Vale a pena fazer uma bioplastia mandibular?

Alguns fatores principais devem ser considerados na hora de decidir realizar uma bioplastia mandibular. Alguns pontos para pensar são:

1. Investimento

O preço de uma bioplastia mandibular pode variar muito de acordo com o profissional escolhido, a localização da clínica e a quantidade de preenchimento que precisará ser aplicado no local. A estimativa é uma média de 1.500 reais, mas como dito, o valor pode ser diferente.

Além disso o preço pode variar de acordo com o tipo de preenchimento utilizado. Quando o PMMA é a escolha, a bioplastia tende a ser mais barata. No entanto, quando substâncias como o ácido hialurônico são utilizadas, o procedimento pode ficar muito mais cara devido à qualidade superior do preenchimento.

2. Avaliação de riscos

Mas não é só o valor do procedimento que deve ser levado em conta na decisão de se submeter ou não a uma bioplastia. Os riscos e os possíveis efeitos adversos devem ser analisados com atenção.

3. Escolha do profissional

Também é preciso procurar um profissional de boa reputação para fazer as aplicações. A escolha de um bom profissional e de uma boa clínica também vai garantir que as concentrações corretas de PMMA ou qualquer outro enchimento sejam utilizadas, o que evita efeitos colaterais indesejados e complicações de saúde por causa do uso de PMMA em excesso, por exemplo.

4. Resultados a longo prazo

Além disso, apesar de o PMMA ser uma substância permanente, com o tempo, os resultados do procedimento podem ficar menos visíveis, sendo necessária uma nova aplicação. E, como já mencionado, a dificuldade de remover o PMMA do organismo faz com que não seja possível corrigir uma aplicação feita erroneamente ou realizada por um profissional pouco qualificado.

Decisão final

Cabe a você analisar os prós e os contras de uma bioplastia mandibular para decidir se vale a pena se submeter ao método. Se der tudo certo, seu rosto provavelmente vai ficar mais bonito e harmônico, mas pode ser que algo não aconteça como você imaginou e é preciso estar preparado para lidar com todas as possibilidades: sejam elas boas ou ruins.

Referências Adicionais:

Você já considerou fazer uma bioplastia mandibular? Conhece alguém que tenha feito e tido bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário