Berinjela Baixa Colesterol? Suco, Chá, Cozida e Mais

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

Que a berinjela é um alimento saudável, você provavelmente já sabe. Afinal, o vegetal fornece vários dos nutrientes que necessitamos para o nosso organismo funcionar apropriadamente: fibras, potássio, cálcio, zinco, ferro, magnésio, fósforo, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C e vitamina K.

Mas será que a berinjela, em suas diversas formas de consumo (in natura, cozida, como chá, suco ou água de berinjela), pode auxiliar em relação à diminuição do colesterol?

É verdade que a berinjela baixa colesterol?

Em artigo publicado, a nutricionista R. Link falou a respeito de um estudo, conduzido por um pesquisador brasileiro ao lado de seus colegas, em que coelhos com colesterol elevado foram alimentados com 10 ml de suco de berinjela ao longo de duas semanas.

Segundo Link, ao término do experimento, os animais apresentaram níveis mais baixos do colesterol LDL – o chamado colesterol ruim –, que é um dos marcadores sanguíneos que podem implicar em um risco maior de doença cardíaca, quando encontram-se elevados.

Entretanto, não podemos deixar de destacar que a pesquisa foi realizada em animais, e não avaliou a berinjela para colesterol em seres humanos. “Pesquisas adicionais são necessárias para avaliar como as berinjelas podem afetar a saúde do coração em humanos”, completou a nutricionista Rachael Link.

Por sua vez, a nutricionista Megan Ware afirmou que análises de laboratório dos compostos fenólicos da berinjela mostraram que o alimento é composto por uma substância conhecida como ácido clorogênico, que atua como um antioxidante. “Foi demonstrado que o ácido clorogênico diminui os níveis do LDL (o colesterol ruim)”, completou a nutricionista.

A questão das fibras

A presença das fibras na composição do alimento é outro fator que deve ser levado em consideração quando analisamos se a berinjela baixa colesterol.

A berinjela é um dos alimentos que podem compor uma dieta voltada para auxiliar a diminuição dos níveis de colesterol, graças ao fato do alimento ser classificado como uma boa fonte de fibras solúveis.

As fibras solúveis ligam o colesterol e os seus precursores no sistema digestivo e os arrastam para fora do organismo antes que eles atinjam a circulação.

Embora a berinjela contenha fibras que auxiliam na eliminação do colesterol, o seu uso neste sentido ainda é um assunto bastante discutido cientificamente.

“Mas o que é indiscutível é que a alimentação rica em fibras e vitaminas deve contribuir para o tratamento do colesterol alto, assim como a prática de atividade física”, afirmou a nutricionista. Como vimos no começo deste artigo, a berinjela também funciona como fonte de fibras.

Entretanto, para realmente fornecer as fibras e as vitaminas da berinjela ao organismo, é necessário consumir o alimento por meio de preparações que mantenham o teor nutricional do alimento.

Para manter as propriedades saudáveis da berinjela, é recomendado que o alimento seja consumido grelhado, assado ou cozido. Também é aconselhável utilizar a berinjela em pratos frios porque o vegetal absorve muita gordura.

O suco de berinjela

No caso do preparo de um suco de berinjela para auxiliar o controle do colesterol, especialistas orientam não descartar a casca do alimento, já que as substâncias antioxidantes da berinjela estão presentes especialmente em sua casca.

Para se certificar de aproveitar os nutrientes do suco de berinjela, prepare a bebida com o vegetal fresco e a consuma na hora. Também é importante não coar para não perder o teor de fibras do suco.

Além disso, “este remédio caseiro não isenta a necessidade de praticar exercícios físicos e de se alimentar corretamente. É importante fazer uma reeducação alimentar para evitar que a taxa de colesterol no sangue volte a subir”, ressaltou um dos especialistas no assunto.

O chá de berinjela

O chá de berinjela, feito à base do vegetal com suas folhas, serve somente para complementar o tratamento recomendado pelo médico, que pode incluir o uso de medicamentos, a prática frequente de atividades físicas e a dieta com acompanhamento do nutricionista.

São as fibras e os antioxidantes da berinjela que podem tornar o seu chá um aliado em relação à diminuição do colesterol.

Falta de estudos que provem que a berinjela baixa colesterol

Vale a ressalva de que faltam estudos que comprovem essa propriedade do alimento. Como já vimso, ela é uma planta rica em fibras e cálcio e o seu consumo como auxiliar na redução do colesterol tem sido muito divulgado e estudado.

Enquanto não existem pesquisas para comprovar que o consumo da berinjela baixa colesterol, o melhor a se fazer é seguir as recomendações médicas.

Pesquisa de 2002 indicou que suco de berinjela não diminui o colesterol

Com essas dúvidas a respeito do poder da berinjela para reduzir o colesterol, o que podemos tirar de conclusão é que não dá para se apoiar somente no consumo do alimento para tratar os níveis elevados de colesterol.

Até porque um estudo do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas em São Paulo, apresentado na 23ª edição do Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, trouxe uma negativa em relação a este efeito.

A pesquisa foi conduzida em um grupo de 22 pessoas – 9 homens e 13 mulheres – com idades entre 25 a 75 anos, que apresentava um colesterol acima do limite considerado normal e não seguia tratamento algum para o problema.

Os participantes foram divididos em três grupos: em um grupo, nove tomaram o suco de berinjela com laranja em jejum diariamente, em outro, seis usaram o remédio para redução de colesterol lovastatina e no terceiro, sete pessoas não tomaram nada.

A rotina, inclusive a alimentação e o nível de exercícios físicos, permaneceu a mesma de antes do estudo, que durou seis semanas. Ao longo dessas seis semanas, os pacientes foram submetidos a três medições de seus níveis do colesterol – uma no início do estudo, outra na terceira semana e a última ao término da pesquisa.

Uma das pesquisadoras do estudo, Juliana Marchiori Praça, aluna da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), contou que somente os pacientes tratados com a lovastatina apresentaram diminuição em seus níveis de colesterol.

Marchiori também afirmou que a berinjela não substitui os medicamentos para a redução do colesterol. Ou seja, realmente o melhor a se fazer é seguir todas as orientações do médico para conseguir chegar a um nível saudável de colesterol.

Mais importante do que saber se a berinjela baixa colesterol

É saber como deve ser todo o tratamento, o que inclui toda a alimentação, em prol do controle dos níveis de colesterol.

Portanto, se você foi diagnosticado com o colesterol elevado, não deixe de apresentar todas as suas dúvidas ao médico para saber o que deve e não deve fazer e comer durante seu tratamento.

O médico e/ou o nutricionista são os profissionais mais indicados para explicar como e se realmente é possível utilizar a berinjela em sua alimentação para auxiliar a diminuição dos níveis de colesterol.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir a opinião, o diagnóstico e as recomendações de um médico e/ou nutricionista.

Você já tinha ouvido falar que o consumo de berinjela baixa colesterol? Pretende incluir no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário