Urocultura – Para que serve e como é feito

Especialista da área:
atualizado em 05/07/2021

Às vezes, é necessário fazer uma urocultura. Saiba para que serve esse exame de urina e como é feito.

  Continua Depois da Publicidade  

A urocultura, urinocultura ou ainda cultura de urina é um tipo de exame de urina capaz de detectar as bactérias presentes na urina. Assim, o exame é útil para identificar o tipo de bactéria responsável por uma infecção do trato urinário, por exemplo.

O motivo de você não precisar de uma urocultura como um exame de rotina é que ele só é solicitado quando você tem uma infecção ou está tratando algum problema de saúde.

Para que serve a urocultura

amostra de urina

Na maioria das vezes, o exame de cultura de urina é feito para confirmar uma infecção urinária ou acompanhar a evolução do tratamento. Sendo assim, a urocultura é o exame ideal para quem tem sintomas como:

  • Dor ao urinar;
  • Ardência na vagina na hora de urinar;
  • Baixo volume de urina;
  • Vontade de urinar com frequência.

Além dos sintomas acima, uma pessoa com suspeita de infecção no trato urinário também pode apresentar febre e sangue na urina.

Uma urocultura pode ser simples ou associada a um antibiograma. Na urocultura padrão, é possível saber se você tem ou não uma infecção. Já na urocultura com antibiograma, você consegue determinar o tipo de bactéria que está causando a infecção.

Aliás, a identificação da bactéria é importante para pessoas que sofrem de infecção urinária recorrente ou que não respondem ao tratamento – pois o antibiograma ajuda a detectar os antibióticos que podem ser mais eficazes no combate à bactéria.

  Continua Depois da Publicidade  

Como é feito o exame

como é feita a urocultura

A coleta da urina é feita como em qualquer outro exame. Em primeiro lugar, você deve lavar as mãos e limpar bem a região íntima para evitar contaminação da amostra. Então, comece a urinar descartando o primeiro jato de urina e coletando o restante no recipiente.

Geralmente, a coleta é feita com a primeira urina do dia. Nos demais casos, é recomendado ficar pelo menos por 2 horas sem urinar para só então realizar a coleta da urina.

Além disso, você pode fazer o exame em um laboratório ou apenas retirar o frasco e o kit de higiene íntima para coletar a amostra de urina em casa. Mas, nesse último caso, é importante seguir as orientações de armazenagem até a hora de levar a amostra até o laboratório.

No laboratório, o que acontece é o seguinte:

A pessoa responsável por analisar a sua urina vai fazer uma cultura de bactérias com a sua urina e observar a amostra usando um microscópio. Esse equipamento é capaz de mostrar as bactérias presentes na urina. Assim, se houver mais bactérias do que o normal, o seu resultado será positivo.

Além disso, é possível observar pelo microscópio ou por meio de um exame adicional (o antibiograma) o tipo de bactéria que está em maior quantidade na urina.

  Continua Depois da Publicidade  

Na maioria dos casos, a Escherichia coli é a responsável pelas infecções do trato urinário. Mas também é possível que cepas de Staphylococcus e Proteus sejam a causa da infecção.

Resultado

É normal ter bactérias na urina. Por isso, um exame de urocultura apenas vai apontar uma infecção se houver mais de 100.000 colônias de bactérias na sua urina – gerando um resultado positivo.

Caso não exista uma quantidade aumentada de bactérias na urina, o resultado é negativo – isto é, não há colônias de bactérias causando uma infecção.

Em alguns casos, um falso negativo pode acontecer. Isso acontece quando o pH  da urina está muito alto ou quando a pessoa usou remédios como antibióticos ou diuréticos recentemente.

Por outro lado, um falso positivo também pode acontecer quando a amostra de urina é contaminada.

  Continua Depois da Publicidade  

Geralmente, o teste fica pronto em poucos dias. Se o seu exame de urocultura é positivo, você deve conversar com o seu médico e iniciar o tratamento da infecção com um antibiótico para eliminar as bactérias ruins para a saúde.

Aliás, veja também quais os melhores remédios para tratar uma infecção urinária.

Além disso, outras medidas que ajudam o corpo a se recuperar mais rapidamente da infecção bacteriana são:

  1. Beber bastante água para urinar com mais frequência;
  2. Consumir alimentos com vitamina C para melhorar o sistema urinário;
  3. Manter a região íntima limpa e seca.

Por fim, saiba que se a sua urocultura foi positiva, é importante tomar o antibiótico prescrito de acordo com as orientações médicas por todo o tempo indicado – mesmo que os seus sintomas melhorem antes.

Isso é importante para evitar infecções recorrentes e para garantir que as bactérias nocivas sejam eliminadas do seu organismo.

  Continua Depois da Publicidade  

Vídeo

Aliás, você sabia que a urina dá sinais sobre a nossa saúde? Então, confira no vídeo a seguir a nutricionista explicando que sinais são esses:

Fontes e referências adicionais

Você já fez um exame de urocultura para identificar uma infecção? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr. Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário