Labirintite Dá Sono? Dor de Cabeça?

Especialista:
atualizado em 19/05/2020

Para entender porque a labirintite dá sono e qual a sua relação com a dor de cabeça, é importante saber que a labirintite é um distúrbio que ocorre no ouvido interno quando os dois nervos vestibulares desta parte do ouvido enviam ao cérebro informações sobre sua orientação espacial e controle de equilíbrio.

Existem vários fatores que podem causar essa condição, incluindo infecções e vírus e a pessoa deve receber tratamento imediato para qualquer infecção no ouvido, porém não há uma maneira conhecida de prevenir a labirintite.

Os principais sintomas da labirintite incluem tontura, perda de audição, náusea e vertigem.

O tratamento para labirintite geralmente envolve o uso de medicamentos para controlar os sintomas e a maioria das pessoas se sentem melhor dentro de uma a três semanas e se recuperam completamente em um ou dois meses.

Para entender porque labirintite dá sono e/ou dor de cabeça é importante entender os seus sintomas.

Sintomas da labirintite

Os sintomas da labirintite começam rapidamente e podem ser bem intensos durante vários dias.

Eles geralmente começam a desaparecer depois desse tempo, mas podem continuar aparecendo quando você mover rapidamente a cabeça.

Essa condição geralmente não causa dor.

Os sintomas da labirintite podem incluir:

  • Zumbido no ouvido;
  • Tontura;
  • Vômito;
  • Perda de equilíbrio;
  • Dificuldade em forcar o olhar;
  • Náusea;
  • Perda de audição na faixa de alta frequência em um ouvido;
  • Vertigem.

A vertigem é um tipo de tontura marcada pela sensação de que você está se movendo mesmo que não esteja.

Ela pode interferir na hora de dirigir um veículo, em seu trabalho e outras atividades diárias.

Em casos muito raros as complicações causadas pela vertigem podem incluir perda auditiva permanente.

Um dos problemas do por que a labirintite dá sono é que alguns dos seus sintomas interferem diretamente no sono.

Interferência da vertigem no sono

Como a vertigem é causada principalmente por problemas nos ouvidos, a maneira como você dorme pode afetar a intensidade da sua vertigem.

Há certas coisas que você pode fazer tanto quanto seus hábitos de dormir incluindo posição do corpo e da cabeça como a maneira como lida com as coisas antes de dormir que pode te ajudar a garantir uma boa noite de sono.

Dormir bem será o seu primeiro e maior objetivo se você quiser manter a sua vertigem sob controle e dormir mal durante a noite pode levar a problemas reais como vertigem durante o dia seguinte.

Quanto mais cansado você estiver, mais sensível estará a questões externas e internas e se não dormiu o suficiente pode descobrir que está muito mais suscetível a um ataque de vertigem e enjoo.

Esse é um dos motivos que fazem com que pessoas afirmem que labirintite dá sono, porque na verdade a vertigem, que é um dos seus sintomas, interfere na qualidade do seu sono durante a noite fazendo com que você sinta sono durante o dia.

Associação da vertigem vestibular e duração anormal do sono

Vários estudos pequenos realizados tanto em animais como em humanos sugeriram uma relação entre a função vestibular e o sono.

Um estudo avaliou a associação entre vertigem vestibular e duração do sono em uma amostra grande e representativa de adultos nos Estados Unidos.

Como resultado, trinta por cento dos participantes com vertigem vestibular relataram duração anormal do sono (15,5% de curta e 14,8% de longa duração).

Nas análises ajustadas os participantes com vertigem vestibular apresentaram uma razão de risco relativo (RRR) de 1,75 com curta duração do sono em comparação com pessoas sem vertigem vestibular e 1,55 RRR com longa duração do sono comparados com pessoas sem vertigem vestibular.

Este estudo apresentou evidências epidemiológicas que apoiam a associação entre função vestibular e duração do sono.

Pessoas com vertigem vestibular apresentaram maior RRR para duração do sono anormalmente curta ou longa, porém mais pesquisas são necessárias para avaliar essa associação.

Enxaqueca vestibular

As causas da enxaqueca vestibular nem sempre são claras, mas assim como a labirintite também estão relacionadas ao ouvido interno, nervos e vasos sanguíneos.

O sistema vestibular do ouvido interno e do cérebro controla o equilíbrio e como as pessoas endentem o espaço em que estão, e como explicado anteriormente, a labirintite é um distúrbio que ocorre no ouvido interno.

A enxaqueca vestibular é diagnosticada quando o sistema vestibular é afetado repetidamente em episódios com duração de minutos ou horas principalmente em pessoas com históricos de enxaqueca.

Esse é o motivo pelo qual a labirintite pode vir acompanhada de dor de cabeça, e muitas pessoas que sofrem de enxaqueca também apresentam sintomas vestibulares e de labirintite.

Isso sem falar que a dor de cabeça pode interferir na qualidade do seu sono e fazer com que você se sinta cansado e sonolento durante o dia.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se labirintite da sono? Conhece alguém que já passou por isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário