3 Armadilhas Mentais Que Impedem Você de Perder Peso

Especialista:
atualizado em 13/05/2019

1. Você Raciocina em Preto ou Branco/Tudo ou Nada

É importante alertar sobre tornar o perfeito, inimigo do bom. Desistir porque você não consegue encontrar orgânicos/naturais/alimentados com pasto controlado, e esse tipo de coisa, não é a melhor saída quando não se consegue perder peso. Especialmente enquanto se vêem mais envolvidos com esse tipo de abordagem.

Você lê sobre todos os benefícios de carne de rebanho alimentado com pastos especiais, e então não toca em mais nada que não se alimenta de grãos e termina por não conseguir nem pagar por essa dieta.

Você não encontra isso no supermercado mais perto de você, e não tem espaço para plantar sua própria horta, portanto, ao invés de comprar produtos convencionais, você evita os vegetais totalmente.

Você come um ou dois sushis (com arroz), com um tempurá de camarão e se estressa, entrando num jejum de água de 3 dias, para se desintoxicar, e termina por tirar o navio da rota de vez, acelerando seu metabolismo e desencadeando uma semana inteira de farras alimentares.

A grande maioria dos milhões de visitantes de supermercados não compra, exclusivamente, carne e frango alimentados com pasto especial, não evitam todo e qualquer vegetal se ele não for orgânico e entregue, diretamente, pelo fazendeiro e não deixam de cometer erros ou fazer concessões. E mesmo assim eles continuam voltando. De alguma forma, continuamos atingindo estórias de sucesso. De alguma forma, as pessoas estão conseguindo atingir os enormes benefícios de adotar um estilo de vida saudável para perder peso, mesmo que não tão perfeito. Perceba isso e o pensamento branco ou preto deve se dissipar.

2. Você está deprimido

A depressão está frequentemente ligada ao ganho de peso, e os dois parecem mutuamente se reforçar. Ou você come demais porque está deprimido, e quer lidar com a depressão, ou está deprimido porque está comendo demais, a conexão entre os dois é inegável, o que acaba te impedindo de perder peso.

Pode ser uma coisa muito mecânica também. Apesar da depressão ser tipicamente vista ou concebida como um assunto puramente psicológico (“da mente”), ela é também do corpo. A depressão pode levar ao aumento do cortisol, dos níveis da circulação das citocinas inflamatórias (pelo corpo e pelo cérebro), da tolerância à glicose prejudicada e do acúmulo de gordura visceral. A resistina, um hormônio que aumenta a resistência à insulina e à diabetes, também aumenta durante a depressão. Há muito tempo a depressão tem, também, sido ligada à diabetes tipo 2.

Infelizmente, não há jeito fácil de curar a depressão. Antidepressivos podem ajudar em alguns casos, mas mesmo a relação entre os próprios antidepressivos e ganhar ou perder peso não são claras (e variam, dependendo de qual medicação você usa e por quanto tempo você a usa). Um estilo de vida geralmente saudável, cheio de bons alimentos, atividade inteligente, contato social, exposição à natureza e tudo mais, não pode fazer mal, é claro. Não deixe que isso contamine ou “torne difícil”, qualquer coisa que você tente fazer para perder peso. Consiga ajuda de alguém que saiba o que está fazendo, contendo ou não um “Dr.” em frente ao seu nome. Você pode não saber exatamente como dimensionar esse obstáculo particular ainda, mas pelo menos poderá identificá-lo e começar a analisá-lo.

3. Você está Constantemente se Comparando aos Outros

Como animais sujeitos a pressões competitivas, temos a tendência de, constantemente, nos comparar a outros membros de nossa espécie. Ficamos nos medindo, tentando ver o que está funcionando ou não para o outro, tanto para avaliar nossa habilidade para derrotá-lo num mano a mano ou para aprender com seus sucessos e falhas. Um animal que pensa em sua própria existência também possui a habilidade de se comparar a outros animais. É uma qualidade e um defeito ao mesmo tempo.

Pode haver mais de uma razão para como isso pode se transformar em um obstáculo psicológico que nos impeça de perder peso. Pessoas pulam de dieta para dieta, baseados em experiências de outros, sem pensar em considerar se essas mudanças fazem sentido no seu caso. Não há nada errado em aproveitar a experiência dos outros ou em usar conselhos, mas você tem que acompanhar os resultados. Você deve considerar que isso pode funcionar – ou não funcionar para você perder peso.

Há também o fato de que, quando você olha outra pessoa que parece que está com tudo em cima, você está apenas vendo o que ela projeta para fora. Se você pudesse ter acesso a seus esforços interiores, talvez você a visse com diversas dúvidas, vergonhas e auto-crítica, da mesma forma como todos nós fazemos, em nosso dia a dia.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já encontrou dificuldades como essas para conseguir perder peso? Qual foi o seu maior obstáculo, e como você conseguiu superá-lo, se é que foi possível? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário