Coceira no ânus – O que pode ser e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 28/05/2021

A coceira no ânus é um sintoma comum e muitas vezes temporário. Entenda o que pode ser e como tratar esse incômodo.

  Continua Depois da Publicidade  

Sentir coceira anal é uma situação bastante comum, mas também bem constrangedora. O prurido anal é geralmente causada por problemas de pele, mas também existem outras causas mais sérias como a hemorroidas, por exemplo.

Aliás, confira também quais os melhores remédios para hemorróidas. Na maioria dos casos, a coceira no ânus é simples de tratar. Veja então o que pode ser e o que fazer para aliviar esse desconforto.

O que pode ser

prurido no ânus

Além da coceira no ânus, é importante observar se existem outros sintomas, como por exemplo:

  • Sangramento pelas fezes;
  • Sinais de infecção como vermelhidão e febre;
  • Coceira persistente e intensa que chega a causar feridas;
  • Dor na hora de defecar.

As causas mais prováveis de uma coceira anal são:

Irritação na pele

A irritação na pele pode surgir por conta do excesso de suor na região. Além disso, sofrer de diarreia prolongada ou de prisão de ventre crônica pode tornar sua pele mais sensível e irritada.

Certos alimentos

Alguns alimentos podem irritar o sistema digestivo e dificultar a eliminação das fezes, como por exemplo:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Pimenta;
  • Café;
  • Refrigerantes;
  • Alimentos cítricos;
  • Chocolate;
  • Bebidas alcoólicas.

Assim, se você não sabe porque está com coceira anal, é uma boa ideia suspender a ingestão desses alimentos e bebidas e observar se a coceira diminui ao longo dos dias.

Higiene inadequada

A má higiene na região anal após ir ao banheiro ou durante o banho pode ser a causa do prurido anal.

Além de aumentar o risco de infecções, a higiene insuficiente pode causar assaduras na pele.

Mas engana-se quem acha que só a má higiene causa coceira. A limpeza excessiva também não é bem vista. Isso porque limpar demais a região anal pode deixar a pele ressecada e irritada.

Por isso, nada de exageros. Limpe na medida certa.

Infecções

As infecções causadas por vermes intestinais, fungos e até mesmo as doenças sexualmente transmissíveis podem causar irritação no ânus. Doenças fúngicas como a candidíase, por exemplo, geralmente causam coceira na região íntima.

  Continua Depois da Publicidade  

Hemorróidas

A hemorróida ocorre quando as veias da região anal ficam dilatadas. Geralmente, isso é resultado do esforço excessivo na hora de evacuar. Por isso, quem sofre de prisão de ventre é um forte candidato a ter hemorróidas.

Vale lembrar que além da irritação local, as hemorróidas costumam causar dor e, às vezes, sangramento.

Doenças de pele

Condições como a psoríase ou a dermatite de contato podem estar por trás da sua coceira. Além disso, a alergia ou sensibilidade da pele a produtos agressivos também pode causar irritação e prurido.

Assim, vale a pena observar os sabonetes íntimos ou loções de banho que você está usando, pois alguns desses produtos podem irritar ou ressecar a sua pele.

Uso de remédios

Por fim, alguns medicamentos podem causar coceira anal. É o caso de antibióticos, por exemplo, que alteram a flora intestinal e facilitam o desenvolvimento de algumas infecções.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, há remédios que causam efeitos colaterais como a diarreia que podem irritar a região íntima. Se esse é seu caso, converse com o seu médico para alterar a dose ou trocar de remédio para evitar esse efeito adverso.

Como tratar

O tratamento da coceira no ânus depende da causa. Por isso, consultar um médico é importante.

Se o seu caso for uma alergia, um creme anti-histamínico pode ser suficiente para aliviar o prurido. Por outro lado, condições como as hemorroidas ou a psoríase precisam de um tratamento específico indicado pelo seu médico.

Veja como tratar a psoríase e quais são os sintomas e tratamento da hemorroidas.

Alguns dos remédios que seu médico pode indicar incluem:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Pomadas de corticóides;
  • Pomadas contendo óxido de zinco e cânfora – que atuam acalmando a pele e diminuindo a coceira;
  • Anestésicos tópicos;
  • Anti-inflamatórios orais ou tópicos;
  • Remédios para vermes intestinais como o albendazol ou o mebendazol.

Ainda assim, na maioria dos casos o tratamento não requer o uso de medicamentos. É mais provável que a coceira anal que você está sentindo seja resultado de uma irritação na pele.

Por isso, as seguintes dicas de autocuidado podem te ajudar a obter alívio:

  1. Manter a região íntima limpa e seca;
  2. Evitar coçar a pele para não irritar ainda mais o local;
  3. Usar uma compressa úmida e morna na região anal;
  4. Fazer um banho de assento;
  5. Consumir alimentos probióticos como o kefir e o iogurte para equilibrar a microbiota intestinal;
  6. Optar por roupas íntimas de algodão que retém menos umidade;
  7. Parar de usar produtos que irritam a sua pele;
  8. Evitar o consumo de alimentos picantes ou cítricos;
  9. Usar papel higiênico suave, macio e livre de fragrâncias.

Apesar do desconforto, a coceira anal não é motivo de grande preocupação. Mas se você sentir que isso está atrapalhando o seu dia a dia ou se observar sintomas como sangramento e formação de úlceras, é hora de visitar seu médico.

Fontes e referências adicionais

Você já teve esse tipo de coceira no ânus? O que fez para melhorar? Comente aqui!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário