Bioplastia Nasal – O Que é, Antes e Depois, Preço e Riscos

Se você quer saber mais sobre o que é a bioplastia nasal e ter uma boa ideia sobre o preço do procedimento, os riscos envolvidos e ver o antes e depois de algumas pessoas que se submeteram ao método, você está no lugar certo.

A bioplastia também pode ser utilizada em outras partes do corpo, caso você esteja buscando uma melhora ainda maior do que apenas a modificação do seu nariz, como é o caso da bioplastia mandibular, que é um processo muito pouco invasivo e que tem se tornado cada vez mais popular devido aos seus excelentes resultados.

E antes de mais nada, é importante que você saiba que esse é um procedimento estético e não é feito para corrigir problemas respiratórios. Caso você esteja procurando por procedimentos que possam resolver esse tipo de problema, você precisará conferir sobre sintomas e cirurgia do desvio de septo nasal.

Muitas pessoas vêm aderindo à bioplastia nasal, uma técnica usada para corrigir imperfeições no nariz que é bem menos invasiva do que uma cirurgia plástica convencional.

A grande vantagem da bioplastia é que, por ser minimamente invasiva, a recuperação é muito rápida e o resultado final pode ser visualizado em um tempo menor do que em uma cirurgia.

Você verá a seguir mais detalhes sobre a bioplastia nasal e descobrirá os benefícios do procedimento além de conhecer mais sobre os cuidados que devem ser tomados após a submissão à bioplastia.

Bioplastia Nasal – O Que é?

A bioplastia nasal – chamada por alguns de rinoplastia não cirúrgica – é uma técnica em que imperfeições do nariz podem ser corrigidas por meio de injeções de substâncias biocompatíveis que retocam e reparam o formato do nariz.

Na bioplastia nasal, não é possível reduzir o tamanho do nariz, mas é possível deixar o membro mais simétrico através da suavização de irregularidades que possam existir no contorno do nariz. Se isso for feito por um bom profissional, a simetria alcançada pode dar a sensação de que o nariz está menor do que antes porque na verdade ele fica mais proporcional ao resto do rosto.

Os desejos que levam as pessoas a optar por uma bioplastia nasal costumam ser:

  • Diminuir protuberâncias no contorno do nariz por meio do preenchimento do tecido circundante;
  • Eliminar ou reduzir depressões desagradáveis no nariz;
  • Criar um efeito semelhante ao lifting em pessoas que tem a ponta do nariz caída;
  • Melhorar a simetria do rosto;
  • Levantar e definir a ponta do nariz a deixando menos fina ou menos arredondada;
  • Corrigir imperfeições deixadas por uma rinoplastia cirúrgica feita anteriormente.

Uma bioplastia nasal tem como objetivo melhorar a aparência do nariz, mas não promete deixa-lo perfeito. Além disso, a bioplastia não é capaz de corrigir defeitos estruturais no nariz como o desvio de septo, por exemplo, e nem tratar problemas respiratórios. Nesses casos, o cirurgião deve fazer uma análise do que pode ser feito.

Procedimento

O procedimento de bioplastia nasal consiste em preencher algumas partes da pele do nariz com pequenas quantidades de um preenchimento dérmico injetável – que pode ser o silicone, o ácido hialurônico ou o PMMA (polimetilmetacrilato), por exemplo – afim de obter um rosto mais suave e simétrico.

A aplicação é feita com microagulhas e o paciente pode optar por um anestésico local na pele ou por anestésico oral para reduzir o desconforto. Em geral, a aplicação dura cerca de 15 a 30 minutos.

O preenchimento é feito com quantidades muito pequenas do produto para evitar efeitos colaterais e também porque a área do nariz não exige grandes quantidades de material.

O resultado final vai depender do objetivo almejado. Mas geralmente são necessárias algumas sessões de aplicação até moldar o nariz de acordo com o que o indivíduo deseja.

Para resultados mais naturais e eficazes, são aplicadas várias doses de enchimento em intervalos de 4 a 6 semanas. Isso porque depois de cada injeção, as defesas do organismo entendem que aquele material é um “invasor” e começam a trabalhar para isolar o material de preenchimento do resto do organismo, formando uma espécie de envoltório de tecido que mantém o preenchimento naquela posição.

Porém, esse tecido que se acumula ao redor do material escolhido para o preenchimento pode criar um certo volume na região que vai diminuindo ao longo do tempo.  

Essa estratégia espaçada serve para observar a redução desse certo inchaço ao longo dos dias e permite que o profissional responsável pela bioplastia saiba exatamente onde devem ser feitas as próximas aplicações.

Ao fim das aplicações, a remodelagem do nariz dura cerca de 10 a 18 meses. Depois desse tempo, o corpo tende a absorver esses preenchimentos dérmicos devido à sua biocompatibilidade.

Como Fica o Nariz Depois de uma Bioplastia Nasal?

Se o nariz não diminui de tamanho, isso significa que depois da bioplastia o nariz fica maior do que era antes, certo?

Sim e não. De fato, o nariz é preenchido e pode sim ficar um pouco maior. Mas o resultado estético é excepcional. Por não ter mais imperfeições ou protuberâncias, o nariz passa a chamar menos atenção, dando a sensação de uma face mais simétrica.

As imagens abaixo são de pessoas que se submeteram à rinoplastia não cirúrgica e que compartilharam seus resultados de antes e depois nas redes.

É notável que o resultado não fica esquisito e que as imperfeições no nariz são corrigidas com sucesso.

Preço

Além de menos riscos envolvidos, o preço de uma bioplastia nasal também é bem menor do que o preço de uma rinoplastia cirúrgica.

Enquanto uma rinoplastia cirúrgica pode chegar facilmente na casa dos 15 mil reais, uma bioplastia nasal varia de 500 a 3 mil reais, dependendo do preenchimento utilizado.

Os preenchimentos mais usados atualmente são o PMMA e o ácido hialurônico, sendo que o ácido hialurônico é o mais caro.

Vale lembrar que apesar de ser mais barato, a bioplastia nasal pode requerer várias pequenas correções ao longo dos anos, o que pode deixar a conta de manutenção cara.

Riscos

É claro que mesmo não sendo um procedimento cirúrgico, existem risco associados à bioplastia nasal. Alguns deles são:

  • Infecção;
  • Reação de hipersensibilidade;
  • Hematomas;
  • Sensibilidade;
  • Inchaço e vermelhidão após as injeções;
  • Lesão nasal;
  • Resultados assimétricos ou insatisfatórios.

Outro risco tem a ver com a escolha do silicone para fazer o preenchimento. Quando a injeção de silicone é aplicada, pode ocorrer a migração desse material para outras partes do rosto. Isso significa que o silicone pode se movimentar e formar granulomas na região.

Em geral, esse problema só é observado quando grandes quantidades de silicone são usadas ou quando pessoas não qualificadas fazem a aplicação. Mas para evitar este tipo de problema, os profissionais preferem usar preenchimento de PMMA ou ácido hialurônico.

Preenchimentos feitos com ácido hialurônico (Juvederm) são temporários, o que significa que é preciso reaplicar os enchimentos outras vezes para manter os resultados, mas que também significa que o procedimento pode ser reversível caso o resultado não tenha sido satisfatório.

Embora os resultados fiquem menos notáveis ao longo do tempo, os preenchimentos feitos com PMMA (Artefill) ou com silicone são para sempre. Eles só podem ser retirados por intervenções cirúrgicas complicadas e dolorosas que podem deixar cicatrizes no local. Dessa forma, o uso de produtos à base de ácido hialurônico é considerado mais seguro, apesar de mais caro.

De acordo com um estudo publicado em 2016 no periódico Plastic and Reconstructive Surgery Global Open, o ácido hialurônico é um composto seguro para esse fim e que pode inclusive ser usado como complemento estético após uma cirurgia no nariz e a tendência é que cada vez mais os profissionais da saúde optem pelo ácido hialurônico em seus procedimentos.

É Seguro Fazer uma Bioplastia Nasal?

Por ser um procedimento minimamente invasivo, a bioplastia nasal pode ser considerada segura desde que seja feita por um profissional capacitado e com materiais de preenchimento de alta qualidade.

Os principais problemas associados com bioplastia que deram errado tem a ver com o uso de materiais de péssima qualidade e de profissionais que não estão preparados para realizar esse tipo de procedimento.

Se você realmente quer fazer uma mudança no seu visual, vale colocar na balança os benefícios e riscos envolvidos, pesquisar sobre a clínica e sobre o profissional que vai conduzir o procedimento, tirar todas as suas dúvidas com essa equipe e só então decidir se você está realmente disposto a se submeter a uma bioplastia nasal.

Referências Adicionais:

Você já conhecia a bioplastia nasal? Pretende fazer uma? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário