Dieta do Ovo: Como Funciona, Cardápio e Dicas 

Especialista:
atualizado em 11/12/2019

Os benefícios que o ovo traz para o corpo humano (principalmente para quem malha ou pratica esportes) já são muito conhecidos, mas seus benefícios no processo de emagrecimento são ainda maiores. Você irá entender melhor sobre todos os benefícios da dieta do ovo e como ela pode te ajudar na perda de peso.

Grande fonte de proteínas, esse alimento é um perfeito aliado para quem busca definição e recuperação muscular. Nutricionistas recomendam o ovo para qualquer pessoa, salvo raríssimas exceções (pessoas alérgicas, por exemplo), visto que o número de nutrientes presentes nesse alimento é muito alto.

Além de entender como funciona a dieta do ovo e seguir nosso cardápio, vale a pena se aperfeiçoar nas receitas para que a sua dieta fique ainda mais fácil de ser seguida. Sendo assim, não deixe de conferir as 15 receitas de omelete light e as 8 receitas de ovo mexido light.

Para as pessoas que querem emagrecer, a dieta do ovo também é recomendada. Pesquisas de diversas universidades pelo mundo mostram que o ovo exerce um importante papel na luta pela perda de peso.

E, antes de começar, talvez você queira esclarecer algumas dúvidas conhecidas e saber se comer ovo todo dia faz mal ou se o ovo aumenta o colesterol.

O que é que o Ovo tem?

Fonte de proteínas e de mais 13 nutrientes e minerais essenciais, o ovo é um alimento multifuncional. Ferro, Zinco, Fósforo, Ômega 3, Manganês, Ácido Fólico, Potássio, Selênio, Vanádio, além de uma série de vitaminas (A, B, D, E e K). Os minerais presentes no ovo combatem o envelhecimento celular, são antioxidantes, colaboram com a saúde óssea e elevam a imunidade, evitando diversas doenças. Além disso, as vitaminas do complexo B atuam na redução de absorção do colesterol.

A Lecitina encontra-se na gema do ovo, composto que faz parte da parede celular. Ainda na gema, há a Colina, presente no cérebro, ajudando com o desenvolvimento da memória. A gema do ovo é muito nutritiva e altamente recomendada para crianças, idosos e gestantes.

O aminoácido Leucina está presente na clara, responsável por evitar a perda de massa magra. Grande utilizada por esportistas e frequentadores de academia, a clara contém a maior parte das proteínas presentes no ovo, além de quase não conter gordura.

Mesmo contendo porcentagens (37,4%) de gordura saturada, o ovo é muito recomendado e seus benefícios transpõem essa taxa, que é considerada em nível “normal”. Não se deve abusar de alimentos com gordura saturada, por isso controla-se a quantidade de ovos consumidos na dieta do ovo. Além disso, recomenda-se que ele seja ingerido cozido, nunca frito.

Ovo faz mal?

Esse é um rumor que há tempos é difamado por pessoas desentendidas do assunto. Já considerado o vilão da saúde por conter colesterol, hoje em dia sabe-se que essa afirmação é apenas parcialmente verdadeira. Apesar de conter colesterol, não são os ovos os responsáveis pela elevação desses níveis. O que colabora negativamente com o colesterol são as gorduras saturadas, que estimulam o colesterol ruim, que é diferente do que está presente nos alimentos como os ovos.

Ovos ainda possuem algumas gorduras insaturadas que, mesmo não estando presentes em grande quantidade no alimento, ajudam a diminuir as taxas de colesterol ruim (LDL) e contribuir para elevar o colesterol bom (HDL). Porém, é importante lembrar que tudo em excesso faz mal e deve-se comer ovos com moderação, seguindo uma dieta e obedecendo os limites.

Dieta do Ovo – Como funciona

Com tantos benefícios, fica fácil de entender o porquê do ovo ser tão indicado para quem almeja uma vida saudável. Para quem quer emagrecer, esse alimento também pode ser um grande aliado.

O ovo, por ser muito rico em proteínas, torna a digestão mais lenta, contribui para a saciedade e a sensação de bem estar. Assim, o processo digestivo é demorado, obtendo maior gasto energético e evitando grandes comilanças ao longo do dia, além de ajudar a manter a massa muscular, evitando a flacidez.

O ovo é um alimento de baixo nível calórico (1 unidade contém 71 calorias) e é facilmente acessível. Seu preparo é fácil e rápido, podendo ser utilizado em diversas receitas. A dieta do ovo deve ser seguida por, no máximo, duas semanas, já que é baixa em variedade de nutrientes, lembrando sempre que os ovos nunca devem ser consumidos fritos.

Cardápio de 1 semana da Dieta do Ovo:

Dia 1

  • Café da Manhã: 1 fatia de pão ou torrada com ovo, 1 xícara de chá verde com hortelã, 1 taça pequena de frutas picadas com duas colheres de sopa de iogurte com mel.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 prato (sobremesa) de salada de rúcula, palmito e rodelas de laranja, 2 col. (sopa) de arroz (de preferência, integral), 1 col. (sopa) de feijão, 1 filé médio de peixe grelhado, 1 taça de salada de frutas.
  • Jantar: 1 prato (fundo) de sopa de lentilha com queijo cottage (ou sopa de abóbora com frango desfiado) e 1 torrada integral.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 2

  • Café da Manhã: 1 fruta, 1 ovo com pão ou torrada, 1 xícara de café com leite.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes (alface, rúcula, agrião), temperada com 1 col. (chá) de azeite de oliva, sal e limão, 2 colheres de macarrão ao sugo, 1 bife médio grelhado, 1 taça de gelatina diet com frutas picadas.
  • Jantar: 1 prato (sobremesa) de salada completa: folhas verdes (alface, rúcula, agrião) com 2 mussarelas de búfala pequenas, 3 col. (sopa) de atum light e tomate-cereja, temperada com 1 col. (sobremesa) de azeite de oliva, sal e mostarda.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 3

  • Café da Manhã: 1 fatia de pão ou torrada com ovo, 1 xícara de chá verde com hortelã, 1 taça pequena de frutas picadas com duas colheres de sopa de iogurte com mel.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes (alface, rúcula, agrião), temperada com 1 colher de azeite de oliva, sal e limão, 2 colheres de macarrão ao sugo, 1 bife médio grelhado, 1 taça de gelatina diet com frutas picadas.
  • Jantar: 1 prato (fundo) de sopa de lentilha com queijo cottage (ou sopa de abóbora com frango desfiado) e 1 torrada integral.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 4

  • Café da Manhã: 1 fatia de pão, 2 ovos com pão ou torrada, 1 fruta.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 prato de sobremesa de salada de folhas verdes (alface, rúcula, agrião), temperada com azeite de oliva, sal e limão, 2 colheres de macarrão ao sugo, 1 bife médio grelhado, 1 taça de gelatina diet com frutas picadas.
  • Jantar: 1 copo de vitamina (leite ou iogurte desnatado batido com fruta e adoçante), 1 sanduíche (2 fatias de pão integral, 2 fatias de peito de peru, 2 col./sopa de queijo cottage com sal e azeite e folhas verdes), 1 taça de gelatina diet.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 5

  • Café da Manhã: 1 fatia de pão ou torrada com ovo, 1 xícara de chá verde com hortelã, 1 taça pequena de frutas picadas com duas colheres de sopa de iogurte com mel.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 prato sobremesa de salada de rúcula, palmito e rodelas de laranja, 2 colheres de arroz integral, 1 colher de feijão, 1 filé médio de peixe grelhado, 1 taça de salada de frutas.
  • Jantar: 1 prato de sopa de lentilha com queijo cottage e 1 torrada integral.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 6

  • Café da Manhã: 1 ovo cozido com pão ou torrada, 1 copo de suco de abacaxi com hortelã.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 2 colheres de sopa de arroz, 1 colher de sopa de feijão, 1 filé médio de peixe grelhado, 1 prato de salada de folhas verdes temperadas com azeite de oliva, sal e limão.
  • Jantar: 1 prato de salada de folhas verdes com 2 mussarelas de búfala pequenas mais 3 colheres de sopa de atum light e tomate-cereja, temperada com azeite de oliva e sal.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dia 7

  • Café da Manhã: 1 fatia de pão ou torrada com ovo, 1 xícara de chá verde com hortelã, 1 taça pequena de frutas picadas com duas colheres de sopa de iogurte com mel.
  • Lanche da Manhã: 1 barra de cereal ou 1 fruta.
  • Almoço: 1 bife médio grelhado e 2 colheres de macarrão ao sugo, 1 prato de sobremesa de saladas temperadas com azeite, limão e sal.
  • Jantar: 1 prato de salada de folhas verdes com 2 mussarelas de búfala pequenas mais 3 colheres de sopa de atum light e tomate-cereja, temperada com uma colher de azeite de oliva, sal e mostarda.
  • Ceia: 1 iogurte light ou 1 fruta.

Dicas

Ressaltamos que a dieta do ovo deve ser seguida por, no máximo, 2 semanas, tendo como intervalo o período de 1 mês. Nunca consumir os ovos fritos, apenas cozidos, mexidos, como omeletes, pochê etc. Há uma variedade de formas que não necessitam do óleo para o seu preparo (o óleo pode chegar a dobrar a quantidade de calorias de uma refeição, por isso deve ser evitado).

Como a dieta consiste em consumir 1 ou 2 ovos por dia, qualquer pessoa pode segui-la, pois essa quantidade é considerada ideal para todos.

Você já conhecia a dieta do ovo? O que achou dela? Acha que conseguiria segui-la durante o tempo determinado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário