Casal Perde Metade do Peso após Saberem que Poderiam Morrer aos 40

Uma mulher obesa se surpreendeu ao descobrir que poderia morrer antes dos 40 anos se não perdesse peso. Joanne Richards e Barry Ricketts eram um casal bem acima do peso e usavam tamanhos de roupas extra largas. Para ser ter uma ideia, Joanne, de 31 anos, mantinha 32 roupas no térreo de sua casa, pois não conseguia subir as escadas para se trocar no quarto de tão gorda que estava. Já seu marido Barry, de 43 anos, usava calças XXXL, as únicas que cabiam no seu corpo.

Não foi a toa que o casal foi avisado em uma consulta que se Joanne não perdesse alguns bons quilos poderia morrer cedo antes dos 40. Os médicos disseram que se ela não emagrecesse ela estaria arriscando seriamente sua saúde.

Ela disse: “Me disseram que eu iria morrer antes de chegar aos 40 anos se eu continuasse do jeito que eu estava. Eu não tinha ideia do quão ruim eu estava e sabia que era agora ou nunca a hora para perder peso. Tinha que conseguir.”

Ela começou a ganhar peso quando tinha nove anos e sempre sofreu ofensas por causa disso: “As crianças na escola me chamavam de gorda e muitos outros nomes ofensivos. Eu deveria ter perdido peso, mas eu comia para me reconfortar. Eu comia batatas frita e chocolate e quando percebi já estava muito acima do peso”.

Por 25 anos, Joanne engordou e comeu alimentos prejudiciais e isso estava interferindo na sua saúde. “Eu sabia que estava errada, mas não conseguia parar de comer. Nós sempre fizemos com que o nosso filho Barry comesse comida saudável, mas nós continuamos comendo porcarias, mesmo sabendo que era errado.”

Em novembro de 2011, a menstruação de Joanne parou de vir e médicos disseram que era por causa do peso excessivo. A nutricionista disse que deveria perder ao menos 13 kg para melhorar a sua saúde e sugeriu uma redução de estômago. Joanne conta: “No começo eu pensei que era uma boa ideia, uma maneira fácil de perder peso, mas eu sempre amei comida e quando me dei conta de que isso significaria que eu nunca seria capaz de comer corretamente de novo, eu disse que não. Eu não queria perder peso tão rapidamente e ficar com pele flácida também. Então, eu decidi tentar e perder peso por conta própria.”

Joanne abandonou as porcarias em março de 2012 e se juntou a um grupo de Vigilantes do Peso local. Ela relata: “Eu fui ensinada a seguir um plano de alimentação saudável, encontrar alternativas saudáveis e comer pequenas porções. Meu líder do grupo foi muito presente e participativo ”

9

Sentindo-se empolgada após sua primeira aula Joanne, decidiu caminhar para a casa de sua mãe para fazer algum exercício. Mas as coisas não correram como planejado. Achava que demoraria uma hora, mas no fim levou quatro para chegar até o destino. “Eu sempre achei que pos ser jovem eu era saudável, mas eu mal conseguia andar porque meus joelhos e pés doíam.”

Seu marido Barry se mostrou solidário e se ofereceu para comer as mesmas refeições de baixa caloria junto com ela para motivá-la. Então, quando ele viu Joanne perder boa parte do peso em uma semana, juntou-se ao Vigilantes do Peso também.

Barry disse: “Eu sempre achei que eu podia comer o que eu gostava. Eu tinha um enorme apetite e só parava quando meu estômago doía. Eu não me importava com a minha aparência. Comer me fez feliz, mas a minha saúde estava sofrendo muito e eu percebi que alguém do meu tamanho poderia ter uma mortalidade severamente reduzida e eu queria viver para ver o meu filho crescer. Então eu decidi perder peso também. Eu sempre pensei que seria muito difícil e eu nunca conseguiria um peso normal. Eu acho que eu tinha aceitado minha sorte.”

O casal foi estimulando um ao outro, e como o peso caiu, eles até começaram a se exercitar. “Fazíamos caminhadas juntos, íamos à academia duas vezes por semana, natação”, Joanne disse: “Eu não teria ousado fazer nada disso antes. Eu teria ficado com vergonha de andar por aí em um maiô.”

Eles também começaram a fazer passeios de bicicleta com Josh, agora com 11 anos, e levavam o cachorro para passear. Joanne conta: “De repente, tínhamos muita energia para emagrecer e nada podia nos parar.”

No início de 2013, ela ainda participou de duas maratonas. Seu parceiro começou a usar jeans M e ela também começou a usar roupas M. Ela disse que ficou muito feliz que conseguiu perder peso sem precisar fazer cirurgia e ter feito isso com o seu marido fez toda a diferença. Ela conta que nunca teria conseguido sozinha e que fazer isso em casal foi preponderante para alcançar seus objetivos. Agora eles podem fazer muito mais atividades com o filho também, o que antes era impossível pois não tinham condicionamento físico algum. Dessa maneira, também melhoraram o relacionamento com o filho, além de aumentar a expectativa e qualidade de vida.

Você acredita que quando um parceiro entra na jornada de perda de peso junto com uma pessoa fica muito mais fácil se superar e atingir objetivos? Já tentou algo parecido? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Impressionante essa história! Serve para incentivar todos que querem levar uma vida mais saudável

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*