Pode Usar Estrogênio para Aumentar Mama? Funciona? Faz Mal?

Especialista:
atualizado em 12/06/2020

Veja se não há nenhum problema em usar estrogênio para aumentar mama ou se faz mal, além de conferir se essa prática funciona mesmo.

O censo bianual da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apontou que de 1,7 mi cirurgias feitas no Brasil em 2018, 60% foram estéticas, informou o Estadão. Isso mostra como o interesse por mudar a aparência é grande – e entre essas mudanças, uma que se destaca é o aumento dos seios.

No entanto, antes de tentar aumentar as mamas é preciso saber se a técnica que se deseja utilizar é segura e eficiente. Por isso, hoje vamos aprender a respeito do uso do estrogênio para aumentar mama. Vale a pena saber mais também sobre a mamoplastia de aumento.

Para quem já ouviu falar que o estrogênio engorda, pode soar estranho escutar a respeito do uso do hormônio para estética. Mas será que utilizar o estrogênio neste sentido realmente dá resultados? Ou não é para isso que ele serve e esse emprego do hormônio pode resultar em problemas para a saúde?

Sobre o estrogênio

Os estrogênios são um grupo de hormônios femininos importantes para o desenvolvimento sexual e reprodutivo das mulheres. Eles são produzidos principalmente pelos ovários, mas não somente por eles: as glândulas adrenais e as células de gorduras também produzem pequenas quantidades de estrogênio.

Esses hormônios regulam o ciclo menstrual e afetam o trato reprodutivo. Características sexuais secundárias como o pelo púbico e o pelo nas axilas começam a crescer quando os níveis de estrogênio se elevam.

O trato urinário, os vasos sanguíneos, os ossos, a pele, os cabelos, as membranas mucosas, os músculos pélvicos, o cérebro, o sistema cardiovascular e o sistema musculoesquelético também são afetados pelo estrogênio. As informações são da Enciclopédia de Saúde do Centro Médico da Universidade de Rochester, dos Estados Unidos.

E então, é aconselhável o uso de estrogênio para aumentar mama?

De acordo com a Enciclopédia de Saúde do Centro Médico da Universidade de Rochester, a ação do estrogênio também envolve afetar as mamas.

O hormônio é o principal responsável pelo desenvolvimento das mamas durante a puberdade, mas será que isso significa que o uso do hormônio para o aumento dos seios é viável?

A médica e professora-associada de medicina da Escola Médica de Harvard Celest Robb-Nicholson falou a respeito do uso do estrogênio para aumentar mama na Harvard Health Publishing (Publicação de Saúde de Harvard, tradução livre).

“Estrogênio e progesterona são os únicos hormônios naturais que conhecemos que aumentam o tamanho das mamas. Mas como você pode saber, estudos têm associado o excesso de estrogênio e progesterona a câncer de mama, doença no coração e acidente vascular cerebral (AVC) em mulheres na pós-menopausa. Esses hormônios podem ser prescritos em medicamentos como contraceptivos orais e terapia hormonal pós-menopausa, mas são aprovados para o aumento das mamas”, advertiu a professora-associada de medicina.

Por sinal, esses contraceptivos mencionados pela médica costumam ser compostos pelo estrogênio e pela progestina, que é uma versão sintética da progesterona, outro hormônio sexual feminino, informou o Medical News Today.

Quando uma paciente começa a tomar o contraceptivo, os níveis desses hormônios são elevados, o que pode resultar em um aumento geralmente pequeno no tamanho das mamas, apontou a publicação.

Entretanto, o tamanho dos seios pode retornar ao normal depois de alguns ciclos mensais ou depois que a mulher para de tomar o medicamento anticoncepcional.

O aumento nas mamas também pode ser observado porque quando a paciente inicia o uso do contraceptivo, as alterações nos níveis hormonais que acontecem no seu organismo podem fazer com que o corpo retenha líquido, o que causa inchaço e pode resultar em uma aparência mais dilatada das mamas.

No entanto, o tamanho dos seios retorna ao habitual na semana em que a paciente não estiver tomando uma pílula contraceptiva ativa, que é a semana onde a sua menstruação vai descer, afirmou o Medical News Today.

Com tudo isso em mente, fica o aviso: não tome contraceptivos ou suplementos ou outros medicamentos com estrogênio sem a orientação médica e não use esses remédios em dosagens maiores do que as prescritas, apenas com o objetivo de tentar provocar um aumento nas suas mamas, porque além de não obter o efeito expressivo e duradouro desejado, você colocará a sua saúde em grandes perigos.

As pílulas contraceptivas podem provocar efeitos colaterais e existe toda aquela discussão se esses anticoncepcionais fazem mal à saúde. Portanto, elas precisam ser usadas com cuidado, sempre de acordo com a orientação médica e somente dentro do objetivo ao qual se destinam.

E quanto aos fitoestrogênios?

Os fitoestrogênios são compostos químicos encontrados em produtos de origem vegetal como soja, linhaça, trevo vermelho, alfafa e funcho (erva-doce), explicou a professora-associada de medicina da Escola Médica de Harvard Celest Robb-Nicholson no Harvard Health Publishing.

Eles se ligam aos receptores de estrogênios nas células, produzindo efeitos estrogênicos fracos – e é por isso que entre os produtos à base de plantas naturais que prometem aumentar as mamas, os fitoestrogênios são os que tem mais probabilidade de realmente afetar o tamanho das mamas, afirmou Robb-Nicholson.

“Em mulheres na pré-menopausa, esses efeitos podem teoricamente interferir com a estimulação estrogênica normal e com o crescimento do tecido mamário. Fitoestrogênios podem aumentar o tamanho das mamas em mulheres na pós-menopausa, cuja base de níveis de estrogênio é baixa. Mas isso pode ter um preço: qualquer suplemento que contêm fitoestrogênios o suficiente para estimular o crescimento do tecido mamária pode aumentar também o risco de câncer de mama”, alertou a professora-associada de medicina.

Quer ter seios maiores?

Então não se arrisque e procure fazer isso de maneira segura. Marque uma consulta com um cirurgião plástico de confiança e boa reputação e converse com ele a respeito dos procedimentos aos quais você pode se submeter para aumentar o tamanho das mamas, oferecendo o menor risco possível para a sua saúde.

Além do clássico e famoso implante de silicones, existem outras opções como o preenchimento de mamas com ácido hialurônico e um procedimento para aumento de mamas a laser.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se pode usar estrogênio para aumentar mama? Conhece alguém que já tenha feito isso e tido bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário