Risco de morte por COVID-19 é maior em países com alto índice de excesso de peso

Especialista da área:
atualizado em 22/03/2021

Cientistas já alertaram que estar acima do peso aumenta o risco de complicações do novo coronavírus.

  Continua Depois da Publicidade  

Agora, um relatório da Federação Mundial de Obesidade apontou que o risco de morte por COVID-19 é cerca de 10 vezes maior nos países onde a maioria dos adultos tem excesso de peso.

Conforme a CNN, o relatório saiu no começo de março e, para chegar a esse valor, os pesquisadores responsáveis analisaram dados de mortalidade pela doença da Universidade Johns Hopkins e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Assim, eles identificaram que, entre as 2,5 milhões de mortes por COVID-19 até o final de fevereiro, 2,2 milhões ou 88% acontecerem nos países onde mais da metade da população tem obesidade.

Mesmo depois que ajustaram fatores como idade e riqueza nacional em suas avaliações, a relação permaneceu. A saber, a análise contou com dados e estudos de mais de 160 países.

O relatório apontou que nos países em que menos de 40% da população está acima do peso, a taxa de mortalidade pela COVID-19 foi baixa e não ultrapassou 10 mortes a cada 100 mil pessoas.

Por outro lado, nos países com mais de 50% das pessoas acima do peso, o índice foi de mais de 100 mortes a cada 100 mil habitantes.

Exemplos

Homem com covid

Por exemplo, o Vietnã tem uma taxa de 18,3% de população acima do peso e 0,04 mortes por COVID-19 a cada 100 mil habitantes.

Já os Estados Unidos, com 67,9% da população adulta acima do peso, registrou 152,49 mortes pela doença a cada 100 mil habitantes, informou o relatório.

O Brasil tem aproximadamente 211 milhões de habitantes e mais de 266 mil mortes por COVID-19 até a tarde de nove de março.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, o país tem uma proporção de obesos de 26,8% entre a população acima dos 20 anos, segundo pesquisa de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outro dado de 2019 mostrou que o excesso de peso atingia 60,3% das pessoas com mais de 18 anos.

Conforme levantamento da Universidade Johns Hopkins, o Brasil tem aproximadamente 127,18 mortes por COVID-19 a cada 100 mil habitantes.

Pesquisadores pedem atenção aos obesos

Outro fator de risco da COVID-19 é a idade avançada. Mas, segundo ressaltou a CEO da Federação Mundial da Obesidade, Johanna Ralston, enquanto não dá para evitar a questão da idade, as condições que levam ao sobrepeso e obesidade podem ser evitadas.

“Se os governos agirem e todos nós juntarmos forças, podemos reduzir o impacto da doença. A falha em tratar as raízes da obesidade ao longo de muitas décadas é claramente responsável por centenas de milhares de mortes preveníveis”, completou Ralston.

A Federação Mundial da Obesidade defende que os governos também priorizem as pessoas obesas em vacinas e testes de COVID-19.

Além disso, os pesquisadores alertaram que o excesso de peso pode agravar outros problemas de saúde e infecções virais, como gripe, H1N1 e a síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS).

Como se não bastasse, outro estudo sugeriu que estar acima do peso pode prejudicar o desempenho da vacina da Pfizer contra a COVID-19. Portanto, fica o alerta de como é importante manter um peso saudável, especialmente neste tempo de pandemia que ainda vivemos!

Está preocupado com o peso que ganhou durante a pandemia? Então, conheça as dicas da nossa nutricionista sobre trocas saudáveis que ajudam a emagrecer:

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e Referências Adicionais

Você está acima do peso? Está tentando emagrecer? O que tem feito para perder peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário