Pomada para Queloide – Como Funciona e Como Usar

Muito mais do que um problema estético, os queloides são cicatrizes que podem causar sensações desconfortáveis na pele. Vamos mostrar alguns tipos de pomada para queloide e como usar cada uma delas, além de sugerir alguns ingredientes que você deve se atentar na hora de procurar um produto para o tratamento do queloide.

O Que é Queloide

Cicatrizes em geral podem causar um grande incômodo estético para algumas pessoas. No entanto, muitas cicatrizes vão se tornando menores e menos perceptíveis ao longo do tempo. O mesmo não pode ser esperado no caso de um queloide.

Um queloide é um tipo de cicatriz que cresce de forma exagerada e que pode ficar acima do nível da pele ao redor, ser mais escura e continuar a crescer por tempo indeterminado.

As características principais de um queloide são:

  • Vermelhidão;
  • Não melhorar conforme o tempo passa;
  • Escurecimento da cicatriz ao longo do tempo;
  • Cicatriz brilhante ou pálida;
  • Aspecto duro ou emborrachado na parte superior da pele.

Alguns queloides podem causar dor, coceira, sensação de ardência ou de queimadura e prejudicar alguns movimentos.

O que causa um queloide?

O queloide surge como resultado de uma resposta de cura exagerada, que geralmente é observada em pessoas que apresentam mais pigmentos na pele. Nesse caso, o organismo responde de uma forma exagerada a uma lesão na pele, criando uma cicatriz muito grande e que pode aumentar de tamanho.

Quando a pele sofre algum tipo de lesão ou ferimento, ela envia células que produzem colágeno para curar a ferida. Normalmente, essas células curam a lesão e deixam uma pequena cicatriz no local que tende a desaparecer ou ficar menos visível conforme o tempo passa.

No caso dos queloides, as células de colágeno não param de se multiplicar mesmo depois da cicatrização, fazendo que o tecido cicatricial aumente de tamanho e forme uma cicatriz elevada e grande.

As causas mais comuns de queloides podem ser:

  • Queimaduras;
  • Picadas de insetos;
  • Cortes ou perfurações;
  • Incisões de cirurgias;
  • Catapora ou outras doenças que causam bolhas e cicatrizes na pele;
  • Cicatrização após a aplicação de piercings ou tatuagens.

De acordo com um estudo de revisão publicado em 2015 no periódico científico Journal of Medical Investigations and Practice, nem sempre um queloide tem uma causa aparente. Embora alguns surjam logo após uma lesão na pele, outros queloides podem surgir até anos após uma lesão ter acontecido.

Apesar de qualquer tipo de pele poder desenvolver um queloide, é mais comum observar esse tipo de cicatriz em:

  • Pessoas com histórico familiar de queloides;
  • Indivíduos com menos de 30 anos, principalmente em adolescentes na puberdade;
  • Pessoas com o tom de pele mais escuro, como aquelas de ascendência hispânica, afro-americana ou asiática;
  • Gestantes.

Algumas pessoas têm medo de que um queloide possa se tornar um câncer, mas de acordo com especialistas, um queloide não desencadeia nenhum tipo de câncer e nem costuma causar complicações graves de saúde.

Tratamento

Os queloides na região do rosto, do pescoço e das mãos são os mais temidos, pois ficam muito expostos e difíceis de tratar.

Até agora não existe nenhum tipo de tratamento definitivo ou infalível para tratar queloides, mas existem alguns medicamentos, procedimentos e pomadas que podem ser testados para melhorar a aparência ou eliminar os queloides.

Os queloides podem causar sensações desagradáveis como sensação de aperto, coceira e limitação na amplitude de movimento em locais próximos a articulações. Queloides que ficam em atrito com vestimentas podem ficar irritados e causar ainda mais desconforto.

Pomada para queloide

Um estudo publicado em 2012 no International Journal of Cosmetic Science indica que cremes contendo lanolina ou vaselina em sua composição podem melhorar a aparência de cicatrizes.

Pomadas contendo ingredientes como betasitosterol e ervas como a Centella asiatica e a Bulbine frutescens também apresentam propriedades cicatrizantes que podem auxiliar no tratamento do queloide. Outros ingredientes interessantes que podem ajudar são a tretinoína, a alantoína e o imiquimode.

Algumas pomadas que podem ser utilizadas para tratar queloides são as seguintes:

1. Kelo-cote

O silicone é um dos ingredientes mais utilizados no tratamento de queloides e de outros tipos de cicatrizes elevadas. Alguns motivos de ser o ingrediente mais procurado são o baixo risco de efeitos adversos e a facilidade de aplicação.

O silicone pode ser encontrado na forma de folhas de silicone ou como um gel. Como gel, ele pode ser encontrado pelos nomes comerciais Kelo-cote ou Kelosil, por exemplo. Há ainda o C-kaderm, que é um creme que contém gel de silicone, vitamina E e óleo de rosa mosqueta em sua composição.

Conforme informações publicadas nos periódicos científicos Aesthetic Plastic Surgery em 2008 e Journal of Cutaneous and Aesthetic Surgery em 2009, a aplicação tópica de uma pomada para queloide com silicone ajuda a diminuir o queloide e a evitar que novas cicatrizes sejam formadas no local.

Como funciona

O gel de silicone seca sobre a pele, formando uma camada de proteção que permite que os ciclos de síntese de colágeno sejam normalizados, evitando que a cicatriz aumente ainda mais. Ele também atua aliviando o desconforto causado pelo queloide, incluindo sintomas como coceira e ardor.

Como usar

O gel deve ser aplicado sobre a pele sempre que necessário para manter o local protegido. A recomendação é geralmente de 2 a 3 vezes por dia.

2. Cicatricure

O cicatricure é encontrado na forma de gel ou pomada e contém diversos extratos, incluindo a Centella asiatica, que ajuda a melhorar a textura e a reduzir o tamanho de diversos tipos de cicatrizes, podendo ser usado como uma pomada para tirar queloide.

Como funciona

O cicatricure funciona melhorando a aparência do tecido cicatricial através do estímulo à regeneração da pele e da sua ação hidratante.

Como usar

O modo de uso depende da idade do queloide. Em queloides recentes, é indicado aplicar uma fina camada da pomada 3 vezes por dia por até 2 meses. No caso de queloides mais antigos, o produto pode ser aplicado na mesma frequência por um período maior de tempo que pode variar de 3 a 6 meses.

3. Contractubex

Essa pomada é utilizada para melhorar o queloide e evitar que novas cicatrizes apareçam. Composta de alantoína, heparina e cepalin, o produto estimula o reparo do tecido epitelial e evita que o queloide se desenvolva ainda mais.

Como funciona

Além de estimular a produção de novas células na pele, a ação anti-inflamatória e bactericida dessa pomada para evitar queloide previne infecções no local.

Como usar

A recomendação usual é aplicar uma pequena quantidade do produto no queloide 2 vezes por dia na pele previamente limpa e seca.

4. Tretinoína

Cremes de tretinoína (Retin-A ou Vitacid) geralmente são usados no tratamento de acne e na prevenção contra sinais de envelhecimento, evitando o envelhecimento precoce das células epiteliais.

Segundo uma revisão científica publicado no Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology em 2010, cremes contendo tretinoína e isotretinoína também podem ser úteis para promover a redução do tamanho e melhorar a aparência de queloides.

Como funciona

A tretinoína tem ação anti-inflamatória e age auxiliando na regulação do crescimento das células da pele, podendo ajudar a controlar a progressão do queloide.

Como usar

A pomada de tretinoína deve ser aplicada na pele limpa e seca preferencialmente antes de dormir para que o produto tenha bastante tempo para agir. Geralmente, uma aplicação ao dia é o mais recomendado, mas a frequência de aplicação e o tempo de uso podem ser especificados por um médico de acordo com cada caso.

5. Imiquimode

Trata-se de um creme utilizado para tratar vários tipos de lesões na pele como câncer de pele de células basais superficiais. De acordo com uma pesquisa publicada em 2017 no Journal of Oral and Macillofacial Surgery, a aplicação tópica desse creme na pele reduz o risco de um queloide voltar.

Assim, o imiquimode é uma ótima pomada para queloide que deve ser aplicada, preferencialmente, depois que um queloide já foi removido cirurgicamente (ou com o auxilio de outra técnica não cirúrgica) para prevenir a sua reincidência. Além disso, ele estimula o organismo a produzir interferon – um tipo de proteína produzida pelo sistema imune para combater vírus, bactérias e outros agentes nocivos que parece auxiliar na redução do tamanho dos queloides.

Como funciona

O mecanismo de ação do creme ainda não é conhecido, mas já se sabe que o imiquimode atua modificando a resposta imunológica do organismo fazendo com lesões na pele como os queloides que são gerados por uma resposta exagerada do sistema imune sejam reduzidos e evitados.

Como usar

Uma camada fina de imiquimode aplicada sobre o queloide é suficiente. A pele deve estar limpa e seca e o creme deve permanecer na pele por várias horas para que ele faça efeito. Depois de cerca de 8 horas, a pele pode ser lavada novamente para remover os resíduos do creme que restaram na pele. O tempo de uso e a frequência de aplicações devem ser determinados por um dermatologista.

Outras formas de tratamentos

Segundo um estudo de 2009 publicado no periódico científico American Family Physician, não existem evidências científicas sólidas de que cremes e pomadas vendidos sem prescrição médica podem ajudar no tratamento de queloides. Isso inclui pomadas contendo extrato de cebola ou vitamina E em sua composição.

Há diversas opções de tratamento para queloides caso os cremes mencionados acima não funcionem como esperado. Alguns deles são descritos logo abaixo.

– Crioterapia

A crioterapia é uma técnica em que os tecidos cicatriciais são temporariamente congelados. Algumas pessoas podem sentir dores durante o procedimento, mas em geral os resultados são satisfatórios.

Um estudo de 2012 do Journal of Cutaneous and Aesthetic Surgery sugere que a crioterapia pode reduzir o tamanho dos queloides em até 50% depois de várias sessões. Os resultados são mais eficazes em queloides menores e que surgiram a menos de 3 anos.

– Injeções de corticosteroides

Uma pesquisa publicada no Journal of Medical Investigations and Practice em 2015 mostra que a injeção de esteroides é uma forma bastante eficaz de diminuir o tamanho e amenizar a aparência de queloides.

A triancinolona é um corticosteroide anti-inflamatório injetável que é indicado no tratamento de lesões. A substância atua aliviando os sintomas da lesão, reduzindo a sensação de coceira, dor e desconforto causada pela presença do queloide.

Conforme dados da pesquisa de 2009 da American Family Physician, o tratamento com esteroides gera melhores resultados em queloides recentes ou quando o procedimento também envolve a remoção cirúrgica do tecido cicatricial.

– Laser

O tratamento com laser costuma ajudar a suavizar o queloide, mas não reduz o tamanho da cicatriz. Além disso, muitas sessões são necessárias até obter um bom resultado.

– Radiação

O uso de radiação no tratamento de queloides tem mostrado resultados promissores. Esse tipo de terapia envolve a aplicação de radiação por um curto período de tempo logo depois de realizar a remoção cirúrgica de um queloide. Estudos mostram que a taxa de reincidência é reduzida quando esse método é adotado.

– Remoção cirúrgica

A remoção cirúrgica parece ser o jeito mais fácil de lidar com um queloide. Porém, não é bem assim. Na maioria dos casos, os queloides voltam após a cirurgia e é essencial que um tratamento extra – que pode ser a terapia radioativa, o uso de cremes tópicos ou a aplicação de injeções de esteroides – seja iniciado logo após o procedimento para evitar a reincidência do queloide.

Prevenindo queloides

Pessoas que já apresentaram um queloide na pele têm maior risco de ter o problema novamente. Assim, é importante que essas pessoas tenham um cuidado especial com o tratamento de feridas e evitem ao máximo se machucar ou colocar piercings e fazer tatuagens que podem fazer com que novos queloides apareçam.

Quem tem tendência a ter queloide e precisa realizar uma cirurgia por algum motivo deve sempre informar o médico cirurgião antes de se submeter ao procedimento para que todos os cuidados necessários sejam tomados.

Os queloides afetam a aparência da pele, mas felizmente não afetam a saúde. Embora alguns incomodem e prejudiquem alguns movimentos dependendo da localização, não há nenhuma complicação de saúde associada à sua existência.

Ainda assim, o problema estético pode gerar um grande desconforto e até prejudicar a autoestima de uma pessoa, fazendo com que ela desenvolva condições como a depressão, por exemplo. Nesses casos, é muito importante buscar um atendimento dermatológico para que o queloide seja tratado da forma mais eficiente possível.

Referências Adicionais:

Você já usou algum tipo de pomada para queloide? Teve bons resultados para tirar ou evitar a condição na pele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário