Como é feita a gastroplastia? Como funciona e dicas

Especialista:
atualizado em 06/01/2021

Dentre vários tratamentos para a obesidade, um dos mais recentes é a gastroplastia. Veja aqui como é feita a gastroplastia e entenda como funciona essa técnica.

A gastroplastia endoscópica ou gastroplastia vertical é um procedimento que trata a obesidade. Ele foi aprovado pela ANVISA em 2017.

  Continua Depois da Publicidade  

A saber, esse procedimento é diferente da cirurgia bariátrica, pois se trata de uma técnica cirúrgica muito menos invasiva e livre de cortes.

A gastroplastia endoscópica serve para ajudar no emagrecimento, facilitar a reeducação alimentar de pessoas obesas e certamente contribuir para uma melhor qualidade de vida. Então, entenda mais sobre a técnica abaixo.

Gastroplastia endoscópica

endoscópio

O procedimento consiste em suturas feitas com um endoscópio visando a redução de estômago.

Como em qualquer procedimento, ainda que minimamente invasivo, é preciso respeitar alguns pré-requisitos como:

  • Ter 18 anos ou mais;
  • Ter um IMC de 30 ou mais;
  • Não conseguir emagrecer com outros métodos como dieta e exercício;
  • Comprometer-se com um estilo de vida mais saudável;
  • Dispor-se a ser supervisionado por um médico após o procedimento.

De acordo com os especialistas, com o método, é possível perder de de 15 a 20% do peso total em até dois anos.

Além da expressiva perda de peso, o procedimento também ajuda a tratar outros problemas causados pelo excesso de peso, como por exemplo:

  • Diabetes tipo 2;
  • Pressão alta;
  • Doença cardíaca;
  • Apneia do sono;
  • Osteoartrite;
  • Doenças no fígado.

Como é feita a gastroplastia endoscópica

O procedimento é feito com o paciente sob anestesia geral.

Em seguida, o endoscópio – um tubo flexível com uma câmera e um dispositivo de sutura acoplado – é introduzido pela boca até chegar ao estômago.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, lá o médico “costura” as paredes internas do estômago para adotar um formato de tubo. Isso reduz o tamanho do estômago e faz com que ele absorva menos calorias e alimentos do que antes.

Usando este método, é possível diminuir o tamanho do estômago com uma média de 12 suturas internas sem a necessidade de incisões abdominais.

Além disso, a duração total do procedimento é de apenas 90 minutos. Aliás, quando tudo corre bem o paciente pode voltar para casa no mesmo dia.

O que esperar após a cirurgia

médico fazendo prescrição

Após a gastroplastia, você deve ficar sem comer por 8 horas. Em seguida, você está liberado para iniciar uma dieta líquida que deve durar uma semana.

Aos poucos, você pode inserir alimentos pastosos. Logo após essa etapa, você poderá migrar para uma dieta normal e balanceada com alimentos sólidos.

A gastroplastia pode causar alguns sintomas desagradáveis logo após a cirurgia, como por exemplo:

No entanto, os sintomas acima duram apenas 2 ou 3 dias e não é preciso se preocupar.

Logo depois da gastroplastia, é preciso contar com o acompanhamento de uma equipe multidisciplicar, que pode ter profissionais como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Endocrinologista; 
  • Nutricionista;
  • Psicólogo;
  • Educador físico.

De fato, é fundamental seguir as orientações médicas depois de uma gastroplastia. Sendo assim, você deve:

  • Repousar por 3 dias para não estourar os pontos;
  • Tomar os remédios prescritos a fim de prevenir infecções;
  • Evitar levantar peso ou qualquer atividade física;
  • Seguir a dieta prescrita pelos profissionais de saúde;
  • Não tomar álcool;
  • Fazer o acompanhamento médico.

Ou seja, se você tomar todos os cuidados, sua recuperação será super rápida e tranquila.

Alertas finais

A gastroplastia é irreversível, mas em alguns casos o estômago pode precisar de novas suturas para preservar o novo formato do estômago.

Ainda que mais segura do que outros procedimento, a gastroplastia endoscópica também tem seus riscos. Por isso, é fundamental conhecer o seu estado de saúde e tirar todas as suas dúvidas com a equipe médica antes de se submeter ao procedimento.

Por fim, também é importante lembrar que a gastroplastia é apenas a primeira etapa do tratamento.

É necessário se comprometer com um estilo de vida mais saudável e contar com o apoio de um time de profissionais que serão essenciais para o sucesso da gastroplastia.

Fontes e Referências Adicionais

E aí, já pensou em se submeter a uma gastroplastia endoscópica? Ainda tem dúvidas sobre a técnica? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário