Tendinite no joelho (ou patelar): principais sintomas e tratamentos

Especialista da área:
atualizado em 07/07/2022

Tendinite no joelho, tendinite patelar ou joelho de saltador. Estes três nomes costumam ser utilizados para descrever o processo inflamatório que ocorre no tendão da patela. 

A patela é um osso localizado bem na frente do joelho, que se articula com o fêmur e se conecta à tíbia através do tendão (ou ligamento) patelar, que por sua vez é responsável principalmente pelo movimento de extensão do joelho, possibilitando movimentos envolvendo chutes, pulos e até mesmo a corrida. 

  Continua Depois da Publicidade  

Por este motivo, a tendinite no joelho é conhecida por acometer em especial pessoas que realizam com frequência atividades físicas que envolvem estes movimentos, sendo até mesmo chamada por algumas pessoas de “joelho de saltador” por causa disso.

Por mais que os casos de tendinite patelar sejam mais conhecidos por ocorrerem em atletas ou pessoas que praticam esportes e realizam atividades físicas específicas com frequência, ela pode também ocorrer em pessoas idosas devido ao desgaste progressivo dos tendões e articulações do joelho.

tendinite patelar
A tendinite é um processo inflamatório que ocorre no tendão da patela

Quando não tratada corretamente, as dores associadas à tendinite podem aumentar, além de acarretar um possível enfraquecimento do ligamento e, em casos extremos, até mesmo chegar ao rompimento do tendão e lesões mais graves.

Por que a tendinite no joelho ocorre?

A tendinite patelar ocorre devido ao desgaste ou ao uso excessivo da articulação do joelho, causado muitas vezes pelo estresse repetitivo de realizar os mesmo movimentos, sobrecarregando o tendão da patela e causando sua inflamação.

Sintomas

Esta condição costuma ser descoberta devido a dor que a pessoa sente no joelho, porém os sintomas podem ser um pouco mais extensos do que isso, incluindo:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Dor generalizada no joelho
  • Sensibilidade na região do tendão patelar
  • Inchaço na região
  • Sensação de queimação no joelho
  • Dor aguda ao correr ou pular
  • Dor ao dobrar ou esticar a perna
  • Dificuldade em realizar os movimentos do joelho
  • Sentir o joelho endurecido ao acordar.
Tendinite no joelho
A dor não é o único sintoma da tendinite no joelho

Os diferentes graus da tendinite no joelho

A tendinite patelar pode ocorrer em níveis de intensidade variados, e sua classificação em graus auxilia tanto no diagnóstico correto como no tratamento de acordo com a intensidade do quadro inflamatório. Sabendo disso, há a seguinte divisão dos graus de tendinite no joelho:

  • Grau l: A pessoa sofre de dores leves e somente após a realização de atividades físicas.
  • Grau ll: A dor ainda é considerada leve, mas a pessoa começa a senti-la assim que inicia o exercício físico, porém sem perdas em relação ao rendimento do treino.
  • Grau lll: As dores são consideráveis e sentidas desde o início do treino e após a realização da atividade. Há uma perda em relação ao rendimento dos treinos.
  • Grau lV: Grau máximo da tendinite patelar, quando ocorre a ruptura total ou parcial do ligamento.

Possíveis tratamentos

Caso você esteja sentindo alguns dos sintomas mencionados, o mais recomendado é que procure um profissional fisioterapeuta ou ortopedista e realize um diagnóstico completo, que costuma envolver uma análise do histórico médico do paciente, um exame físico. 

Quando o quadro é mais complexo, pode ser necessário um exame de raio-x, ultrassonografia ou ressonância magnética, para averiguar se realmente se trata de uma tendinite no joelho, e para que o melhor tratamento seja designado de acordo com cada grau de tendinite e em cada caso específico.

Para grande parte das pessoas com tendinite patelar, o tratamento envolve sessões de fisioterapia, com o principal intuito de alongar e fortalecer a musculatura ao redor do joelho, promovendo sua melhor sustentação e melhorando progressivamente o quadro de inflamação do ligamento.

Médico avalia joelho
A avaliação médica é importante para definir o tratamento adequado

Além das sessões de fisioterapia, o repouso é altamente recomendado, além de poderem ser feitas compressas de gelo para auxiliar na redução do processo inflamatório.

Em casos mais graves ou quando há dores muito fortes, o médico pode aconselhar a administração de doses de alguns remédios com ação anti-inflamatória, como por exemplo o ibuprofeno ou o paracetamol.

  Continua Depois da Publicidade  

Em alguns casos específicos, quando o paciente apresenta um grau alto de tendinite e mesmo após alguns meses de fisioterapia e tratamentos específicos, as dores e a inflamação persistem, pode ser necessária a realização de uma cirurgia para reparar os danos que ocorreram no ligamento. Porém, na grande maioria dos casos, o quadro pode ser revertido apenas com a realização de sessões de fisioterapia e seguindo as orientações de repouso.

Fontes e referências adicionais

Você já sofreu com a tendinite no joelho ou com algum outro problema na região? Como foi feito o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário