Botox faz mal? Efeitos colaterais, riscos e cuidados

Especialista da área:
atualizado em 25/02/2021

Você já ouviu falar que botox faz mal? Veja se isso é verdade, quais são os riscos com a aplicação, efeitos colaterais e cuidados a tomar.

  Continua Depois da Publicidade  

O botox é usado medicamente para tratar certas condições musculares e cosmeticamente para remover rugas e marcas de expressão paralisando temporariamente os músculos. Ele é feito de uma neurotoxina chamada toxina botulínica, que é produzida pela bactéria Clostridium botulim.

Embora ele seja um poderoso veneno, quando usado corretamente possui várias aplicações.

O que é botox

A bactéria da qual é derivado o Botox, a Clostridium botulinum, é encontrada em muitos ambientes naturais, como no solo, lagos e florestas.

Essa bactéria também pode ser encontrada no trato intestinal de peixes, mamíferos e nas brânquias e órgãos de caranguejos e outros crustáceos.

Essas ocorrências naturais desta bactérias e esporos de Clostridium botulinum são geralmente inofensivas, mas os problemas surgem quando os esporos se transformam em células vegetativas e a população de células aumenta.

A um certo ponto, essas bactérias começam a produzir a toxina botulínica, a neurotoxina mortal responsável pelo botulismo que atacam o sistema nervoso, interrompendo os processos de sinalização que permitem que os neurônios se comuniquem efetivamente.

Usos do Botox

Botox

A toxina botulínica é usada predominantemente como um tratamento para reduzir o aparecimento de rugas faciais e linhas de expressão em procedimentos estéticos. Além disso, também é usado para tratar várias condições médicas como suor excessivo, enxaquecas e vazamentos na bexiga.

Atualmente, o uso da toxina está aprovado para as seguintes aplicações terapêuticas:

  • Distonia cervical rotatória idiopática – espasmos musculares severos do pescoço e do ombro.
  • Espasticidade do membro superior pós-AVC.
  • Hiperidrose axilar primária grave – sudorese excessiva.
  • Blefaroespasmos – espasmo das pálpebras.
  • Espasmos hemifacial.
  • Hiperatividade do músculo detrusor – parede da bexiga – causando incontinência urinária.
  • Enxaqueca crônica.
  • Bexiga hiperativa.
  • Estrabismo.
  • Linhas Canthal – pés de galinha.
  • Linhas glabelares – linhas de expressão entre as sobrancelhas.

Botox faz mal?

Embora a toxina botulínica seja fatal, em pequenas doses, como as utilizadas nas aplicações de Botox, ela é considerada segura.

  Continua Depois da Publicidade  

De fato, relatou-se apenas 36 casos de efeitos adversos associados ao uso cosmético dessa substância à Food and Drug Administration (FDA) dos EUA entre 1989 e 2003. 13 desses casos podem ter tido mais a ver com uma condição subjacente do que com a droga em si.

Alguns pesquisadores especulam que aplicações cosméticas podem ter menos risco do que as injeções terapêuticas, já que as doses são geralmente muito menores.

Um estudo realizado em 2005 descobriu que os efeitos adversos do Botox eram mais prováveis com o uso terapêutico. Isso pode estar relacionado à condição subjacente, ou pode ser porque doses mais altas são necessárias para tratar a condição.

Ainda assim, o risco geral é mínimo e o Botox é geralmente considerado seguro, ou seja, raramente o uso do Botox faz mal.

No Brasil, apenas os médicos certificados podem aplicar injeções de Botox, por isso, se você está pensando em passar por esse procedimento, procure um médico da sua confiança e faça uma pesquisa a respeito dos seus pacientes e resultados das aplicações.

Riscos e efeitos colaterais

Embora as injeções de Botox sejam relativamente seguras e ofereçam poucos riscos, alguns pequenos efeitos colaterais são possíveis, como:

  • Dor de cabeça;
  • Arrepios;
  • Inchaço, dor ou hematomas no local da injeção;
  • Febre.

Alguns efeitos colaterais estão ligados à área da injeção. Por exemplo, se você receber injeções na área dos olhos, poderá detectar:

  • Olhos secos;
  • Pálpebras caídas;
  • Lacrimejamento excessivo;
  • Sobrancelhas irregulares.

Injeções ao redor da boca podem resultar em um sorriso “torto” ou fazer com que a pessoa fique babando.

  Continua Depois da Publicidade  

A maioria dos efeitos colaterais geralmente é temporário e deve desaparecer horas depois ou em poucos dias, mas as pálpebras caídas, assimetria e salivação podem levar algumas semanas para melhorar, à medida que a toxina passa.

Em raros casos, a pessoa pode desenvolver sintomas semelhantes ao botulismo. Procure atendimento médico imediato se começar a sentir:

  • Dificuldade em engolir, respirar ou falar;
  • Fraqueza geral;
  • Perda de controle da bexiga;
  • Perda de visão.

Efeitos colaterais a longo prazo

Como os efeitos das injeções de Botox são temporários, a maioria das pessoas recebem injeções repetidas ao longo do tempo. No entanto, há poucas pesquisas sobre eficácia e segurança a longo prazo.

Em 2015, um estudo avaliou os efeitos em participantes que receberam injeções de Botox a cada seis meses para ajudar a tratar as condições da bexiga. Os pesquisadores fecharam a janela de observação em dois anos.

Eles concluíram então que o risco de efeitos adversos não aumentava com o tempo. As pessoas que receberam injeções repetidas também tiveram um sucesso maior no tratamento a longo prazo.

No entanto, os resultados de uma revisão sugerem que os efeitos adversos desta substância podem aparecer após a 10ª ou 11ª injeção.

Por exemplo, em um estudo, os pesquisadores observaram 45 participantes ao longo de 12 anos. Cada participante recebeu as injeções de Botox regularmente. Durante esse período, 20 casos de efeitos colaterais foram relatados. Foram eles:

  • Pálpebra caída;
  • Visão embaçada;
  • Náusea e vômito;
  • Rouquidão;
  • Edema;
  • Palpitações cardíacas;
  • Fraqueza geral ou acentuada;
  • Dificuldade em mastigar e engolir;
  • Fraqueza no pescoço;
  • Dificuldade em falar.

No entanto, ainda são necessárias mais pesquisas para entender os potenciais efeitos a longo prazo.

Cuidados

O Botox faz mal quando é utilizado de forma incorreta. Por isso, a melhor maneira de prevenir esses problemas é procurando os serviços de um profissional altamente qualificado.

Isso porque que ele entenderá a anatomia da área-alvo e começará com pequenas doses que irão ajustar gradualmente até a quantidade desejada.

Você também deve informar o seu cirurgião sobre quaisquer problemas de saúde que possa ter, incluindo alergias, e por fim, deve sempre seguir os conselhos e instruções do profissional antes e depois das injeções.

Fontes e Referências Adicionais

Você já tinha ouvido falar que o botox faz mal? Mesmo assim, pretende fazer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Botox faz mal? Efeitos colaterais, riscos e cuidados”

  1. Nunca mais’Cai na cilada da vaidade e me dei muito mal com botox e o acido hialuronico pagando um absurdo….alem de ser explorado acabou com meu sonho e psicologicamente estou destruido