Olhos lacrimejantes – O que pode ser

Especialista da área:
atualizado em 04/03/2021

Os olhos lacrimejantes geralmente são resultado de uma alergia. No entanto, existem várias possíveis causas por trás desse leve incômodo. Veja então o que pode ser.

  Continua Depois da Publicidade  

As lágrimas são muito importantes para lubrificar os olhos e mantê-los limpos e protegidos. Porém, o excesso de lágrimas pode ser ruim e atrapalhar nas atividades do dia a dia como dirigir, por exemplo.

Apesar de ser mais um desconforto do que um problema, ter os olhos vermelhos e lacrimejantes constantemente é bastante desagradável. Por isso, entenda aqui as possíveis causas e saiba quando procurar um oftalmologista. 

O que pode ser

mulher com olho irritado

Antes de mais nada, é preciso saber que as lágrimas cumprem funções importantes para a saúde, como por exemplo:

  • Manter os olhos limpos;
  • Evitar infecções;
  • Remover poeira, sujeira e qualquer substância estranha dos olhos;
  • Manter os olhos lubrificados e úmidos.

Mas nada em excesso é bom para o nosso corpo e isso também vale para as lágrimas.

De fato, ter lágrimas em excesso pode sobrecarregar os dutos lacrimais e fazer com que seus olhos fiquem lacrimejando constantemente.

A saber, as condições normais em que seus olhos produzem mais lágrimas do que o comum são quando você está:

  • Chorando;
  • Com uma crise de tosse;
  • Passando mal ou vomitando;
  • Rindo bastante;
  • Bocejando.

Nos momentos acima, é normal que escorra uma ou várias lágrimas. Mas assim que o evento termina, as lágrimas cessam e tudo volta ao normal.

Por outro lado, existem outras causas que podem aumentar a produção de lágrimas. Algumas delas incluem:

  • Infecções como a conjuntivite;
  • Condições climáticas como o tempo seco;
  • Exposição à luz forte;
  • Poluição;
  • Alergias respiratórias;
  • Ducto lagrimal bloqueado;
  • Dificuldades com o uso de lentes de contato;
  • Ectrópio quando a pálpebra fica virada para fora causando desconforto e lágrimas excessivas;
  • Síndrome do olho seco;
  • Gripe ou resfriado;
  • Inflamação da pálpebra (blefarite);
  • Presença de substância irritante ou pequeno objeto no olho, como um cílio, por exemplo;
  • Uso de certos medicamentos;
  • Triquíase em que um cílio cresce para dentro do olho;
  • Drenagem inadequada de lágrimas;
  • Produção excessiva de lágrimas;
  • Tempo demais olhando para telas e/ou piscando pouco;
  • Lesão ou arranhão na córnea.

Apesar de ser estranho ter olhos lacrimejantes por causa da síndrome do olho seco, isso é possível. Quando o olho está muito seco, a produção de lágrimas aumenta para lubrificá-lo. Assim, os seus olhos podem ficar lacrimejando mesmo sem obter a lubrificação adequada.

  Continua Depois da Publicidade  

O que fazer

mulher usando colírio

Os olhos lacrimejantes geralmente melhoram sozinhos, mas se as lágrimas realmente estiverem excessivas e atrapalhando a sua rotina, existem formas de aliviar o sintoma.

Algumas soluções são, por exemplo:

  1. Usar remédios que alteram a composição das lágrimas e restabelecem o equilíbrio de água, sal e óleos da lágrima;
  2. Aplicar colírios prescritos por um oftalmologista;
  3. Usar um antibiótico em caso de infecção bacteriana;
  4. Optar por óculos que filtram a luz azul enquanto você trabalha – principalmente se você usa o computador ou celular o dia inteiro;
  5. Fazer compressa quente sobre as pálpebras fechadas algumas vezes por dia;
  6. Limpar os dutos lacrimais bloqueados em um consultório oftalmologista, se necessário;

Sempre que seus olhos estiverem irritados, avermelhados ou lacrimejando por mais de um dia, é preciso procurar um médico oftalmologista. 

Por fim, sempre vá até o oftalmologista ao notar qualquer um dos sintomas mais sérios abaixo:

  • Problemas ou perda de visão;
  • Acidentes com produtos químicos nos olhos;
  • Hematoma ao redor do olho;
  • Dor de cabeça muito forte;
  • Secreção ou sangramento no olho;
  • Corpo estranho preso no olho ou na parte de dentro da pálpebra;
  • Dor nos olhos.

Além de visitar o médico quando algo está mal, é igualmente importante fazer visitas regulares ao oftalmologista a fim de checar a saúde dos seus olhos.

Fontes e Referências Adicionais

Você sofre ou já sofreu com olhos lacrimejantes? Já descobriu a causa? Então, comente aqui!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Haroldo Vieira de Moraes Junior

Dr Haroldo de Moraes é Oftalmologista - CRM 380377 RJ. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1981. Em seguida concluiu Mestrado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1986 e Doutorado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Pos-Doutorado no National Eye Institute do National Institutes of Health (NIH/NEI) durante 1998/1999 e Livre Docente em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (2001), atualmente é Professor Titular de Oftalmologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Oftalmologia clinica e cirúrgica, atuando como Coordenador de Pos-Graduacao em Oftalmologia com área de atuação em inflamação ocular (uveites, sarcoidose e toxoplasmose). Dr. Haroldo é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário