Temperar sua Carne com Essa Erva Reduz os Riscos de Câncer, Diz Estudo

Quem não ama grelhar um belo bife no churrasco do fim de semana, ou mesmo em casa para o almoço? Mas se você está grelhando sua carne em alta temperatura, há uma chance de estar consumindo substâncias cancerígenas indesejadas.

Isso porque grelhar carne em altas temperaturas pode formar compostos chamados HCAs e PAHs, os quais, de acordo com o National Cancer Institute, causam mudanças no DNA que podem aumentar o risco de câncer.

Segundo eles, os HCAs se formam quando os aminoácidos e a creatinina (substâncias encontradas no músculo) da carne (assim como a carne de porco, peixe) reagem à alta temperatura.

Enquanto isso, os PAHs se formam quando a gordura escorre da carne até a grelha e cria fumaça. Essa fumaça circula em torno de sua carne e pode depositar compostos cancerígenos em qualquer coisa que você esteja cozinhando. Os PAHs também podem se formar durante outros tipos de cozimento de alta temperatura, como as frituras.

Ou seja, se você está cozinhando sua carne em alta temperatura, você pode estar se colocando em um risco maior de consumir substâncias cancerígenas.

Então, como você pode desfrutar do seu delicioso bife em paz, você pergunta? Acontece que adicionar alecrim à sua carne pode ajudar a reduzir esse risco de câncer.

O alecrim possui certos antioxidantes que podem ajudar a prevenir a formação de HCAs. Um estudo da Universidade do Arkansas mostrou que o extrato de alecrim pode reduzir os níveis de HCA em 30 a 100%. Parece maravilhoso, não?

Então, da próxima vez que você quiser grelhar uma carne em seu churrasco – e reduzir seu risco de carcinogênicos – opte por usar e aproveitar os benefícios do alecrim.

Você já experimentou utilizar o alecrim em sua cozinha ao grelhar carnes? O que acha do sabor dele? Pretende aproveitá-lo mais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário